Dhiogo Fonseca: Como administrar quase mil colaboradores e conquistar a confiança do cliente

http://www.minhasaojose.com.br

O jovem empresário contou que o pai, Márcio Fonseca, foi e sempre será sua inspiração nos negócios

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

Nossa reportagem destaque deste sábado é em alusão a duas datas importantes no cenário econômico, sendo 9 de setembro, Dia do Administrador, e 15 de setembro, Dia do Consumidor. E para falar sobre os desafios de administrar uma das empresas mais tradicionais de São José e região, bem como os caminhos para se fidelizar a clientela, que a cada dia se torna mais exigente, o empresário Dhiogo Fonseca.

Aos 35 anos, ele, que é filho de Márcio Fonseca, empresário que fundou há 58 anos o então Supermercado Fonseca, destacou que o pai foi fundamental para o seu crescimento profissional dentro da empresa que, atualmente, está entre as 100 maiores e melhores redes de supermercado do Brasil.

“Sou graduado em Engenharia Ambiental, mas nunca exerci a profissão. Também cursei Administração de Empresas e fiz MBA em Gestão Empresarial, e, em determinado momento da minha vida cheguei ao meu pai e disse que gostaria de trabalhar na empresa. Ele logo me avisou que aqui o trabalho seria duro, sem férias, sem domingos e feriados, mas eu insisti. E tudo que aprendi aqui nestes últimos 13 anos teve a participação dele, que é e sempre será minha inspiração, meu exemplo a seguir”, disse.

Mas, mesmo sendo ‘o filho do dono’, Dhiogo não iniciou na empresa da família ocupando cargos elevados. “E nem poderia. Primeiro aprendi  como funcionava os setores; ficava um período em cada um, desde o escritório até a padaria. E, com o auxílio do meu pai e de muitos colaboradores, fui aprendendo que, para ser um bom administrador, não adianta ficar sentado o dia inteiro no escritório. É preciso conhecer para administrar. E esse conhecimento aqui na empresa é diário, pois este nicho de mercado o qual trabalhamos é muito dinâmico, portanto, temos que nos atualizar constantemente”.

E será que foi fácil essa transição administrativa entre pai e filho? “A cultura implantada por meu pai sempre estará presente aqui no Fonseca. Aliás, ele está presente aqui sempre e isso é muito bom. Claro que, por vezes, discordamos em alguns pontos, mas o que mais aprendemos a tomar juntos foram as decisões, as estratégias para que a empresa sempre se sobreponha à concorrência, seja pelo atendimento, qualidade dos produtos, preço, estrutura, etc”, afirmou o empresário.

ADMINISTRANDO E COLABORANDO COM QUASE MIL FUNCIONÁRIOS

As 12 horas de trabalho diárias de Dhiogo não são apenas vivenciadas no interior do escritório, como já citou. Ele faz questão de estar próximo aos colaboradores, entender suas necessidades e também verificar se o trabalho está sendo desempenhado conforme os padrões da empresa.

“Não é fácil administrar cerca de 1.000 colaboradores, porém, a empresa faz questão dessa proximidade com o colaborador para ouvi-lo e procurar atende-lo em suas necessidades. Além disso, procuramos sempre proporcionar as melhores condições de trabalho ao nosso colaborador, seja com relação à estrutura, maquinário, matéria-prima e, claro, treinamentos e capacitações direcionadas. Acredito que esse conjunto de características faça com que nosso funcionário seja, realmente, diferenciado, desde a forma como atende o cliente, até nos ‘bastidores’, quando ele vai fazer o pãozinho para a nossa padaria”, explicou.

O empresário destacou a satisfação de a empresa manter e, sempre que possível, abrir novas vagas de trabalho nas seis lojas da rede. “Sabemos a importância da empresa não apenas para o nosso colaborador, mas para cada uma dessas mil famílias que, muitas vezes, dependem apenas daqui para sobreviver. E é gratificante saber que nossos funcionários estão crescendo junto à ela, seja profissional ou pessoalmente falando”.

Indagado sobre o que considera ser um bom funcionário, Dhiogo foi enfático. “Ele precisa ir além do desempenho da sua função. Sair da ‘mesmice’, inovar. Só tem mais quem faz mais, e isso não é apenas no trabalho, mas na vida”.

O DESAFIO DE ATRAIR E FIDELIZAR O CLIENTE

Nas cidades onde a rede possui supermercados, sendo São José, Pirassununga, Santa Cruz das Palmeiras e Poços de Caldas, o Fonseca é líder em vendas. E, diante de um mercado cada vez mais competivo neste ramo, atrair e fidelizar o cliente são desafios diário. Para que isso ocorra, um dos principais lemas da empresa é satisfazer a clientela em todas as suas necessidades.

“Atender as necessidades e, claro, ir além. Oferecer sempre algo a mais e superar as expectativas do cliente. Esse é um dos caminhos que a empresa sempre acreditou e trilhou para atrair o consumidor”, salientou Dhiogo.

Por falar em superar as expectativas do cliente, o empresário destacou que ao longo dos anos a empresa se aprimorou, principalmente em tecnologia e mão de obra, para se sobressair aos demais supermercados. E confessou que manter o chamado ‘padrão Fonseca’ também é desafiador. “A busca incessante pela qualidade em tudo que oferecemos ao cliente se tornou uma referência para o mesmo. E isso cria uma expectativa no consumidor. Manter esse padrão é um desafio diário, um constante aprendizado para entender o que cliente precisa e oferecer a ele além disso através de uma loja sempre moderna, equipe treinada, organização, limpeza e, claro, qualidade e preço. Esse será sempre nosso objetivo: entender e atender as necessidades da clientela da melhor forma possível”.

Mas, conforme Dhiogo, o êxito nos negócios não seria possível sem amor e dedicação à profissão. “Eu praticamente nasci dentro do supermercado. Aqui é minha vida e amo o que faço. Tenho muito que aprender ainda e tento fazer isso todos os dias, seja nas conquistas ou nas adversidades. Todavia, uma lição já aprendi: Mais satisfatório que ver a empresa se desenvolver é notar a satisfação dos nossos colaboradores em trabalhar conosco e, claro, dos nossos clientes em optar por fazer suas compras aqui”, concluiu.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br