CIDADEDESTAQUESAÚDE

Centro Regional de Nefrologia: 13 anos promovendo muito além da Hemodiálise

http://www.minhasaojose.com.br
O CRN é referência em tratamento e acompanhamento de pacientes nefrológicos em Rio Pardo e região

Reportagem: Natália Tiezzi

Empatia, humanização, cuidado, carinho, atenção. Tudo isso faz parte da rotina do Centro Regional de Nefrologia, que atua há 13 anos em São José do Rio Pardo e atende pacientes rio-pardenses, além dos municípios de Caconde, Tapiratiba, Itobi, Casa Branca, São Sebastião da Grama, Mococa, entre outras cidades da região.

O início dos trabalhos no CRN ocorreu após o médico nefrologista Dr. Eduardo Augusto de Lima Portioli receber um convite do médico Edmilson de Souza, presidente da Unimed Rio Pardo.

E como todo começo é difícil, para o Centro Regional de Nefrologia não foi diferente. O espaço, cedido pela Santa Casa era pequeno para atender a demanda que o CRN almejava. Na época eram atendidos 60 pacientes, o que tornava o trabalho muitas vezes inviável.

Diante disso, o Centro Regional de Nefrologia promoveu uma grande reforma, estruturação e aumento do espaço, o que possibilitou a ampliação nos atendimentos e a viabilidade dos excelentes serviços prestados, que são voltados às sessões de Hemodiálise, além de todo o acompanhamento dos pacientes portadores de doenças nefrológicas.

Atualmente o CRN atende cerca de 130 pacientes, com equipe multi-profissional, que passa pelo médico nefrologista, psicólogos, enfermeiros e nutricionistas, um total de 30 funcionários, o que também inclui o setor de limpeza e zeladoria, que mantém o ambiente sempre muito limpo e organizado – uma das principais características do CRN, sempre elogiado por pacientes e familiares.

Deixar o ambiente em perfeitas condições de higiene e o mais agradável possível são lemas do Centro regional de Nefrologia, pois cada paciente passa cerca de quatro horas fazendo hemodiálise, três vezes por semana.

Estrutura do CRN é uma das mais completas da região, com 30 máquinas específicas para Hemodiálise, que também são utilizadas em Unidades de Terapia Intensiva

UMA ROTINA INTENSA DE TRABALHO E UMA GRANDE ESTRUTURA

O Centro Regional de Nefrologia funciona de segunda a sábado e tem uma intensa rotina de trabalho, que começa às 5h00 e se estende até 21h00, com a realização de três turnos de Diálise aos pacientes.

Cerca de 2.000 sessões de Diálise são realizadas mensalmente pelo CRN, que também serve lanche aos pacientes que, como já mencionado, passam horas fazendo o tratamento.

A Clínica também investiu em equipamentos de última geração para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes e conta com 30 máquinas específicas para Hemodiálise, que também são utilizadas em Unidades de Terapia Intensiva em São José do Rio Pardo e Mococa.

Inclusive, durante a pandemia de Covid-19, a utilização dos equipamentos em UTIs tiveram aumento, pois pacientes de Diálise internados com Covid não deixaram de realizar as sessões.

Mas, nem tudo é sessão de Diálise no CRN. A Clínica realiza show de prêmios, que conta com parceiros à doação de prendas e é promovido aos pacientes que aguardam as sessões, bem como é parceira do Projeto MusiVida, que leva música a hospitais e entidades assistenciais, além de comemorar datas especiais e lembrar sempre com muito carinho os aniversariantes do mês.

Projeto MusiVida durante apresentação no CRN

INCENTIVO À DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

O Centro Regional de Nefrologia é um grande incentivador à doação de órgãos, principalmente porque vivencia diariamente a luta dos pacientes pela vida que, em inúmeros casos, está ligada a um transplante de rim.

Nos últimos cinco anos, o CRN já referenciou 25 pacientes ao transplante, sendo estes pertecentes à região do colegiado atendida pela Clínica.

“Ainda há muita dificuldade, muito preconceito e falta de informação sobre a doação de órgãos, principalmente na captação do órgão quando um possível doador tem morte cerebral, mas a família não quer fazer a doação”, observou o Dr. Portioli.

Ele informou que o CRN faz um trabalho de incentivo às famílias para doação e oferece um trabalho psicológico e inscrição na fila para doação.

AMPLIAÇÃO DO CRN E HOSPITAL DO RIM

O médico e proprietário do CRN, Dr. Portioli, destacou que o Centro Regional de Nefrologia passará por mais uma ampliação. “A Santa Casa cedeu terreno ao lado para ampliação do nosso espaço, que terá capacidade para atender 160 pacientes”.

Ele concluiu com mais uma boa notícia: “será montado um hospital do rim, melhorando a estrutura física para atendimento, e que o Projeto será construído ao lado, interligando-o ao CRN”.

O www.minhasaojose.com.br parabeniza ao CRN e toda equipe pela excelência nos atendimentos e serviços realizados, que muito contribuem à melhora na qualidade de vida dos pacientes com doenças nefrológicas, e orgulha-se de ter o Centro Regional de Nefrologia como parceiro.

CONHEÇA UM POUCO DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DO CENTRO REGIONAL DE NEFROLOGIA NOS REGISTROS ABAIXO

http://www.minhasaojose.com.br