Situação da Covid-19 no município foi tema central abordado pelos vereadores

http://www.minhasaojose.com.br

Na sessão ordinária de terça-feira, dia 30, a situação da Covid-19 em São José do Rio Pardo foi o tema central abordado pelos vereadores. Abertura de novos leitos de UTI, barreiras sanitárias, verbas e alertas sobre crianças e adolescentes infectados com a nova variante da doença foram destacados ao longo da sessão.
O vereador Paulo Sérgio Rodrigues questionou, por meio de requerimento à Prefeitura, sobre a abertura dos cinco novos leitos de UTI na cidade. “As pessoas estão com medo de ficarem doentes e não serem atendidas. Há tempos o Executivo anunciou esses leitos e gostaria de saber quando serão disponibilizados”, indagou.
O representante do governo na Câmara, vereador Pedro Giantomassi, disse que o Governo Estadual autorizou a abertura dos novos leitos de UTI na última semana e que na quarta-feira, 31, a Prefeitura providenciaria a Portaria para instalação dos mesmos. “O Executivo viabilizou R$ 150.000,00, além do custeio, para os leitos. Agora, a Santa Casa também está adequando sua estrutura para recebe-los, uma vez que pacientes possivelmente terão que ser deslocados para outras alas para que esses leitos de UTI Covid possam funcionar”, explicou.

BARREIRAS SANITÁRIAS
As barreiras sanitárias, realizadas na última semana, também foram tema de abordagens pelos vereadores. O vereador Gabriel Navega, que inclusive foi um dos bombeiros civis voluntários na ação, destacou que as barreiras tiveram resultado positivo. “Orientamos muitas pessoas da região a não entrarem na cidade, uma vez que não podemos proibi-las perante a lei e ao direito de ir e vir. Mas atingimos um resultado positivo, pois de cada 10 veículos de fora, cerca de 7 voltavam e não entravam na cidade”, disse.
O vereador Henrique Torres observou que a divulgação dos locais das barreiras deveria ter sido melhor explicado pelo Executivo. Ele destacou que em municípios próximos haviam mais barreiras, diferente de São José.
Pedro Giantomassi explicou que a Polícia Rodoviária não permitiu a realização de barreiras em algumas rodovias e que o local da barreira não foi divulgado por conta de estratégia da Prefeitura para que os veículos não desviassem por outras estradas. “Além disso, a Prefeitura conta com apenas 4 servidores que fazem parte do setor de fiscalização e as barreiras necessitam de pelo menos um deles em cada uma. Mesmo diante desses obstáculos, a ação foi positiva, pois houve orientação adequada e conscientização, uma vez que o Executivo divulgou com antecedência que haveria as barreiras”, justificou Giantomassi.
Neste ínterim, o vereador Rubinho Lobato sugeriu ao Executivo e à Secretaria Municipal de Saúde que as barreiras continuem e que se intensifiquem. “Sabemos da falta de fiscais sanitários, mas o próprio Tiro de Guerra poderia ajudar na orientação, assim como os bombeiros civis fizeram voluntariamente”.
O vereador Pedro informou que o Executivo está decidindo sobre a realização de barreiras sanitárias nos próximos finais de semana e que levará as demandas à Saúde Municipal.


FISCALIZAÇÃO EM RANCHOS/CHÁCARAS
Giantomassi, além dos vereadores Dr. Romano Cassoli e Eduardo Ramos participaram da reunião do Comitê de Combate e Enfrentamento ao Novo Coronavírus e destacaram que, segundo o secretário de Saúde, Paulo Boldrin e alguns médicos da Santa Casa, a maioria das contaminações recentes pela Covid-19 aconteceu em reuniões familiares, principalmente aos finais de semana, em ranhos e chácaras.
“Importante ressaltar que essa nova variante da Covid-19 está atingindo mais a população jovem e é mais agressiva, levando pessoas de 40 a 50 anos às internações”, destacou Dr. Romano.
Rubinho Lobato fez um apelo ao Executivo para que aumente a fiscalização em ranchos e chácaras para tentar conter a disseminação do vírus, principalmente nestes próximos feriados prolongados.

FOME
A fome também foi abordada pelos vereadores na sessão, entre eles por Paulo Sérgio Rodrigues, que destacou que nunca recebeu tantos pedidos por cestas básicas como vem recebendo nas últimas semanas. “O fechamento do comércio, inclusive com muitas demissões, e a situação econômica difícil enfrentada pelo município por conta da pandemia fez com que muitas famílias ficassem ainda mais vulneráveis. Gostaria de saber como está a distribuição de cestas básicas pelo município e acho que também seria o momento do Executivo estudar alguma forma de auxílio emergencial a essas famílias”.
A vereadora Lúcia Libânio explicou e enalteceu o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social em relação à manutenção das cestas básicas. “A secretária Talita, desde o início da gestão, tem trabalhado com muito afinco às famílias vulneráveis. As famílias que pedem cestas básicas passam por uma triagem, inclusive com a visita de assistente social às residências para saber quais são as necessidades, pois, muitas vezes, não necessitam só de alimentação. Aliás, essa é a primeira vez em muitos anos que realmente tem se assistido com dignidade essas famílias”, observou Lúcia.
A vereadora Thais Nogueira informou que além de todo trabalho que vem sendo realizado, a Assistência Social traçará um mapa da fome no município. “Atualmente as informações disponíveis sobre a vulnerabilidade são apenas por meio do Cad Único. A coleta de mais dados já está sendo realizada e em breve teremos um mapa atualizado da fome, inclusive para traçar mais estratégias, projetos e ações para seu combate”, explicou a vereadora

VACINAÇÃO AGENDADA
A vacinação agendada, estratégia adotada pela Secretaria de Saúde na última semana, foi abordada pelo vereador Pedro Giantomassi, que elogiou a ação. “A vacinação agendada diminuiu drasticamente as filas que se formavam nos postos de vacinação”.
Ele informou que o procedimento de agendamento deve continuar, bem como a vacinação nos ESFs, que também estão auxiliando principalmente as populações dos bairros referentes às unidades de saúde.

COVID-19 EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES
A vereadora Lúcia Libânio fez um alerta aos pais sobre a transmissão da Covid-19 também entre as crianças e adolescentes. “Criança e adolescente se contaminam sim pelo Coronavírus, principalmente essa nova variante, muito mais transmissível. Gostaria de fazer um apelo para que os pais fiquem atentos às crianças. Não promovam reuniões familiares e lembrem-se que aqui em São José não temos uma UTI pediátrica, sendo as mais próximas em Ribeirão Preto e Campinas”.
Sobre o assunto, o vereador Dr. Romano informou que uma nova pediatra, especialista em pneumologia, já está atendendo na rede municipal de saúde. “A Dra Karina Junqueira Dias está dando um importante suporte no atendimento pediátrico não apenas relativo à Covid-19, mas outras doenças respiratórias”, disse.

“SE NÃO APRENDERMOS COM TUDO ISSO, NÃO APRENDEREMOS MAIS”
Ao final da sessão, o vereador Eduardo Ramos ressaltou que o momento precisar continuar a ser de união entre os Poderes, entre a comunidade. Ele, que também contraiu a Covid-19, fez um relato emocionante sobre a doença e destacou que ela também precisa ser encarada como uma lição de vida a todos nós. “Se não aprendermos com tudo isso que está acontecendo, não aprenderemos mais. O momento é de união, é de somar forças ao combate a essa doença, Cada pessoa precisa ter consciência e agir em prol a si mesmo e ao próximo, com as medidas de prevenção, que são básicas. Nesta semana foi muito triste ver o olhar de cansaço, de desespero dos profissionais de saúde que participaram da reunião do Comitê de Combate à doença. Chegamos a um ponto crítico onde as ações e a consciência de cada um precisam ser colocadas em prática para combater esse vírus. Só assim vamos vencer essa batalha”, finalizou o vereador.

APOIO DA CÂMARA ÀS AÇÕES DE COMBATE
O presidente da Câmara, vereador professor Rafael Kocian salientou que a Casa de Leis tem muito auxiliado o Executivo, principalmente na votação de projetos de lei referentes a verbas para ações de combate à Covid-19.
“Nós, vereadores, estamos ainda mais unidos neste momento, não apenas aprovando projetos do Executivo, mas orientando e sugerindo, por meio das Comissões Especiais, que vem desenvolvendo um excelente trabalho sobre assuntos que demandam mais atenção, inclusive a Covid. E assim continuaremos, com a certeza de que o Executivo acate nossas observações e possa sempre contar com a Câmara também neste momento difícil da pandemia”

Fonte: Câmara Municipal de São José do Rio Pardo

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange