Os 5 anos da Casa Verrone: Empresário fala dos aprendizados e conquistas da empresa

http://www.minhasaojose.com.br
Márcio Verrone também destacou como está a produção no vinhedo, lançamentos de vinho, novidades no restaurante e, claro, objetivos futuros

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Neste mês de março, a Casa Verrone completa 5 anos de atividades. Um sonho audacioso do empresário e produtor Márcio Verrone que, literalmente, vem colhendo bons frutos ao longo deste período, seja nas bem cuidadas videiras, na produção e comercialização dos inigualáveis e premiados vinhos, bem como no mais recente empreendimento da empresa, o Restaurante Casa Verrone, que também é sucesso na região. 

Verrone concedeu entrevista ao www.minhasaojose.com.br e falou sobre os aprendizados e conquistas da empresa nestes 5 anos, como está enfrentando o período da pandemia, além de destacar como está a produção de uvas, cujos cachos estão saindo do florescimento e iniciando o crescimento das bagas. 

O empresário também citou novos lançamentos de vinhos e novidades para o restaurante, entre elas a realização de piqueniques embaixo dos belíssimos Flamboyants presentes na área da vinícola. Ele mencionou, ainda, alguns objetivos a serem alcançados, como a viabilização de todas as etapas da produção dos vinhos na vinícola e a construção de uma pousada na ampla área da Casa Verrone.

Casa Verrone conquistou e conquista paladares Brasil afora com seus vinhos de sabores únicos: um grande orgulho para a nossa região

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Márcio, 5 anos atrás, quando iniciou os trabalhos na Casa Verrone, você imaginava que pudesse obter tanto êxito como está obtendo? 

Márcio Verrone: Na realidade o plantio iniciou em 2009. Sabia que seria um longo e difícil desafio.  Sempre ouve uma rejeição a vinho brasileiro, que, felizmente, vem caindo rapidamente. Realmente os vinhos brasileiros melhoraram muito de um modo geral. Isso fez com que o nosso êxito, somado à qualidade em que estamos chegando nos trouxesse o reconhecimento mais rápido que esperava. Mas ainda há um longo caminho pela frente. 

Como o Restaurante e a Loja Casa Verrone também estão auxiliando a empresa? 

O Turismo Rural está bem em alta e agora com a pandemia e a dificuldade de se locomover a longas distâncias, está trazendo as pessoas para o campo. Com o restaurante e a loja, bem como o passeio pelo vinhedo com degustação faz com que tenhamos mais pessoas na nossa casa. Isso nos impulsionou bastante. A venda para lojas e delicatessem é importante, não podemos descartar, mas o enoturismo é fundamental. 

Como a Casa Verrone está encarando essa nova fase difícil da Pandemia? A comercialização de vinhos aumentou, se manteve? 

É difícil a situação. Com o fechamento das lojas e apenas por entrega, os nossos clientes desapareceram. Devemos considerar que os 3 primeiros meses do ano as vendas são fracas, mas a queda foi grande. Vendemos bem na vinícola que também está fechada. Nosso e-commerce teve uma alta, mas poderia ser melhor. 

Vamos falar um pouco sobre a produção. Em que fase se encontram as videiras?

Nesse momento, os cachos estão saindo do florescimento e começando o crescimento das bagas. Estão próximos ao tamanho de ervilha.

No registro, Márcio e a esposa, Ariane, sua grande incentivadora, bem como da Casa Verrone, e apreciadora dos vinhos

Quais tipos de uva estão produzindo? Há uma expectativa positiva para a safra? 

Estão em produção as uvas Shyra, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Viognier. Ano passado tivemos um problema de produção que, se comparado a ele, esse ano estamos com uma boa produção, mas ainda aquém daquilo que podemos chegar. Ano que vem certamente estaremos em plena produção.

Há algum lançamento de vinho previsto para esse ano? 

Sim, esse ano lançaremos um vinho premium. É o Gran Speciale Shyra, safra 18 e com 20 meses de barrica nova e 1 ano de garrafa. Uma delicadeza e também muito potente, um vinho de guarda. 

E para o restaurante? Há alguma novidade após a liberação da fase vermelha para retorno às atividades? 

Sim. Assim que for permitido, além das atividades normais que estamos fazendo vamos lançar o piquenique, uma experiência saborosa debaixo de Flamboyant, que será feito com uma tábua de frios, queijos, pães e vinho para que os clientes possam desfrutar da natureza, com uma bela vista dos parreirais.

O belíssimo Restaurante Casa Verrone, que deve voltar ao funcionamento normal, com menu degustação, após o decreto da fase emergencial

Márcio, qual foi seu maior aprendizado nestes 5 anos de Casa Verrone? 

Paciência! O resultado esperado não vem logo e por isso, como sou bastante ansioso, aprendi que nada é para ontem. Tudo tem seu tempo, como o vinho. Esse foi meu maior aprendizado.

E neste período você conseguiu alcançar seus objetivos? Quais foram os principais? 

Sim. É claro que ainda almejo mais coisas, mas já ter colocado a marca no mercado, ter ganhado reconhecimento em concurso e da imprensa, isso já é alcançar objetivo. Mais ainda falta fazer a fábrica e trazer todas as fases de produção para casa. Hoje o envelhecimento dos vinhos, bem como o trabalho de espumante são feitos aqui. Precisamos de mais. E um outro objetivo, ainda mais distante, é a construção de uma pousada. Aí estará tudo completo!

Para finalizar, como encontrar os vinhos Verrone nesta fase da pandemia? A empresa está fazendo delivery? 

Para São José estamos em vários locais de fácil acesso. Temos nosso e-commerce (www.casaverrone.com.br/nossos-vinhos), que envia para todo Brasil, é o que está acontecendo no momento, mas estamos buscando fomentar ainda mais. 

As árvores ‘Flamboyants’, ao fundo, servirão de sombra para uma das novidades da Casa Verrone: os piqueniques que terão como vista os parreirais

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange