Dr.Eliezer Gusmão fala sobre a situação da cidade frente ao Coronavírus

http://www.minhasaojose.com.br
Médico também chamou de “irresponsáveis” as pessoas que participaram do ‘Pancadão’, bem como aquelas que estão se reunindo para futebol, etc

Texto: Natália Tiezzi

No final da manhã desta quinta-feira, o médico Eliezer Gusmão, que é responsável pelo Pronto Socorro Municipal e também faz parte do Comitê de Crise do Covid-19 participou de uma entrevista à Rádio Difusora, onde esclareceu diversas dúvidas de munícipes sobre a situação da cidade frente ao Novo Coronavírus.

“Estamos com poucos pacientes confirmados, se comparado a outros municípios da região justamente porque a cidade adotou rapidamente protocolos para evitar o contágio, a exemplo do isolamento social, a obrigatoriedade do uso das máscaras e, é óbvio, o entendimento da maioria da população de que se trata de uma doença grave, a qual, de uma forma geral, acatou e está acatando essas medidas”, destacou o médico.

Eliezer também mencionou a boa estrutura do município, o que inclui Santa Casa, Pronto Socorro, PPA, entre outras unidades de Saúde para o enfrentamento de possíveis casos mais graves. “Graças a Deus temos profissionais muito bem treinados, comprometidos e dedicados na linha de frente da Saúde. Mudanças e adequações foram feitas na Santa Casa, Pronto Socorro, PPA, que, inclusive, está tratando apenas suspeitos de Covid, o que ajudou no ‘desafogamento’ de atendimentos no PS e outras unidades. Todas essas medidas, juntamente com a colaboração da população, está sendo muito eficaz no combate a esse vírus. Até o momento nenhum paciente internado com a doença precisou ser entubado, ou seja, ainda não tivemos nenhum paciente em estado grave de Covid-19”, observou.

O médico também alertou para que a população fique atenta a outras doenças típicas de inverno. “Neste período do ano não existe só Covid-19. Gripes, resfriados, amigdalites e demais doenças do trato respiratório podem acometer as pessoas. Por isso que a campanha de vacinação da Gripe foi antecipada, justamente para proteger os idosos contra a H1N1 e ajudar no diagnóstico de outras síndromes respiratórias, como o próprio Coronavírus”.

PANCADÃO’, FUTEBOL: “PESSOAS QUE PARTICIPARAM FORAM MUITO IRRESPONSÁVEIS”

Em tom de indignação e tristeza, Eliezer lamentou o evento denominado “Pancadão” que ocorreu no último final de semana na área do Cristo, bem como de partidas de futebol que estão acontecendo na cidade. “Essas pessoas que participaram deste ‘evento’ e também grupos que estão se reunindo para partidas de futebol são todos irresponsáveis. Elas estão colocando a própria vida em risco e a de demais familiares. Absurdo e lamentável que isso tenha acontecido. O problema é que, infelizmente, ainda existe muita gente que pensa que é Deus e que é imune ao vírus. Ninguém está imune e o Covid-19 não faz apenas vítimas idosas. Portanto, por enquanto, sem festas e também sem futebol”, alertou.

COMÉRCIO: “REABERTURA TEM QUE SER AOS POUCOS E COM MUITA CAUTELA”

Eliezer também foi questionado com relação à reabertura do comércio pelos ouvintes. Como faz parte do Comitê, várias reuniões com a participação da diretoria da Associação Comercial e Industrial já foram realizadas neste sentido. “Inclusive nesta semana o tema voltou a ser discutido, entretanto, não há como o Prefeito ir contra o que estabelece o Decreto Estadual, que prevê o fechamento do comércio até dia 11 de maio. Outros municípios que decretaram aberturas e descumpriram o decreto foram penalizados por isso. E se isso acontecesse aqui não seria diferente”, disse.

O médico informou que outras reuniões serão realizadas no sentido de preparar saídas para o comércio em meio à Pandemia. “Sabemos das dificuldades dos comerciantes e estamos discutindo como será essa reabertura que, ao que tudo indica, terá que ser aos poucos e sempre com muita cautela. Peço para que todos aguentem firmes mais um pouco, pelo menos até dia 11, data do decreto estadual, para sabermos o que realmente poderemos fazer”.

Por fim, Eliezer ressaltou que ainda não é hora de afrouxar as medidas de prevenção ao Covid-19. “Se estamos com poucos casos positivos em relação à região é devido às medidas de prevenção que estão funcionando, que a maioria da população e comércio aderiram. Ainda não é o momento de afrouxar essas medidas. Portanto, higiene pessoal, principalmente lavar muito bem as mãos, uso de álcool gel, máscaras e isolamento social ainda é essencial”, finalizou.

A íntegra da entrevista dada por Eliezer aos apresentadores Paulo Sérgio Rodrigues e Fernando Benedito pode ser acessada na página da Rádio Difusora no Facebook.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br