Feliz Natal no trabalho: Quando a profissão ‘substitui’ a família em datas especiais

http://www.minhasaojose.com.br
A Enfermeira Patrícia Mamédio Dian passará mais um dia de Natal ‘de plantão’ e se diz realizada, mesmo longe de seus familiares

Reportagem e Texto: Natália Tiezzi Manetta

É provável que você que está lendo essa matéria agora esteja, independente de sua religião, junto a seus familiares comemorando este dia. Porém, milhares de pessoas estão em seus postos de trabalho para garantir o bom funcionamento de inúmeras áreas, principalmente a Saúde. Patrícia Mamédio Dian é uma dessas profissionais que hoje está trabalhando, ‘de plantão’, como costuma dizer.

Há 16 anos na área de Enfermagem, Patrícia, que atualmente é a Enfermeira do Setor de Enfermaria da Santa Casa, já passou muitas datas especiais longe da família. “Desde quando optei pela Enfermagem sabia que era uma profissão um pouco diferente, que trabalharia em dias em que a maioria das pessoas está de folga como feriados e datas comemorativas. Aliás, já somos preparados para isso durante todo o curso”, explicou.

E para quem pensa que a rotina nestes dias especiais é fácil, engana-se. “A Santa Casa não pode parar. Dela dependem a saúde e bem estar de centenas de pacientes. Lidamos com a vida e a morte e ambas acontecem em fração de segundos”.

Embora seja assim, Patrícia disse que se sente orgulhosa da profissão que tem. “O cuidar do outro, o se colocar no lugar do outro e fazer para o outro o que gostaríamos que fizessem conosco é nosso lema de trabalho. Temos que passar uma certa alegria de Natal para nossos pacientes e isso só é possível por meio da empatia e humanização”, afirmou a Enfermeira.

Mas, e a família? Será que é difícil passar datas tão especiais longe dela? “Não é fácil, porém, nós, da área de Enfermagem já sabíamos que nossa rotina de trabalho seria assim, bem como nossos familiares. Minha família sempre me apoiou na profissão e isso é fundamental para mim. É um estímulo a mais para que eu possa desempenhar meu trabalho da melhor forma possível sabendo que todos os meus familiares estão torcendo por mim, mesmo que não esteja junto a eles como hoje, por exemplo”.

Patrícia fez questão de também citar o apoio da equipe de Enfermagem da Santa Casa. “Aqui não fazemos nada sozinhos. Somos uma equipe e um apoia o outro, como acontece também nestes dias comemorativos”.

Por fim, ela destacou o reconhecimento, inclusive nestas datas especiais, de pacientes e acompanhantes. “É gratificante quando recebemos um abraço, um ‘muito obrigado por tudo que fez por mim’ e, claro, ver o paciente voltando para casa. Apesar de distantes de nossos familiares, nós, profissionais da Enfermagem, temos a certeza que teremos mais um Natal abençoado por Deus e… trabalhando!”, finalizou Patrícia.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br