Vida Longa: Obras do Programa começam nos próximos dias

http://www.minhasaojose.com.br

As obras de construção do projeto denominado Vida Longa, do Governo Estadual, terá início nos próximos dias no bairro Portal dos Ipês, em São José do Rio Pardo (SP). O programa prevê a construção de empreendimentos especialmente projetados para atender às necessidades habitacionais de idosos que vivem sozinhos, em situação de vulnerabilidade social.

O Programa Vida Longa prevê a construção de pequenos residenciais especialmente projetados para idosos com renda de até dois salários mínimos, que vivam preferencialmente sozinhos, ou que tenham os vínculos familiares fragilizados, mas que sejam aptos para fazerem suas tarefas diárias.

O programa é uma ação conjunta da Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e é implantado em parceria com as prefeituras.

Nesta etapa, foram viabilizadas 152 unidades habitacionais para seis municípios. São José do Rio Pardo foi contemplado com 26 moradias.

Os imóveis do programa são projetados segundo parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal, que estabelecem um conceito arquitetônico adaptável para permitir facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo com dificuldade de locomoção, temporária ou permanente.

Com até 28 unidades, os conjuntos habitacionais terão imóveis de 28 metros quadrados de área privativa cada, distribuídos em cozinha, sala de estar e dormitórios conjugados, banheiro e área de serviço.

Constam no projeto itens de segurança e acessibilidade, como barras de apoio, pias e louças sanitárias em altura adequada, portas e corredores mais largos, interruptores em quantidade e altura ideais, alarmes de emergência sonoros e luminosos, piso antiderrapante, entre outros. Recursos de acessibilidade também serão instalados nas áreas comuns para facilitar a locomoção e dar segurança e conforto ao idoso.

“A construção do projeto é de inteira responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), nós da secretaria de obras da prefeitura, iremos apenas fiscalizar as obras para receber o equipamento com qualidade”, disse Thales Marin, coordenador da secretaria de obras.

O Programa Vida Longa traz um conceito que busca agregar expressivo valor a todo o processo de socialização dos moradores. Os residenciais possuirão espaços comuns para convivência e lazer, com salão com refeitório e área para assistir televisão, área com churrasqueira e forno à lenha, aparelhos para atividade física, mesa de jogos, bancos de jardim, horta elevada e paisagismo.

O público-alvo do programa são pessoas com 60 anos ou mais, que preferencialmente sejam sozinhas, expostas à situação de vulnerabilidade em razão de vínculos fragilizados e risco social e sem acesso à moradia. Como requisito, os idosos beneficiários não podem ter renda que ultrapasse dois salários mínimos, devem residir há pelo menos dois anos no município, além de terem autonomia para realizar tarefas diárias.

A Secretaria de Assistência e Inclusão Social será a responsável de realizar uma triagem para apurar quais os idosos do município sem encontram em situação de vulnerabilidade e que poderão ser contemplados com o programa.

“Com o andar das obras, deveremos abrir as inscrições para o cadastro de idosos que futuramente serão beneficiados com Vida Longa, quando as inscrições forem abertas, vamos divulgar na imprensa e mídia”, disse Daniel Tardelli, secretário de Assistência e Inclusão Social.

O investimento é a fundo perdido e o morador não pagará taxa de ocupação, nem contas de água e luz.

As informações e fotos são da Assessoria de Imprensa da Prefeitura.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br