Pequeno prodígio do futebol: Lucas Jorge, de 9 anos, assina contrato com o Palmeiras

http://www.minhasaojose.com.br
Ele participou das chamadas ‘peneiras’ em vários clubes, sendo selecionado em todos, mas optou pelo time alviverde

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Falar das quatro linhas para ele o deixa entusiasmado. Com apenas 9 anos ele entende e joga futebol como poucos de sua idade (e além dela também). Soma-se a isso a vontade de aprender e, claro, vencer em campo. Talvez seja por todas essas razões que o pequeno rio-pardense Lucas Jorge Santos Alves Orfei tenha sido o escolhido entre dezenas de atletas mirins para jogar na escolinha da Sociedade Esportiva Palmeiras.

“Comecei a jogar com quatro anos na escolinha do Grêmio Municipal, passei pela escolinha Rondinelli e agora estou na escolinha Tio Lê. Sempre sonhei em ser um grande jogador de futebol. Vou começar a viver meu sonho a partir do ano que vem”, disse Lucas Jorge.

E não foram só os olheiros do Palmeiras que se interessaram pelo bom futebol apresentado pelo menino. “Ele já passou por peneiras no Santos, Corinthians, Atlético Paranaense e Palmeiras, sendo aprovado em todas. A opção pelo Palmeiras foi porque o clube oferece uma grande estrutura e um contrato melhor, inclusive ele poderá estudar em um colégio particular e terá transporte gratuito até o Centro de Treinamento”, explicou o irmão mais velho, Gabriel Alves.

Lucas Jorge com o irmão, Gabriel: “Vamos deixar tudo aqui e ir embora para São Paulo, mas confio no talento e dedicação do meu irmão”, disse Gabriel

Além de um sonho pessoal, Lucas Jorge está realizando um sonho de sua saudosa mãe, dona Maria de Lourdes. “Ela sempre o incentivou muito para jogar futebol, sem deixar os estudos de lado, é claro. Acreditamos que nossa mãe esteja muito feliz com tudo isso que está acontecendo com ele”, observou Gabriel.

Em campo, Lucas Jorge atua na posição meia atacante, ou seja, o jogador que arma as jogadas, dá assistência a outros jogadores. “Futebol é tudo para mim, mas também quero aproveitar a oportunidade de estudar em um colégio particular”, disse o garoto.

Além da mãe e do irmão, o menino sempre pode contar com o apoio do pai, Jorge Donizete Orfei, inclusive agora que ele e Gabriel irão se mudar para a capital. “Vamos com a cara e a coragem para São Paulo no ano que vem. Deixarei meus trabalhos aqui para acompanhar meu irmão, mas valerá a pena. Acredito muito no potencial dele. Ainda temos que esperar essa questão da vacina para iniciar os treinamentos no clube, mas o importante é que o contrato já está fechado e Lucas é oficialmente um atleta do Palmeiras”, disse, orgulhoso, o irmão, qcrescentando que o empresário Mateus Ferraz cuidará da carreira de Lucas Jorge.

O menino agradeceu ao Tio Lê pelos treinamentos e também pelos bons contatos com os clubes, que possibilitaram que ele participasse das ‘peneiras’ e fosse selecionado.

Apesar de ser uma criança, Lucas Jorge disse que já foi artilheiro quando jogava na escolinha Rondinelli, chegando à marca de 25 gols em uma semana, e já tem suas ambições. “Para mim o Messi é o melhor. Quero ser parecido com ele um dia”, concluiu o sonhador menino prodígio.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br