“Bonecas de Amor”

http://www.minhasaojose.com.br

Projeto “Bonecas de Amor” leva mais alegria às crianças com câncer

Às vezes um pequeno gesto pode transformar e alegrar muitas vidas. E assim vem acontecendo desde junho, quando a cabeleireira Eli Lopes Nahime Andrioli literalmente ‘abraçou’ um lindo projeto, que já estava sendo desenvolvido por uma amiga, com o intuito de levar mais alegria e amor às crianças, principalmente aquelas em tratamento contra o câncer.

“Soube que a querida amiga Cecita estava desenvolvendo esse projeto, que consiste na confecção e doação de bonecas artesanais de tecido, e a convidei a ir à minha casa, pois eu também queria desenvolve-lo aqui em São José. Isso já faz seis meses e nunca mais paramos”, explicou Eli.

E a cabeleireira não está sozinha nisso. Desde o início do projeto, Eli conta com o apoio de uma equipe muito determinada e voluntária que a auxilia. “É uma terapia para todos nós. Até mesmo meu marido Zezinho nos ajuda. E como faz bem ajudar ao próximo, ainda mais se tratando de crianças em um momento tão delicado”, disse.

MAIS DE 300 BONECAS JÁ DOADAS

Ao longo destes meses, o projeto já fez a doação de mais de 300 bonecas, que foram destinadas às crianças do Hospital do Câncer de Barretos, além de escolas rio-pardenses como Cáritas e EMEI Pequeno Samuel. Em janeiro, as doações serão realizadas no Hospital do Câncer de São Paulo.

E as bonecas e também bonecos doados aos hospitais de câncer são muito especiais. Ambas têm uma ‘peruquinha’, ou seja, o cabelo sai. “É uma forma lúdica da criança se adaptar à sua realidade caso venha a perder os cabelinhos durante o tratamento… Uma maneira dela se enxergar naquela boneca ou boneco”, contou Eli.

Nesta semana foi a vez das crianças da APAE receberem as bonecas. “É muito amor envolvido neste projeto. Fazemos de coração e é uma experiência transformadora para todos nós. É gratificante e enriquecedor ver a alegria dessas crianças recebendo as bonecas”.

QUE TAL AJUDAR ESSE LINDO PROJETO TAMBÉM? VOCÊ PODE!

O “Bonecas de Amor” sobrevive por doações de materiais utilizados para a confecção das bonecas. “Todos podem ajudar trazendo retalhos, tecidos, lã, enchimentos diretamente aqui no Salão da Eli, onde também funciona o ateliê (rua Francisco Glicério, 628, Centro).

E quem quiser aprender a confeccionar as bonecas, Eli e equipe estão dispostas a ensinar. “Queremos expandir essa idéia para outras cidades, estados, países. E já conseguimos em Alta Floresta (MT), onde minha irmã, Eliana, o realiza”. Quem quiser aprender basta vir aqui no salão que ensinamos com o maior prazer”, concluiu Eli.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br