CIDADEDESTAQUEEDUCAÇÃOSAÚDE

Autismo: Reunião abordou a necessidade de padronização de procedimentos nas áreas de Educação e Saúde

http://www.minhasaojose.com.br
O autismo e outros distúrbios relativos ao neurodesenvolvimento vêm sendo abordado com frequência entre os vereadores na Câmara

A Câmara Municipal promoveu na terça-feira, dia 10, reunião entre os vereadores, servidores e prestadores de serviço das secretarias municipais de Saúde e Educação para abordagens e discussões à necessidade de padronização de procedimentos e encaminhamentos, em ambas áreas, relativas ao atendimento de pacientes com autismo e outros distúrbios relacionados ao neurodesenvolvimento.

A reunião proposta pelo Legislativo Municipal foi motivada devido à procura e o aumento no número de crianças e adolescentes para diagnósticos neurológicos. A presidente da Câmara, vereadora Lúcia Libânio, o vice-presidente, Gabriel Navega e os vereadores Romano Cassoli e Thaís da Silva Nogueira participaram do encontro, assim como os servidores e prestadores de serviço nas secretarias municipais de Saúde e Educação, Dr. João Carlos Pizani Pinto, Roberta Filomena Andrade Marin, Erica Bertelli Penha, Israel dos Reis, Mariana Panizza Locatelli, Renata de Cássia da S. Pedrosa, Lucilene Lofrano Maziero Gomes, Mariana Zanetti, Silvana Lopes Mora e Rita Ramos, respectivamente.

Durante a reunião foram abordados os desafios na Educação pós pandemia, que em muito prejudicou o desenvolvimento de aprendizagem nas crianças com as aulas não presenciais e o convívio social entre os mesmos, onde foi percebido que muitos deles ficaram apáticos de aprendizagem.

“O objetivo é gerar um identificador e uma linha intersocial, onde todos os profissionais envolvidos tenham acesso ao paciente atendido pela Educação e a Saúde, elaborando melhor o fluxo de  atendimento devido ao alto fluxo de procura”, observou a presidente da Casa, vereadora Lúcia Libânio

Também foi colocado em pauta a dificuldade de diagnósticos dessas crianças com relação ao autismo e outros distúrbios relativos ao neurodesenvolvimento, inclusive por essa ausência de convívio escolar, sendo que alguns ficaram defasados na aprendizagem por não serem assistidos nas escolas e alguns pelos pais.

A reunião serviu ainda para discussão sobre a implantação do NAM – Núcleo de Atendimento Multidisciplinar, onde será realizada primeira triagem por uma equipe multidisciplinar e encaminhado para o neurologista, de modo a otimizar o trabalho dos próximos profissionais envolvidos e quais os encaminhamentos que serão necessários para esse paciente.

Nas abordagens ficou claro que há uma necessidade de assistência especializada a familiares em relação a conduta e orientação de como fazer com os pacientes, bem como a importância do atendimento na pediatria de pacientes e seus familiares que já está acontecendo e perceberam o grande avanço do grupo.

“O objetivo é gerar um identificador e uma linha intersocial, onde todos os profissionais envolvidos tenham acesso ao paciente atendido pela Educação e a Saúde, elaborando melhor o fluxo de  atendimento devido ao alto fluxo de procura”, observou a presidente da Casa, vereadora Lúcia Libânio.

Ao final das abordagens ficou definido a realização de nova reunião para o levantamento dos avanços e convidar o CREAS e a Dirigente Educacional de São João da Boa Vista para as novas discussões acerca do assunto.

Texto: Natália Tiezzi – Assessoria Parlamentar da Câmara Municipal

http://www.minhasaojose.com.br