CIDADEDESTAQUEPOLÍTICA

Transporte Público, obra do Elevado e programa de habitação foram abordados pelos vereadores em Plenário

http://www.minhasaojose.com.br

Durante a 13ª Sessão Ordinária, promovida na tarde de terça-feira, dia 9, e presidida pelo vice-presidente, vereador Gabriel Navega, assuntos como o transporte e a iluminação públicos, e a obra do Elevado foram temas de algumas abordagens pelos vereadores.

Além deles, o andamento do Programa Municipal de Habitação também voltou à pauta e foi tema de requerimento do vereador Pedro Giantomassi ao Executivo. “Estamos completando um ano do anúncio feito pela Prefeitura sobre a construção de cerca de 900 casas populares nas proximidades do Bairro Domingos de Sylos. Gostaria de saber se o projeto de implantação do loteamento já deu entrada no GRAPOHABB solicitando aprovação; se já foi realizado o registro do loteamento no cartório de registro de imóveis; o número de cadastros de possíveis interessados e se já ocorreu alguma pré-seleção dos cadastros que se enquadrarão nos critérios para este programa habitacional, destacando o quantitativo de famílias que hoje estariam qualificadas”, indagou.

Sobre o transporte público do município, o vereador Rubens Lobato Pinheiro Neto, em dois requerimentos, sendo um direcionado à empresa TUGA e outro à Prefeitura, solicitou informações sobre quais as linhas de circular existentes na cidade, quais os horários das mesmas; qual a frequência e horário das linhas aos finais de semana, uma vez que a demanda de usuários aumentou por conta do funcionamento de shopping, bem como se há possibilidade de aumento na frota, o que possibilitaria aumentar também as linhas e horários.

Já o vereador Gabriel Navega sugeriu à Prefeitura a instalação de lixeiras em dois pontos necessários da cidade, sendo em trecho da rua Madre Clara Neumayer, que dá acesso ao Rio Pardo Futebol Clube, à beira de córrego, no Jardim Bela Vista, e também na calçada de acesso ao Pronto Socorro, na rua Campos Salles, já que ambos locais estão servindo para descarte irregular de lixo.

O vereador Antônio José Quessada Neto solicitou, em requerimento à Prefeitura, informações sobre a utilização de veículo que deveria estar sendo utilizado para transporte de animais para procedimentos diversos, mas que não está sendo utilizado para esta finalidade. “Por que o uso deste veículo não foi autorizado para o transporte de animais? Isso tem dificultado a locomoção dos mesmos, que precisam passar por procedimentos, inclusive a castração”, questionou.

A manutenção de estradas rurais voltou à pauta da Câmara, dessa vez por meio de indicação do vereador Fernando Gomes, que sugeriu à Prefeitura serviços na estrada de terra na direção da Fazenda Santa Manuela, já que o trecho está precário para passagem de veículos.

A dificuldade em adesão de vereadores para formação das Comissões Especiais do Parlamento Regional de São João da Boa Vista foi tema de indicação do vereador Henrique Torres às Câmaras Municipais de 15 cidades da região. Entre as Comissões que mais necessitam de vereadores para compô-las estão a de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Geração de Renda; Planejamento, Meio Ambiente e Assuntos Jurídicos, e Comunicação, Ciência e Tecnologia. “Acreditamos que com uma forte adesão as chances de êxito em contemplar os municípios com recursos e políticas públicas desenvolvidas de forma consorciada colocarão a região em outro patamar de desenvolvimento”, ressaltou.

O vereador Rafael Kocian, em indicação ao Executivo Municipal, sugeriu avaliação e diálogo com o Conservatório Dramático e Musical de Tatuí sobre a possibilidade de utilização do gramado da instituição por parte da Creche/EMEB Gilda Zanetti para realização de atividades com as crianças, já que a unidade escolar não dispõe desse espaço. “A proposta é a utilização duas horas por dia, no período das 9h00 às 10h00 e das 15h00 às 16h00, o que melhoraria o convívio das crianças e possibilitaria ampliar a prática de ações ao ar livre, etc”, observou.

No Expediente Livre um dos assuntos em destaque foi a construção do Elevado (viaduto). O vereador Eduardo Ramos disse que esteve no local dias atrás e que boa parte dos comerciantes está preocupada com relação ao início da obra. “Ninguém sabe quando vai começar, o que será feito de imediato e o impacto deste início das obras no local. Alguns comerciantes pediram para que a Prefeitura informe sobre a data prevista para início da construção até para que possam se preparar com relação aos seus comércios”, disse. O vereador professor Rafael Kocian, representante do governo na Câmara, afirmou que marcará uma reunião com o prefeito para abordagem do assunto.

Por fim, o vereador Paulo Sérgio Rodrigues e novamente Eduardo Ramos questionaram sobre a falta de iluminação em diversas vias públicas. “É inadmissível que trechos amplos como à frente do Hotel Ipanema, na Avenida Perimetral, bem como o Estádio Palmyro Petrocelli estejam às escuras e permaneçam assim até que o projeto de substituição das lâmpadas atuais por LED ocorra nestes locais. A população clama para que nestes dois espaços as lâmpadas sejam substituídas o mais breve possível para evitar acidentes e assaltos, no caso da Perimetral, e tornar o ambiente mais seguro no estádio, onde muitas pessoas praticam atividades físicas”, concluiu.

OS 137 ANOS DA CÂMARA MUNICIPAL LEMBRADOS EM PLENÁRIO

Uma singela homenagem foi prestada aos 137 anos da Câmara Municipal. A pedido da presidente da Casa, vereadora Lúcia Libânio, que não pode estar presente à Sessão por questões pessoais/saúde, a chefe de gabinete parlamentar Natália Tiezzi Manetta fez a leitura de texto, que destacou um pouco da história de instalação da Casa de Leis em São José do Rio Pardo, bem como as palavras de Lúcia em alusão à data especial.

“Falar desta Câmara, além de resgatar sua história e memória, é falar também de modernização, afinal, nos últimos anos, o Legislativo Municipal acompanhou a era digital e já transmite ao vivo as Sessões e demais atividades de interesse da população pela Internet, estruturou o Plenário para votações eletrônicas, proporcionando mais transparência no acompanhamento das ações de cada vereador, além de atualizar os meios de comunicação oficiais, permitindo maior acesso à informação. Por falar em informação, a Câmara abriu suas portas, com mais ênfase, à comunidade, tornando-se, realmente, a ‘casa do povo’, principalmente por meio do Programa Escola do Legislativo com palestras, ações e atividades com abordagens relevantes, além de visitas dos vereadores às escolas”, destacou a vereadora.

Ainda no texto, Lúcia agradeceu aos colegas vereadores e a todos que ocuparam as cadeiras pela contribuição ao desenvolvimento do município e à qualidade de vida dos munícipes, extensivos aos atuais servidores e aos que já passaram pelo Legislativo Municipal pela competência e dedicação com as quais desempenham e desempenharam suas funções. “Temos muito a que nos orgulhar desta Casa de Leis, sempre ativa, em busca de se modernizar, melhorar sua estrutura, chegar até a população e colaborar com o progresso de nossa cidade. Parabéns à Câmara Municipal de São José do Rio Pardo e a todos que contribuíram e contribuem para que ela exerça sua nobre missão diante da sociedade”, concluiu o texto da presidente.

http://www.minhasaojose.com.br