Profº. Alexandre Cardoso fala da paixão e dos benefícios da Dança de Salão para todas as idades

http://www.minhasaojose.com.br
Após seis meses, ele comemora o retorno gradual às aulas presenciais, que aconteceram no dia 21 e estão sendo promovidas no Mercado Cultural

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Um apaixonado pelo ‘dançar junto’, pelo romantismo proporcionado por uma modalidade que nunca envelhece ou cai de moda: a Dança de Salão. Alexandre Cardoso de Souza é uma referência no assunto e nos precisos, delicados e charmosos passos em São José. O professor de Dança já ministrou aulas para centenas de alunos ao longo de quase 25 anos de carreira.

Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, Alexandre contou que sua paixão pela Dança começou no início da década de 80 com o Hip Hop. Na década de 1990, ele fez curso de Jazz e Ballet e em 1994 efetivamente teve seus primeiros contatos com a Dança de Salão com ninguém mais ninguém menos que Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus, dois gênios dos movimentos, passos e coreografias.

Ao longo da entrevista, ele também contou como enfrentou os últimos seis meses sem poder ministrar suas aulas presenciais, as quais são oferecidas por meio da Fábrica de Expressão à população e das expectativas ao retorno delas, que aconteceram na última semana.

Alexandre destacou ainda que tem alunos desde adolescentes até idosos de 85 anos e, claro, enalteceu os benefícios da Dança de Salão não apenas para os casais, já que as aulas são abertas a todos. “Posso resumir esses benefícios em Amizade, Empatia e Respeito”, disse.

Confira abaixo, a entrevista na íntegra

Alexandre, de onde surgiu essa sua paixão pela Dança?

Surgiu no anos 80 quando ia aos bailes e via os casais dançando juntinhos e notava aquele ar de romantismo!

Quando e onde você iniciou seus passos na arte de dançar?

Danço desde 1984. Vim do hip Hop dançado nos bailinhos, fiz muito tempo de Jazz e Ballet, inclusive o Nelsinho foi meu professor em 1990 quando já morava no interior. Em 1994 tive contato com a Dança de Salão profissional através de Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus e logo depois, em 96, já me arrisquei a dar aulas de Dança de Salão. Nos anos 2000 através da dança de salão cheguei a ser gerente de hotéis de lazer pelo Brasil. Comecei minhas aulas aqui na Atletic Comp em 2006, em 2009 entrei na Fábrica de Expressão e estou até hoje, além de manter dois grupos de estudos em Ribeirão Preto e Poços de Caldas. Muitas vezes também sou convidado para dar aulas em Campinas, Mogi, Brasília, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Ao longo desses quase 25 anos de Dança profissional, qual foi seu momento mais marcante?

Tive lindos momentos com a dança, entre eles coordenar um evento internacional de dança de salão por 3 anos em Poços de Caldas, trazer para Rio Pardo no Sambolero (Workshop com aulas e bailes) os maiores dançarinos do Brasil de Samba e Bolero, Erico Rodrigo e Bianca Gonzalez (considerados os mais completos da dança de Salão), Ana Paula Pereira (A Diva do Samba de Gafieira aquela que tem as pernas mais invejadas), Rianei Varjão (Bi campeão Brasileiro de Bolero), Camilla Varjão e Ricardo Oliveira ( Casal de Ouro do Gafieira Brasil e a maior referencia em Samba de São Paulo) e com isso pessoas da Paraiba, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Araçatuba, Varginha, Pouso Alegre, Poços de Caldas e muitas mais cidades que além de virem fazer o curso e dançar no Baile conheceram e se hospedaram em nossa cidade. Momento marcante também e muito significativo é quando, através da dança de salão, podemos proporcionar reconhecimento profissional aos nossos alunos. Tenho alunos que já trabalharam em grandes cruzeiros dançando e dançando fora do Brasil. Neste ínterim vale lembrar de Leticia Paulino, que era coordenadora em navios da Costa Cruzeiros e hoje mora e ministra aulas na Ucrânia, tendo dançado pela Europa. Poder proporcionar uma oportunidade de futuro profissional e com isso melhorar a vida de meus alunos é IMPAGÁVEL!

Dizem que ‘quem dança seus males espanta’. Isso é mesmo verdade?

Não tenha dúvida! A dança de salão te proporciona um conhecimento corporal ímpar porque você tem de dançar para si e para o outro a todo momento, faz com que tua bagagem musical seja vasta e muito eclética, afinal, tu ouve e dança músicas de todas as épocas. É das danças a que mais empodera a mulher e faz do homem um verdadeiro cavalheiro, afinal o respeito e bem querer imperam. Não dá para ficar triste dançando!

Além de melhorar a autoestima e até o humor, quais os demais benefícios da Dança de Salão?

Os grandes e verdadeiros benefícios da Dança a Dois são: Amizades (tenho alunos que saem para dançar juntos a mais de 10 anos). Respeito ao outro – Empatia – Te faz plural por conta de dançar com todos a dois – E a dança te conecta com o seu melhor. Há relatos históricos que desde as cavernas o homem dança e mais recente era primordial para o conceito de homem saber dançar, com a dança você pode fazer com seu corpo uma poesia e sendo a dois essa poesia se torna mais linda e poderosa.

Como foi para você, uma pessoa sempre em constante movimento, passos e coreografias, enfrentar esse período de Pandemia com relação às aulas?

Foi muito difícil, mas estamos conseguindo superar. Durante esses seis meses de quarentena por conta da pandemia mantivemos aulas online. Eu postava os conteúdos e os alunos praticavam de suas casas.

Alexandre dança desde a década de 80, mas há 24 se dedica às aulas de Danças de Salão: “Essa paixão surgiu quando ia aos bailes e via os casais dançando juntinhos e notava aquele ar de romantismo”, destacou

E como está sendo esse retorno às aulas presenciais?

As aulas retornaram na segunda-feira, dia 21, seguindo o protocolo e as normas de segurança da Secretaria Municipal de Saúde e com isso estamos atendendo um número menor de alunos por aula. Elas acontecem de Segunda a Sexta, das 19h00 as 22h00 no Mercado Cultural, lembrando que Terças e Sextas são para os alunos mais avançados. A Dança de Salão proporciona aulas de Samba, Bolero, Bachata, Tango, Forró, Zouk, Salsa, entre outros.

Qual é o público que pode participar das aulas? Haverá número reduzido de participantes?

As aulas são para todos aqueles que amam dançar a dois. Temos alunos de 13 a 85 anos, ou seja, a Dança de Salão nunca foi e nunca será uma dança velha, afinal, em grandes centros, principalmente em cidades universitárias dança-se muito Forró, Samba e Zouk e agora aumentando a Bachata.

Para finalizar, o que a Dança significa na sua vida?

A dança é minha vida, meu ganha pão. Eu sempre digo: compro arroz e feijão com dança. E confesso que se não fosse a Dança durante a Pandemia não sei se estaria sadio mentalmente. Em resumo, a dança preenche qualquer vazio que a alma tenha ou a vida crie!

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br