RPFC: Espaço das piscinas está passando por manutenção e terá novidades

http://www.minhasaojose.com.br

Reabertura será dia 21 de setembro, com som ao vivo do Samba do Chicão

O Rio Pardo Futebol Clube reabrirá suas piscinas no próximo dia 21 de setembro, com atrações já confirmadas como o Samba do Chicão, além do playground também estar disponível na ocasião aos associados. E para oferecer um espaço cada vez melhor para os sócios, o clube está promovendo manutenções e tará novidades para sua área aquática.

Em entrevista ao site, o presidente do alvinegro, Marcelo Callegari Zanetti, destacou que vários espaços estão recebendo pintura nova, como os banheiros, bordas das piscinas, bem como o próprio toboágua, que  receberá outras averiguações para garantir total segurança aos usuários.

A rampa-escorregador da piscina média também está passando por manutenção, inclusive com a construção de uma nova ponteira, em concreto, que também receberá pintura adequada. “Tudo isso faz parte da manutenção preventiva do clube, principalmente neste espaço que é um dos mais utilizados pelos associados”, comentou Marcelo.

Ele destacou ainda que a área das piscinas contará com um novo sistema de som ambiente que, além de músicas, será utilizado para divulgar parcerias, atividades e agenda de eventos do clube. “Além disso, uma escada adaptada será colocada na piscina média para melhor acesso de pessoas com obesidade e portadores de necessidades especiais”.

MATERIAIS DE LIMPEZA

Marcelo informou sobre uma nova parceria que o RPFC firmou com uma grande empresa de produtos de limpeza, que beneficiára o alvinegro fornecendo cloro, álcool gel, desinfetantes e demais produtos por um preço 40% mais baixo, porém com qualidade superior. “Inclusive todos os nossos colaboradores do setor de limpeza passarão por treinamentos específicos oferecidos pela empresa para o manuseio dos produtos, uso de EPIs, etc. Além da economia considerável, o clube terá à disposição produtos de maior qualidade, inclusive atendendo a todas as normas da vigilância sanitária”.

ANTIGA SEDE DO CLUBE

A reportagem também questionou o presidente sobre a antiga sede do clube, que a cada dia está mais deteriorada com a ação do tempo e sem nenhuma manutenção. “A sede não pertence mais ao clube e sim a um empresário local, que, sendo detentor do imóvel, é o atual responsável pela manutenção do espaço”, observou.

Sobre a questão do prédio voltar à posse do clube, Marcelo disse que há três processos judiciais no Tribunal de Justiça de São Paulo para averiguar detalhes da venda da sede, inclusive com relação a valores não pagos. “Acreditamos em decisões favoráveis ao clube que, inclusive, devem sair brevemente”, finalizou.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br