Esportistas são homenageados com o Diploma do Mérito Esportivo na Câmara

http://www.minhasaojose.com.br
Os esportistas homenageados junto aos vereadores na homenagem ao “Dia do Esportista 2022

Texto Natália Tiezzi – Assessoria Parlamentar da Câmara Municipal

Na tarde de terça-feira, dia 22, a Câmara promoveu as comemorações ao Dia do Esportista 2022, que neste ano homenageou oito esportistas com o Diploma do Mérito Esportivo.

O Dia do Esportista foi instituído em 2003, por iniciativa do vereador Paulo Sérgio Rodrigues, à época, presidente da Casa. A homenagem faz parte do calendário oficial de eventos da Câmara Municipal. O Diploma do Mérito Esportivo é uma singela forma de reconhecimento e respeito aos esportistas rio-pardenses que marcaram e marcam seus nomes não apenas nos pódios, mas nos corações de toda uma sociedade por meio da dedicação, empenho e incentivo às práticas esportivas.

Além dos vereadores, esportistas e convidados, também participaram da homenagem o diretor presidente do DEC, Maestro Agenor Ribeiro Netto e o Diretor de Esportes e Lazer, professor Mário Frederico da Silva, o Marinho, sendo que ambos também compuseram a Mesa.

Nesta edição, os esportistas homenageados foram Adilson Maurício de Souza, Cassiano Alfredo, Diego Henrique Feltran, José Ferreira Neto, José Ricardo Pereira dos Santos, Lucas Jorge do Santos Alves Orfei, Luciano Augusto Da Rin De Sandre e Marco Antônio Marsulo Junior.

O presidente da Casa Legislativa, vereador professor Rafael Kocian, ressaltou a importância de agradecer, reconhecer e enaltecer os esportistas, mesmo que de forma singela, como a Câmara faz há anos com o Diploma do Mérito Esportivo.

Cada atleta aqui homenageado hoje não carrega apenas medalhas e vitórias, mas uma bagagem que vai além das conquistas inerentes ao esporte: carregam coragem, determinação, perseverança e superação, mostrando que o esporte salva, em todos os sentidos. O esporte foi, é e continuará sendo essencial à manutenção e à qualidade de vida de todos: desde a criança até o idoso”, afirmou, parabenizando os esportistas homenageados.

O Maestro Agenor também expôs suas congratulações aos esportistas homenageados, extensivas à Câmara pelas homenagens. Ele relembrou um pouco de sua trajetória quando chegou a São José, em 1984, e trabalhou diretamente com os esportes. “Ao longo de todos esses anos é nítida que a estrutura esportiva da cidade cresceu e se desenvolveu, principalmente pelo incentivo às escolinhas de esportes, onde milhares de crianças e adolescentes já participaram a participam, e de onde saíram e sairão muitos talentos. Um dia de homenagens como esse é um reconhecimento essencial àqueles que se dedicam a tantas modalidades esportivas, que nos trazem tantas alegrias e nos ensinam diariamente. Parabéns a todos”, destacou.

O cerimonial foi conduzido pela jornalista e assessora parlamentar da Câmara, Natália Tiezzi, que apresentou um breve currículo dos homenageados. Logo após todos receberam o Diploma do Mérito Esportivo, que foi entregue pelos vereadores que fizeram a indicação de cada esportista.

Confira, abaixo, um pouco mais sobre cada esportista homenageado neste ano pela Câmara.

Adilson Maurício de Souza, mais conhecido como Piloto Sele 12, tem 48 anos e é apaixonado por motociclismo desde a infância. De família humilde, pai de 5 filhos, nunca desistiu da sua paixão e com muito esforço e abdicação conseguiu seu sonho da primeira moto aos 39 anos de idade. Pouco tempo depois adquiriu um modelo mais potente e começou a andar nas rodovias com seus amigos. A paixão pela motovelocidade foi crescendo e então Adilson decidiu conhecer o autódromo de Tuiuti, onde fez curso de pilotagem. Após o curso e com muita luta, adquiriu uma moto adequada às pistas, onde se aperfeiçoou a cada curva. Atualmente, ele faz parte do Super Bike Brasil e em 2021 participou de 8 etapas da Temporada, sendo que subiu ao pódio em 6 delas, tornando-se Vice Campeão Brasileiro e Vice Campeão Paulista, sendo o primeiro rio-pardense a realizar esses feitos. E os sonhos não param: o piloto já está se preparando para a temporada 2022.

Cassiano Alfredo. Desde criança, ele já demonstrava aptidão aos esportes, mas foi na Canoagem que se destacou. Aos 10 anos, Cassiano iniciou os treinamentos ainda no Projeto Shalom, que também incentiva a Canoagem rio-pardense, sendo ali conhecido como um grande talento no esporte. Sua competência e dedicação lhe renderam inúmeras conquistas, as quais ele muito se orgulha, tais como o Bicampeonato Brasileiro, além de também ter sido Tricampeão sul-americano na Colômbia, Argentina e Chile, e vice-campeão pan americano no México. Cassiano também subiu ao lugar mais alto do pódio em várias etapas da copa brasil, além da importante participação em seletivas olímpicas, sendo uma em 2012 e outra em 2016. O atleta rio-pardense disputou, ainda, o Mundial da categoria nos Estados Unidos e copas do mundo em países como Itália, França e Espanha. Um dos maiores orgulhos de Cassiano foi o te integrar a Seleção Brasileira de Canoagem entre os anos de 2009 a 2017.

Diego Henrique Feltran é mais um rio-pardense apaixonado pelo esporte, em especial ao Jiu-Jitsu, o qual iniciou as atividades em 2018 e possui um vasto currículo de conquistas, entre elas o Tetracampeonato Paulista, além de Campeão Internacional, Campeão Sul Americano, Tetracampeão Mundial, Vice-Campeão Brasileiro, duas vezes terceiro colocado brasileiro, Campeão Paulista pela Categoria Absoluto, sendo todas pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo. Diego também foi campeão da 1ª e 2ª etapas do Circuito Paulista da categoria, vice campeão do São Paulo Open pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu e campeão Categoria Absoluto Prime Jiu Jitsu, em Ribeirão Preto. Ainda em seu currículo, o atleta foi duas vezes Campeão da Copa kamikaze de Ribeirão Preto, Vice Campeão no 3° Circuito Rio Pardo de Jiu jitsu, 3° colocado no Campeonato interno Barbosa e 3º Colocado na Copa Champions. Aos 35 anos, pai de dois filhos, Diego espera que ambos também amem e respeitem o Jiu Jitsu, e conquistem muitas competições em família.

José Ferreira Neto, mais conhecido como Craque Neto ou apenas Neto, que nasceu em Santo Antonio de Posse, mas que tem parte de sua família nascida em São José do Rio Pardo, onde também recebeu o título de Cidadão Rio-Pardense. Neto tem enorme apreço e respeito por Rio Pardo, tanto é que sempre faz menção a ela em programas esportivos que participa e apresenta. Por falar neles, há anos Neto é apresentador dos programas Baita Amigos e Os Donos da Bola, do Grupo Bandeirantes, sendo também proprietário da Rádio Craque Neto, no YouTube. Mas foi em campo que Neto conquistou fama, respeito e muito sucesso. O meio campista jogou em diversos times de muito prestígio, entre eles Palmeiras, São Paulo e Santos, onde conquistou muitos títulos paulistas. Mas foi no Corinthians que o jogador se consagrou, inclusive conquistando o primeiro título Brasileiro do Alvinegro, em 1990. Neto também atuou na seleção brasileira, conquistando, em 1988, a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul. Como dito, São José do Rio Pardo-SP sempre é lembrada e elogiada por Neto e muitos rio-pardenses já foram em seu programa, o que demonstra o carinho e reconhecimento do apresentador para nossa comunidade. Infelizmente, Neto não pôde estar presente à cerimônia. Seu nome foi indicado à homenagem pelo vereador Rubens Lobato Pinheiro Neto, que fará a entrega do Diploma pessoalmente ao ex-jogador.

José Ricardo Pereira dos Santos. Aos 16 anos, ele já era destaque nos campos em Rio Pardo e o também atleta Luis Fernando Abichabki, notando o talento do adolescente, assinou uma procuração pelo jovem jogador, que assim iniciou sua carreira no futebol. O agora ex-jogador e eterno lateral direito defendeu times como o Serra Negra, Capivariano, Assisense, AD Guarulhos, Esporte Clube 15 de Caraguatatuba, União Mogi das Cruzes, também participando de competições como o Campeonato Paulista da Segunda Divisão e a Taça São Paulo de Futebol Junior. José Ricardo também defendeu o time mineiro da Caldense e disputou campeonatos pela Brasil Cup e Liga de Minas. O excelente desempenho em campo e a dedicação do jogador ainda lhe renderam contrato com o time Esremiska Mitrovica, da Sérvia, sendo que a ida para a Europa foi uma de suas maiores experiências profissionais. Apesar do sucesso, ele também não esqueceu sua raiz rio-pardense e participa de projetos sociais como o Fome Out e o Mastodontes, que objetivam arrecadar alimentos às famílias carentes da cidade. Convidamos o esportista José Ricardo Pereira dos Santos a receber o Diploma, que será entregue pelo vereador Eduardo Ramos.

Lucas Jorge do Santos Alves Orfei. O jovem atleta iniciou sua carreira no futebol aos 4 anos, incentivado pelo treinador e técnico Maurício Neves no projeto social “Matheus Ferraz”.  Lucas também foi aluno da Escolinha de Futebol Rondinelli e em 2017, quando participou da Copa América Rondinelli, foi eleito a artilheiro do campeonato, com 25 gols marcados em 1 semana, sendo a grande revelação do campeonato – e isso com apenas 6 anos de idade. Aos 7 anos Lucas foi aprovado na peneira do Santos Futebol Clube, onde ficou 1 semana em processo de observação pelo clube. Em 2021 foi campeão da liga rio-pardense na categoria sub-10 de futsal, representado a escolinha Tio Lê, onde faz parte desde 2019. Lucas também foi aprovado pelos clubes Atlético Paranaense, São Paulo, Corinthians e Cruzeiro. Hoje, aos 10 anos de idade, é atleta amador de futebol nas categorias de base da Sociedade Esportiva Palmeiras, sendo federado, e é representado pelo atleta profissional de Futebol Matheus Ferraz, do Fluminense. Lucas Jorge também não pôde estar presente à cerimônia, sendo o Diploma entregue ao pai do atleta, senhor Jorge Donizeti Orfei.

Luciano Augusto Da Rin De Sandre: Natural de Santos, ele é advogado e corretor de imóveis, mas também foi no esporte que encontrou uma de suas paixões, o Handebol. Luciano iniciou na modalidade quando cursava a quinta série, na escola Cândido Rodrigues, na época com o Professor de Educação Física Beto de Santis. A primeira medalha foi conquistada em São João da Boa Vista, em 1984, contra a equipe da casa. Luciano disse que De Santis foi um grande técnico, e o considera um segundo pai, pois o ensinou a ser um cidadão do bem, a buscar a vitória mesmo nas adversidades, e a nunca desistir, mesmo quando o adversário era superior tecnicamente. O atleta participou de vários Jogos Regionais, Joguinhos Abertos e Jogos Abertos do Interior dentre as conquistas mais expressivas, destacou a de campeão do Estado na cidade de Cubatão, o vice-campeonato dos Joguinhos Abertos do Interior em 1988, no Ibirapuera em São Paulo, onde foi eleito o melhor atleta do torneio. Luciano também atuou em equipes pelas cidades de Casa Branca, São João da Boa Vista, Mogi Guaçu e Sociedade Esportiva Palmeiras. Ele treina até hoje com a equipe de São José, sendo que entre os anos de 2019 e 2021 participou de várias competições em que estiveram presentes grandes equipes de todo o Brasil. Ao longo de toda sua trajetória, apenas no handebol rio-pardense, ele já atuou em mais de 350 jogos e marcou mais de 1.500 gols.

Marco Antônio Marsulo Junior, mais conhecido como Marquinho. Desde que tinha quatro anos, ele já demonstrava grande intimidade com o campo de futebol. Aos 13 anos, o atleta rio-pardense fez parte da equipe do São Paulo Futebol Clube, onde morou em Cotia com sua família por 1 ano. Aos 15 anos, transferiu-se para o Juventus-SP, da Moóca, onde permaneceu 1 ano e meio. Em 2019, mudou para Florianópolis e atuou pelo Figueirense por uma temporada. Em seguida, foi para Minas Gerais e jogou pelo Cruzeiro por 2 anos. Há 10 meses, Marquinho mudou-se para Chapecó para vestir a camisa do Time Profissional da Chapecoense, onde atua como meia esquerda da equipe principal. Apesar das excelentes atuações e do sucesso conquistado por meio de sua dedicação ao futebol, o atleta nunca esqueceu suas origens rio-pardenses, tendo sua família como base, que sempre o apoiou dentro e fora de campo para que obtive êxito tanto na carreira profissional, quanto na vida pessoal. Infelizmente, Marquinho não pode estar presente à cerimônia, sendo o Diploma entregue à mãe do atleta, senhora Cláudia Carolina da Silva Marsulo.

VEJA ALGUNS REGISTRADOS NA HOMENAGEM

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br