Elaine Biaco Serra: 23 anos de dedicação ao trabalho na Câmara Municipal

http://www.minhasaojose.com.br
A servidora destacou que sempre gostou de trabalhar na área administrativa, com organização e controle de processos, com redação de documentos, que são algumas atribuições de seu cargo na Câmara

Em continuidade às entrevistas com os servidores, cujo objetivo é mostrar à população um pouco do trabalho indispensável desses profissionais para o funcionamento da Câmara Municipal, bem como reconhece-los e valoriza-los, nesta semana a entrevistada é Elaine Cristina Biaco Serra, que no último mês de abril completou 23 anos como servidora desta Casa de Leis.

Licenciada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Pardo em 1993, ela também possui formação em Tecnologia em Administração Legislativa pela UNISUL – Universidade do Sul de Santa Catarina, que concluiu em 2010 e Pós-Graduação em Gestão de Pessoas no Setor Público, pela UNIARA – Universidade de Araraquara, concluído em 2020.

Ao longo da entrevista, Elaine contou como surgiu o interesse em trabalhar na Câmara, falou um pouco sobre os cargos que já ocupou, suas funções atualmente, além de momentos e pessoas que lhe marcaram em sua trajetória profissional na Casa.

Ela também destacou o que é ser um bom servidor público, o que não pode faltar para o êxito no trabalho em equipe e, claro, o que a Câmara Municipal representa em sua vida.

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Elaine, como e por que surgiu seu interesse em trabalhar na Câmara?

Elaine Cristina Biaco Serra: Eu sempre gostei de trabalhar na área administrativa, com organização e controle de processos, com redação de documentos e a estabilidade do serviço público despertou meu interesse. Havia terminado meu curso superior em 1993 e em 1995 surgiu o concurso público da Câmara Municipal para o cargo de Assistente de Secretaria, com duas vagas. Prestei o concurso e fui a 2ª classificada.

Quando iniciou seu trabalho aqui? Qual é seu cargo de concurso?

Eu fui nomeada em 02 de abril de 1998 no cargo efetivo de Assistente de Secretaria (nomenclatura original do concurso), cargo que hoje é denominado Secretário Legislativo.

Qual é seu cargo atual e quando o assumiu? Conte um pouco sobre ele, suas atividades.

Desde janeiro de 2008 ocupo o cargo de confiança de Assessor de Recursos Humanos. Neste cargo sou responsável por todas as tarefas relacionadas ao setor de Recursos Humanos. Quanto aos funcionários preparo convocações, nomeações e exonerações, quadro de horário, controle de ponto, concessão de férias e licenças, controle de apostilas funcionais, dentre outras. Elaboração de folha de pagamento de servidores, vereadores e prestadores de serviço também é minha função, bem como providenciar guias de recolhimento de encargos sociais e fiscais, prestação de contas aos órgãos fiscalizadores, atendimento aos requerimentos baseados na Lei de Acesso à Informação, elaboração de ofícios e relatórios diversos, atendimento aos vereadores e ao público em geral.

Qual foi o momento mais especial que vivenciou na Câmara?

Em 2017 elaboramos um concurso público para provimento de dez vagas em diferentes cargos da Câmara Municipal. Tínhamos um quadro de pessoal bastante reduzido e com a demanda crescente de trabalho, precisávamos de mais funcionários. Estávamos sem assessoria jurídica, entretanto, foi composta uma comissão de cinco servidores: Marco, eu, Alexandra, Hilton e Fernando (Torres) para acompanhamento do processo. Desenvolver um concurso é tarefa complexa e tivemos que oferecer o nosso melhor. Quero destacar que durante esse processo perdemos nosso amigo Fernando Torres, que nos doava tamanha sabedoria e experiência, mas tivemos que seguir em frente. Como resultado do nosso trabalho, o concurso ocorreu com ampla participação, quase 5 mil inscritos, de diversos estados do Brasil. Foi todo realizado dentro dos trâmites legais, sem nenhum apontamento judicial que pudesse prejudicar seu desenvolvimento e todas as admissões ocorridas foram julgadas regulares. Por tudo isso, o resultado foi tão gratificante para mim.

“Um bom servidor público é aquele que realiza suas funções de forma correta e ainda se interessa em melhorar o desenvolvimento delas, em se aperfeiçoar”, observou Elaine


Em todos esses anos, em que a Câmara melhorou, sendo no aspecto estrutural, tecnológico?

Desde que trabalho aqui, a Câmara Municipal é tida como referência para outros órgãos. A estrutura sempre foi boa, sempre deu condições para realização adequada do trabalho. Mas, é claro, que com o passar dos anos, sempre se modernizou em equipamentos e sistemas. Destaco hoje, o sistema de controle de tramitação, no qual podemos acompanhar o andamento de todo processo legislativo de maneira digital. Antes as buscas eram manuais, o que dispendia funcionário e tempo. Esse é apenas um exemplo, mas podemos destacar também o portal da transparência em nosso site, a consolidação de leis, que está sendo realizada, dentre outros avanços.

Você já viu muitas pessoas passarem por aqui. Algum servidor que tenha lhe marcado ou que você tenha aprendido algo com ele?

Todo servidor que passa por aqui, deixa um pouco de si e, com certeza, nos ensina algo. Quero destacar a Maria de Fátima (da Silva Meirelles), a Alexandra, o Marco e o Roque (Aparecido Risso) que me ensinaram todo o trabalho quando entrei aqui. Os três primeiros me passaram todo o seu conhecimento de secretaria e o Roque me ensinou as funções de recursos humanos. Minha gratidão a todos eles!

O que não pode faltar para que o trabalho em equipe dê certo?

Responsabilidade, cooperação e solidariedade. Quando você executa sua tarefa de forma correta, responsável, você está sendo solidário com o seu colega que dará sequência naquele trabalho. Ninguém trabalha sozinho. Um mesmo processo passa por vários funcionários e vereadores e somente essa “cumplicidade” é capaz de fazer de um grupo uma equipe de sucesso.

O que é ser um bom servidor público?

Na minha opinião um bom servidor público é aquele que realiza suas funções de forma correta e ainda se interessa em melhorar o desenvolvimento delas, em se aperfeiçoar. É aquele que coopera com o grupo e possui atitude para agir nos momentos adequados.

Você mais ensina ou aprende com os servidores menos experientes?

Acredito que seja uma troca constante. Passo o conhecimento que tenho e também experiências vividas e aprendo muito, principalmente com o dinamismo, as evoluções tecnológicas, a visão atual do serviço público.

O que significa a Câmara em sua vida?

Realização profissional. Gosto do meu trabalho, procuro realizá-lo com responsabilidade, mas estou sempre disposta a escutar sugestões que contribuam para sua melhoria.

Fonte: Assessoria Parlamentar da Câmara (texto e fotos)

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange