Prefeito Marcio Zanetti fala dos 100 primeiros dias de seu governo na Câmara

http://www.minhasaojose.com.br

Na sessão ordinária de terça-feira, dia 13, o prefeito Marcio Callegari Zanetti ocupou a Tribuna Livre, a convite dos vereadores, para explanar sobre os 100 primeiros dias de seu governo. Antes, porém, o presidente da Câmara, vereador professor Rafael Kocian agradeceu a presença do prefeito e destacou a importante relação de cordialidade, apoio e respeito que Executivo e Legislativo vem mantendo nesta gestão.

Marcio Zanetti iniciou sua fala destacando as ações realizadas no âmbito da Saúde Municipal ao enfrentamento da Covid-19 no município, enaltecendo o trabalho dos profissionais que atuam diretamente no combate à pandemia.

Ele observou que somente a imunização e a conscientização dos munícipes garantirá que vidas sejam salvas da doença. “Embora diante de todas as ações que realizamos, entre as quais abertura de novos leitos de Enfermaria no Pronto Socorro, parceria com a Santa Casa, governo estadual e demais entidades para viabilização de mais 5 leitos de UTI Covid-19, mudanças positivas na forma de vacinação, só venceremos essa grande batalha com vacina e, neste momento, com a consciência de cada munícipe, que precisa continuar adotando as medidas básicas de prevenção, principalmente o distanciamento social”, observou.

Zanetti ressaltou a importância do trabalho em conjunto que vem sendo realizado pela Saúde Municipal e Santa Casa que também auxiliaram para que o sistema não entrasse em colapso em Rio Pardo, bem como a doação de 5 monitores, realizada pela Associação Comercial e Industrial e Rotary Club Oeste, cujos equipamentos serão utilizados nos novos leitos de UTI Covid-19.

O prefeito também elencou as dívidas do município, entre elas a de mais de R$ 32 milhões do Instituto Municipal de Previdência e a de mais de R$ 20 milhões com precatórios. “Já estamos trabalhando para ações de correção no IMP, pois não dá para empurrar esse problema pelos próximos 4 anos, bem como a questão dos precatórios, que estão sendo pagos pela Prefeitura desde o início de nossa gestão”.

Ele comentou ainda sobre a dificuldade da Prefeitura com relação a recursos humanos, tendo em vista os afastamentos devido à Covid-19, bem como os impedimentos legais a novas contratações e concursos em virtude da Lei Complementar 173, que vigora até dia 31 de dezembro de 2021.

“E garanto a vocês que outra prioridade nesta gestão será a reforma administrativa, tão necessária para que possamos realmente evoluir com relação à municipalidade”, mencionou.

PROJETOS DESENVOLVIDOS

Zanetti evidenciou os cinco projetos mais importantes de sua gestão, entre eles o Tratamento 100% de Esgoto, o Contraturno Escolar, Habitação, Recapeamento e Emprego e Renda.

Sobre o Tratamento 100% de Esgoto, Márcio destacou que o Executivo pretende dar continuidade às obras neste ano, que resultará em 50% do esgoto tratado. “Nesta etapa os investimentos serão no valor de R$ 3 milhões”.

Com relação ao Contraturno Escolar, o prefeito observou que o projeto está concluído esperando somente a volta presencial e a normalização das aulas para ser implantado. “Iniciaremos o projeto, que prevê atividades culturais e esportivas aos alunos no horário contrário às aulas normais na EMEB “Profª Stella Maris”, no bairro Cassucci e depois estenderemos ao Vale Redentor. Além disso, também voltaremos a utilizar o espaço que foi ocupado pela Casa de Cultura e Cidadania, com a reforma da lona instalada no local”.

Já sobre a questão da Habitação, Zanetti informou que está em busca da viabilização das 100 primeiras unidades, inclusive em parceria com o governo estadual. Ele citou ainda o programa lote urbanizado, cujo Executivo já está buscando área para implementação e o programa Cidade Legal, em parceria com o estado, criado para auxiliar os municípios paulistas na regularização dos núcleos habitacionais implantados em desconformidade com a lei.

O Recapeamento de ruas e avenidas também foi explicado pelo prefeito, que informou que já foram utilizadas 10 mil toneladas de asfalto para recapeamento no município e que a secretaria de Obras está priorizando os locais mais críticos, embora reconheceu que em praticamente todos os bairros há necessidade de recuperação das vias.

Com relação à Geração de Emprego e Renda, Zanetti disse que pretende criar uma incubadora de empresas, quem funcionará junto ao Novo Distrito Industrial, cujo objetivo será oferecer qualificação aos jovens, com tecnologias atuais, vislumbrando empregos do futuro. “A ideia é qualificar os jovens a partir de cursos profissionalizantes conforme a demanda local para inserção dos mesmos ao mercado de trabalho. Para isso também já firmamos parceria com o SENAI/SEBRAE para auxílio, inclusive na criação do Conselho Municipal de Desenvolvimento”, disse.

O prefeito também destacou inúmeros trabalhos realizados pelas secretarias municipais e parabenizou secretários, diretores, funcionários públicos, efetivos e comissionados, pelo empenho diário no desenvolvimento de suas atividades. “Confio plenamente em minha equipe e sei que posso contar com cada funcionário que realmente acredita nesta verdadeira mudança que, aos poucos, estamos implantando no município. Os resultados podem não aparecer agora, de imediato, mas sem nenhuma dúvida aparecerão nos próximos anos”.

PARTICIPAÇÃO DOS VEREADORES

Além do presidente da Casa, os demais vereadores também agradeceram a participação de Marcio Zanetti na Tribuna Livre e o questionaram sobre alguns assuntos, entre eles o vereador Dr. Romano Cassoli, que elogiou a explanação do prefeito em suas explicações sobre as atividades do Executivo.

Entre os questionamentos, Dr. Romano pediu explicações sobre o possível corte no pagamento de insalubridade aos profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente ao enfrentamento à pandemia. “Garanto que o pagamento de insalubridade continuará sendo pago a estes profissionais, os quais tenho muita gratidão e respeito”, afirmou o prefeito.

O vereador Henrique Torres também elogiou a postura do prefeito na Tribuna Livre, destacando que essa é melhor forma de se exercer a democracia. Em meio a seus questionamentos, Torres questionou Zanetti se o Executivo possui medidas ou projetos de curto prazo para auxiliar principalmente o comércio, que foi bastante atingido nesta fase do Plano São Paulo. “Fizemos uma reunião com cerca de 11 empresários, inclusive do ramo de alimentação, um dos mais prejudicados na pandemia, para propor o adiamento da taxa de alvarás deste ano, entretanto, nove deles já estavam inadimplentes com a Prefeitura. Vamos tentar repactuar dessas dívidas já existentes. Infelizmente, o Executivo não dispõe de recursos financeiros para auxilia-los, pois sabemos o quão difícil está sendo para cada um deles”.

Já o vereador Paulo Sérgio Rodrigues, em um de seus questionamentos, cobrou o prefeito quanto ao andamento da obra de recuperação de trecho na Avenida Perimetral, que compreende a Feira do Produtor até a conhecida “Usininha”. Zanetti explicou que a obra ainda não aconteceu por conta da liberação da CETESB e que o Executivo está aguardando o posicionamento da mesma para iniciar as obras. “Sem essa licença da CETESB fica impossível iniciarmos a obra, pois se assim fizéssemos estaríamos agindo de forma irregular”, justificou.

Gabriel Navega também fez uso da palavra e questionou o prefeito quanto a instalação do Poupatempo em São José. “Agendamos uma visita técnica, porém, conforme as diretrizes do Plano São Paulo, a mesma foi adiada e será agendada novamente assim que for possível. Mas, garanto que Rio Pardo terá o Poupatempo, inclusive com o Detran funcionando juntamente com as demais atividades”, disse Zanetti.

Em suas indagações, o vereador Rubens Lobato Pinheiro Neto perguntou ao Prefeito sobre a possibilidade de instalar a atividade delegada no município, com ações realizadas em conjunto entre a Polícia Militar, Civil e demais frentes de defesa do município. Zanetti destacou que ela poderá ser implantada no próximo ano. Neste ínterim, o vereador também propôs a implantação de uma corregedoria na GCM, o que Zanetti também ponderou como essencial, uma vez que a Guarda Civil Municipal terá novas leis e diretrizes a serem seguidas.

O vereador Pedro Giantomassi questionou o Prefeito quanto ao auxílio do Governo Federal e Estadual, não apenas ao enfrentamento da Covid-19, mas em virtude das perdas nas arrecadações, cada vez com percentuais maiores. Zanetti disse que ambos governos estão fazendo repasses ao município e também citou o empenho de deputados federais e estaduais, de todas as siglas, que estão disponibilizando recursos por meio de emendas parlamentares. “Independente de siglas, esse apoio e comprometimentos dos parlamentares é fundamental para Rio Pardo. E gostaria de fazer um agradecimento aos vereadores que estão empenhados na busca destes recursos junto aos deputados”.

Para finalizar, o vereador Eduardo Ramos questionou o prefeito se os futuros moradores da Casa Esperança terão algum tipo de auxílio para se livrarem dos possíveis vícios em drogas. “O Projeto da Casa Esperança será uma grande parceria com o PEVI, que há anos presta um serviço essencial ao município no tocante à recuperação e reinserção destes dependentes químicos à sociedade. Ou seja, as pessoas que passarem pela Casa terão a oportunidade de seguir um tratamento por meio do PEVI”.

Marcio Zanetti finalizou sua participação na Tribuna Livre agradecendo ao convite e elogiando o trabalho que vem sendo realizado pela Câmara pelos 13 vereadores. “Espero que essa excelente relação que estamos estabelecendo entre o Executivo e o Legislativo municipais perdure, pois já estamos colhendo bons frutos, principalmente porque esta Casa vem colaborando na aprovação de inúmeros e importantes Projetos de Lei, otimizando as nossas atividades ao desenvolvimento do município”, concluiu.


http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange