“Semana do Agricultor” reúne centenas de São José e região em edição on-line

http://www.minhasaojose.com.br

Evento trouxe uma série de encontros virtuais com assuntos relacionados também ao potencial do agronegócio rio-pardense e regional

O Dia do Agricultor foi comemorado de uma forma diferente, porém mais ativa e participativa neste ano. A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, em parceria com o Projeto Rio Pardo 2050, Sebrae, Cooxupé, Coordenadoria de Desenvolvimento Rural e Sustentável, promoveu um evento online e que contou com a participação de centenas de agricultores rio-pardenses e de toda a região.

O evento teve início na segunda-feira, 27 e se estendeu até 30 de julho com palestras online de temas variados, entre eles “A Importância do Planejamento na Propriedade Rural”; “Irrigação e Cobrança do uso da água”; “Atitude e comportamento do agricultor de sucesso”; “Comercialização na pecuária: gado de corte e produção de leite a pasto”; “Sucessão familiar e o associativismo no campo”  Cafeicultura na região”; “Importância dos controles financeiros no campo”; e “Agricultura orgânica e rastreabilidade”.

Além das transmissões das palestras on-line, dezenas de agricultores também tiveram a opção de acompanharem por um telão, instalado na Secretaria de Agricultura, seguindo todas as medidas de prevenção à Covid-19, todos os conteúdos ministrados por consultores do SEBRAE, representantes da Cooxupé, Agência de Desenvolvimento Regional, entre outros profissionais.

A programação será encerrada com uma carreata, programada para sexta-feira, dia 31, às 19h00, com saída da Feira do Produtor.

Muitos agricultores preferiram assistir as palestras pelo telão, instalado na Secretaria de Agricultura, mantendo o distanciamento e usando máscaras

“UM AGRICULTOR EMPREENDEDOR E DINÂMICO”

Assim o Consultor da Agência de Desenvolvimento Leste Paulista e Sul de Minas e consultor técnico do agronegócio do Projeto Rio Pardo 2050, Ulisses Oliveira, definiu o agricultor rio-pardense. Ele foi responsável por traçar um diagnóstico do agronegócio em São José, sendo um dos palestrantes do evento.

“Além de ter um agricultor diferenciado, que é empreendedor e dinâmico, a diversificação produtiva da cidade é mais um ponto positivo, sobretudo a produção de hortifruti, que é capaz de gerar além de empregos, rendas no campo”, disse.

Ulisses observou ainda que o setor possui uma grande infraestrutura instalada para o armazenamento, beneficiamento, comercialização e industrialização de produtos agropecuários. “Em meio a essa semana do agricultor, podemos ver a importância que o agro tem para o município 2050. O setor está em constante crescimento e ascensão. Precisamos refletir na forma em que o agro agrega valor e crescimento à população, fazendo com que a gente consiga atingir uma cidade melhor, mais desenvolvida em todos os ramos e áreas, garantindo o atendimento de metas de desenvolvimento sustentável”, comentou Ulisses.

O Consultor mencionou também que, “de maneira geral e na medida do possível, o agricultor investe em novas tecnologias e valoriza o trabalho das mulheres no campo”. “Outro ponto de destaque da agricultura rio-pardense é a busca pela produção mais ecológica de alimentos, de forma a atender as demandas do mercado, cada vez mais exigente, e ainda há oportunidades para o agricultor investir em uma marca para os produtos locais, buscando agregar valor à produção”, finalizou.

Consultores do SEBRAE, Cooxupé, Agência de Desenvolvimento, entre outros ministraram as palestras abordando diversos aspectos do agronegócio, inclusive neste período de Pandemia

O PROJETO 2050 E O AGRONEGÓCIO EM SÃO JOSÉ

Sempre enaltecendo o importante trabalho do agricultor para a economia local, o Projeto Rio Pardo 2050 objetiva contribuir de maneira mais contundente com o agronegócio rio-pardense. Para isso, propôs um questionário aos agricultores, produtores rurais e trabalhadores do campo para conhecer suas reais necessidades, suas perspectivas e anseios, principalmente neste período de quarentena e também pós pandemia.

Outra importante contribuição que a pesquisa pretende dar será sobre a sucessão familiar destas propriedades rurais atuantes no município, assim como chegada das recentes gerações, que veem o campo como uma alternativa para dar continuidade ao trabalho da família, numa visão de médio e longo prazos.

Para que o Projeto Rio Pardo 2050 alcance seus objetivos neste setor de fundamental importância ao município, os agricultores podem contribuir diretamente com a sua resposta ao questionário on-line. Para responder a pesquisa, é só acessar o link http://bit.ly/2UsKMr0 no seu celular ou no computador. Mais informações sobre este trabalho também podem ser obtidas em suas redes sociais oficiais no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Texto: Natália Tiezzi – Assessoria de Imprensa Projeto Rio Pardo 2050.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br