Beth e Evaristo: Uma década dedicada à administração da União Parafusos

http://www.minhasaojose.com.br
Casal, vindo de Ribeirão Preto, adotou São José como 2ª morada e fez da loja uma das mais conhecidas e tradicionais da cidade

Reportagem e Texto: Natália Tiezzi Manetta

Depois dos 50 anos, com os 3 filhos encaminhados nas profissões e uma vida estável em Ribeirão Preto, mal sabiam que um novo desafio estava surgindo em suas vidas. Evaristo Gomes Filho e Elizabeth de Andrade Lemos Gomes deixaram a ‘califórnia brasileira’ para se dedicarem a um novo ramo comercial aqui em São José do Rio Pardo. Há 10 anos assumiram a administração da União Parafusos, uma das lojas rio-pardenses mais tradicionais no ramo.

“Meu pai, Evaristo, tinha uma oficina mecânica muito conhecida em Ribeirão e eu segui seus passos. Porém, existem alguns acasos que a gente não explica. Com a União Parafusos foi assim. Tínhamos um amigo em comum com a ex-proprietária da loja que, à época, estava querendo vende-la. Meu amigo e eu discutimos alguns valores com ela, mas não chegamos a um consenso. Um ano depois, enfim, fechamos negócio e adquirimos a empresa, que foi reaberta sob nossa direção em 3 de agosto de 2009”, contou Evaristo Filho.

E quando a popular Beth veio para São José pela primeira vez foi paixão à primeira vista. “Adorei aqui. Me senti muito bem, apesar de estar em uma cidade bem menor que Ribeirão, mas que eu tinha que me adaptar devido a este novo trabalho”, contou.

No primeiro ano, Evaristo se dedicava à União e à oficina da família, em Ribeirão, porém, após esse período decidiu que ficaria de vez em São José, principalmente após a saída do amigo na sociedade. “Neste 1º ano, a Beth me ajudou muito aqui. Sua dedicação em querer aprender me emociona até hoje, já que ela não sabia absolutamente nada de parafusos!”, destacou o comerciante, sempre carinhoso ao se referir à esposa.

O ASTUTO E INTELIGENTE “PROFESSOR PARDAL”

Esse foi o apelido que Evaristo ganhou quando a loja passou a fornecer produtos para uma grande multinacional estabelecida aqui na cidade. “Ele sempre teve facilidade em aprender, usa muito os ensinamentos que herdou do pai na oficina e sempre buscou conhecimento. Até hoje ele é assim: se alguma coisa que desconhece chega até ele, provavelmente vai pesquisar até saber”, disse Beth.

O conhecimento de Evaristo, aliado ao carisma e atenção de Beth ao balcão fizeram com que a loja se tornasse referência na área em São José e região. “Mas, confesso que quando chegamos aqui algumas pessoas ‘torceram o nariz’. Talvez porque viemos de uma cidade maior, enfim, mas isso foi superado. Sempre fomos muito transparentes com nossos clientes, além da atenção dispensada durante o atendimento. Temos certeza que isso fez e faz toda a diferença aqui na União Parafusos”, afirmou Evaristo.

Todas essas noções que o casal faz questão de colocar em prática no cotidiano da empresa foram passadas e muito bem assimiladas pelos dois colaboradores, Edson Buosi Junior e Ana Carolina de Sylos.

Já a organização da loja, que conta com 19.000 itens à venda, tem o olhar preciso e as mãos habilidosas de Evaristo. “Ele organiza as prateleiras, gavetas, enfim. A loja tem a cara dele quando o assunto é organizar”, observou Beth.

A SOLIDARIEDADE COM A PEQUENA MARIA VITÓRIA

Beth e Evaristo sempre tiveram o lado solidário aflorado, mas isso ficou mais nítido quando vieram morar em São José. “Participamos do Rotary Club São José do Rio Pardo Centro e também passamos a conhecer outras realidades sociais, inclusive a do Educandário São José. Certa vez, ao visitar a entidade, Beth quis dar uma olhada nos bebês e se deparou com uma menininha muito especial, que, à época, estava com pouco mais de 2 meses. Acho que foi amor à primeira vista… Depois daquele dia apadrinhamos a pequena Maria Vitória e ela conviveu conosco durante um ano e meio”, destacou Evaristo.

Para Beth, a criança fez com que o casal voltasse ainda mais os olhos àquela entidade. “O Evaristo sempre usava de seu conhecimento por lá, participamos de alguns projetos e a Maria Vitória, que hoje foi adotada por uma outra família, continua fazendo parte de nossas vidas, pois criamos um vínculo com os pais adotivos dela e, sempre que possível, nos encontramos”, disse.

MAS, E RIBEIRÃO PRETO?

O casal disse que possui um carinho especial por Ribeirão, inclusive mantém um apartamento por lá, já que o filho mais novo está concluindo a faculdade, entretanto, não pensam em voltar para aquela cidade. “São José se tornou a nossa casa… Claro que temos um carinho muito grande por Ribeirão, estamos lá quase todos os finais de semana, mas nossa vida está aqui”.

Sobre o que mais aprenderam com a vinda para São José neste novo desafio após os 50 anos, Beth e Evaristo disseram que evoluíram em tudo. “Aprendemos coisas novas, mesmo à altura dos meus 51 e 55 anos do Evaristo, idade que tínhamos em 2009 quando assumimos a União Parafusos. O aprendizado não foi apenas com relação à empresa, mas em lidar com o público, o olhar solidário com as entidades, enfim, acho que esse desafio nos fez evoluir e que continuemos assim, evoluindo sempre”, finalizaram.

A União Parafusos fica à rua Campos Sales, 980, no Centro
http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br