Pequenos talentos: Helena – A prodígio da Dança Urbana

http://www.minhasaojose.com.br
Aos 8 anos, ela já participou de vários festivais e também em outras modalidades, como o Ballet e o Jazz

Reportagem e texto: Natália Tiezzi

Os passinhos são precisos. O carisma conquista quem tiver assistindo: seja na plateia de grandes festivais ou à frente da própria casa. Ritmo é o que não falta na vida dessa pequena prodígio da Dança, que confessou que se encantou por três modalidades, porém sua paixão é o Hip Hop, também conhecida como Dança Urbana.

Helena Mamede Batistini tem apenas 8 anos, mas já está há 5 dançando e encantando. “Comecei a ter aulas aos 3 anos, no Estúdio Laís Viana, com Ballet, depois veio o Jazz e, finalmente, a Dança Urbana. Gosto das três, mas o Hip Hop é onde mais me identifico”, contou.

Incentivada pelos pais e pelo tio, Helena extrai da Dança sua principal essência: a expressão. E faz isso de forma natural, apenas com seus movimentos e o olhar. “Na verdade, só de ouvir uma música já saio dançando. Quando danço me sinto feliz, realizada e acho que consigo mostrar um pouquinho disso no palco”, destacou.

Ela contou, com muito orgulho, das competições que já participou, obtendo excelentes colocações. “Participei de todos os festivais de final de ano do Estúdio, inclusive fazendo o personagem principal de uma das apresentações. No ano passado participei de dois festivais de Dança Urbana, sendo um em Caconde e um em Mogi Mirim, junto com o grupo. Ficamos em terceiro e segundo lugares. Foi um dos momentos mais especiais para mim. Uma grande conquista”.

Orgulhosa, Helena exibe o último troféu que conquistou em um concurso de Dança online proposto de Studio Laís Viana

Mas, o que fazer nestes tempos de pandemia, com estúdio fechado e festivais cancelados? Helena continua os treinamentos em casa mesmo. Além disso, o ‘Lais Viana’ promoveu uma série de apresentações online, como o “Festival de Talentos em Casa”, onde o próprio aluno criou sua coreografia, uma forma de incentivar e interagir com as crianças e adolescentes.

Mais uma vez, Helena mostrou a que veio. “Participei nas três modalidades de dança e conquistei o 2º lugar na Dança Urbana, categoria infantil”.

Durante a entrevista online, a menina disse que a dança estava mudando sua vida. “Me dedico bastante, pois é preciso muita disciplina, atenção, concentração”, observou. E, ao que parece, a pequena realmente mudou depois que começou a dançar.

“A dança deu mais disciplina, desenvolvimento, ajudou até na alimentação da Helena, fazendo com que ela seja mais responsável, respeitando horários. Ela mudou tanto no pessoal, quanto no emocional. Acredito que a Dança mudou não apenas a vida dela, mas a nossa também. Ela dança com a alma, transmite graciosidade, paz e alegria a todos”, comentou, orgulhosa, a mãe, dona Rose.

E adivinhem o que Helena quer ser quando crescer? “Bailarina! E também quero ser professora de Dança”, concluiu a dançarina mirim.

Cheia de personalidade e atitude, Helena já sabe o que quer ser futuramente: “Bailarina e professora de Dança”
http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br