Direito UNIP: Escritório de Assistência Jurídica promove atendimentos gratuitos à população

http://www.minhasaojose.com.br
E.A.J. fica próximo ao campus da Unip; Atendimentos ainda estão sendo realizados de forma remota por conta da pandemia e a maioria é na área do Direito de Família

Entrevistas e texto: Natália Tiezzi

Proporcionar a vivência da profissão na prática e auxiliar a população com atendimentos e consultorias de cunho jurídico. Estes são os principais objetivos do E.A.J. – Escritório de Assistência Jurídica, que faz parte do curso de Direito da UNIP Rio Pardo.

Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, o coordenador do curso, professor doutor Arlindo Peixoto Gomes Rodrigues e o coordenador e orientador do E.A.J, professor doutor Paulo Celso Boldrin abordaram o trabalho que é realizado pelo escritório, que muito auxilia a comunidade, principalmente a mais carente e que não tem recursos para pagar um advogado, inclusive no tocante à informação, bem como aos alunos, que têm a chance de aprender toda a teoria do curso de Direito na prática.

“Um dos objetivos do E.A.J perante à sociedade rio-pardense é amparar as pessoas menos favorecidas financeiramente por meio desses atendimentos, sendo um instrumento de defesa dos interesses aos munícipes que mais necessitam. Os atendimentos são realizados pelos alunos, sob a coordenação do professor Paulo Boldrin e também do curso de Direito”, afirmou Dr. Arlindo.

Ele também comentou a importância do E.A.J. aos alunos. “O Escritório de Assistência Jurídica é um espaço para que o aluno do curso de Direito se familiarize com a advocacia, sinta a realidade da profissão fora da sala de aula e se integre à sociedade como futuro profissional. Inclusive gostaria de agradecer o apoio do Diretor da Unip Rio Pardo, Tiago Della Torre, que é graduado em Direito pela universidade e participou ativamente das atividades do E.A.J”, observou o professor Arlindo.

Professor Doutor Arlindo Rodrigues observou a importância do E.A.J. aos alunos pelas práticas da profissão fora do ambiente acadêmico

Acompanhem, na entrevista abaixo, realizada com o Dr. Paulo Celso Boldrin, mais detalhes do E.A.J. com relação aos atendimentos à população.

Dr. Paulo, faz quanto tempo que existe o Escritório de Assistência Jurídica da UNIP Rio Pardo?

Professor Dr. Paulo Celso Boldrin: As atividades no E.A.J. iniciaram em agosto de 2005, mesmo período em que assumi a coordenação.

Como são os trabalhos junto aos alunos no E.A.J.?

O E.A.J. tem por objetivo proporcionar aos alunos a prática geral da atividade de um escritório de advocacia, desde o atendimento ao cliente, com a análise do caso e documentação necessária, como também a propositura da medida processual adequada e seu acompanhamento, além de manifestação em todas as suas etapas. Os alunos necessariamente começam as atividades junto ao E.A.J. a partir do 7º. Semestre até o 10º. Semestre, mas também trabalhamos com alunos de Semestres anteriores

Quais atendimentos e ações são realizadas pelo Escritório?

Os atendimentos do E.A.J. abrangem todas as áreas do Direito, exceto quanto a Direito do Trabalho e Previdenciário, com suas ações e atuações judiciais e extrajudiciais para solução de conflitos, além de participação em projetos de cunho social para orientação jurídica.

Quantos atendimentos já foram realizados neste ano?

Este ano, ainda por conta das restrições impostas pela Pandemia da COVID-19, os atendimentos estão sendo realizados de forma virtual e, por isso, tivemos grande redução em seu número, mas na média há aproximadamente de 10 a 12 atendimentos por mês.

Qual é a maior demanda? O escritório atende mais o público feminino ou masculino?

A maior demanda junto ao E.A.J. é na área do Direito de Família, principalmente quanto a ações que envolvem alimentos. O atendimento ao público feminino é maior que o masculino.

Quais pessoas podem contatar o E.A.J. para atendimentos?

Importante salientar que os atendimentos são gratuitos àqueles que são hipossuficientes e não dispõem de meios próprios para acesso ao judiciário, assim descritos os legalmente necessitados, conforme disposição legal.

Professor Doutor Paulo Celso Boldrin coordena o E.A.J. desde agosto de 2005, orientando os alunos do curso de Direito aos atendimentos

Onde e quando esses atendimentos são realizados? Como agenda-los?

Os atendimentos ocorrem na Rua Santa Teresinha, em prédio anexo ao Campus da UNIP local, mas é importante informar que não há previsão de retorno presencial dos mesmos. Portanto, o público que necessita do E.A.J. pode contatar o Campus da UNIP pelo telefone 3681-2655 e deixar número de contato ou e-mail para agendamento do atendimento remoto.

Para finalizar, há alguma história marcante entre os atendimentos realizados, uma vez que o E.A.J.tem esse caráter social?

Não há uma história marcante entre os atendimentos, acredito que todas são justamente por esse cunho também social, mas todos os atendimentos são realizados de acordo com as necessidades de cada cliente, buscando sempre a melhor solução e resultado para a questão levada ao atendimento, tanto de forma extrajudicial, quanto judicial.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br