Reajuste salarial dos servidores, Döhler e Casa de Acolhimento foram abordados na Câmara

http://www.minhasaojose.com.br
Fiscalização e punição às queimadas, Programa Ajuste da Casa, manutenção em escola, vias urbanas e ESF também foram temas de requerimentos e indicações dos vereadores

Os problemas causados pelas queimadas, o encerramento das atividades da Döhler, aumentos salariais previstos para 2022 ao funcionalismo público, instalação de Casa de Acolhimento e resultados parciais do Programa Ajuste da Casa foram alguns dos assuntos abordados pelos vereadores na 34ª sessão ordinária, realizada excepcionalmente na tarde de quarta-feira, dia 8, devido ao feriado de 7 de setembro.

O vereador professor Rafael Kocian solicitou informações ao Executivo sobre os resultados parciais do Programa Ajuste da Casa referentes ao mês de agosto, no tocante à procura dos contribuintes para acertarem as contas pendentes, quantos já foram quitados, montante arrecadado, além do montante de juros e multas descontados e qual a previsão de arrecadação até dia 31 de dezembro deste ano.

Além da Prefeitura, Kocian também encaminhou as mesmas solicitações às autarquias municipais e fundações, justificando o pedido como sendo função fiscalizadora do vereador.

MANUTENÇÕES NA EMEB NOSSA SENHORA DO LORETO

O vereador Eduardo Ramos fez uma série de indicações ao Executivo, em destaque às Secretarias de Educação e Obras, para realização de manutenção na EMEB Nossa Senhora do Loreto, entre elas o conserto de calhas, vasos sanitários e válvulas e a instalação de alambrado ao redor da quadra da escola.

O vereador solicitou, ainda, informações relativas à realização de serviços de tapa buracos na Avenida Benedito dos Reis Scigliani, no bairro Buenos Aires, principalmente por conta de um grande buraco existente na altura do imóvel nº 175, que atualmente está sinalizado com galhos, sendo iminente o risco de acidentes no local.

MELHORIAS NO BAIRRO E ESF VALE REDENTOR

O vereador Dr. Romano Cassoli solicitou informações ao Executivo sobre a possibilidade de mão única na rua João Fernandes da Silva, no bairro Vale do Redentor II. “O pedido é uma demanda dos moradores e condutores, uma vez que o tráfego é intenso no local e a mão única facilitaria o acesso ao ESF do bairro”, justificou.

Sobre o ESF, Dr. Romano indicou à Prefeitura o fornecimento de cadeiras mais confortáveis para a sala dos agentes comunitários. “Seriam 14 cadeiras simples para melhor alocação e desempenho das atividades pelos agentes”.

O vereador também sugeriu a instalação de ar condicionado na mesma sala para melhorar as condições e trabalho e atendimento.

AUMENTOS SALARIAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS

O vereador Paulo Sérgio Rodrigues solicitou informações ao Executivo sobre os índices de aumentos salarias previstos para 2022 ao funcionalismo público. “Os funcionários públicos municipais estão ansiosos por aumento em seus vencimentos, pois perderam várias conquistas e agora, como prometidas a eles, querem reconquista-las e saber a partir de quando isso vai ocorrer”, observou.

O vereador questionou principalmente quanto ao índice de aumento salarial, ticket, perdas salarias e se outras percas serão novamente incorporadas aos vencimentos dos funcionários públicos. “Essa antecipação será importante para que funcionários e familiares já possam se programar para 2022, inclusive com relação à alimentação e medicamentos, itens que tiveram reajustes altíssimos nos últimos meses”, concluiu.

CASA DE ACOLHIMENTO

A vereadora Thais Nogueira indicou ao Executivo a instalação de uma Casa de Acolhimento no município. “A princípio esse espaço acolheria pessoas, principalmente mulheres, vítimas de violência doméstica. E este seria um dos passos principais no desenvolvimento de ações de políticas públicas voltadas às mulheres, bem como a outros grupos minoritários na cidade, mas que necessitam de acolhimento, apoio e muito respeito”, destacou a vereadora.

FECHAMENTO DE EMPRESA

O encerramento das atividades da empresa Döhler, comunicado oficialmente na última semana, foi abordado pelos vereadores, inclusive por Henrique Torres, que solicitou informações ao Executivo de como irá tentar resolver essa situação, uma vez que centenas de colaboradores perderão seus postos de trabalho.

“Todos nós, aqui do Legislativo, assim como Sindicatos, o próprio Projeto Rio Pardo 2050 também poderíamos auxiliar na questão de procurar entender os motivos desse encerramento de atividades, bem como manter diálogo com a empresa e Executivo para tentar resolver essa situação. São centenas de famílias que sofrerão com a perda desses empregos e é preciso fazer alguma coisa”, disse o vereador.

O vereador professor Rafael Kocian disse que já havia entrado em contato com o prefeito Marcio Zanetti dispondo-se a tratativas, juntamente com a Prefeitura, para buscar alternativas ao encerramento das atividades da empresa.

“O prefeito disse que nesta semana entraria em contato com a sede da empresa, que fica em Limeira, para tentar uma reunião, a qual me dispus a também estar presente representando o Legislativo Municipal, bem como os colaboradores e suas famílias. Estou aguardando o retorno do Executivo para saber quais ações poderemos desenvolver. O que posso garantir é que essa Casa, assim como nós, vereadores, nos sensibilizamos com a situação e buscaremos alternativas viáveis na tentativa de manutenção desses empregos”, afirmou Kocian.

PUNIÇÃO AOS INCÊNDIOS CRIMINOSOS

O vereador Rubens Lobato Pinheiro Neto voltou a falar sobre a Lei Municipal nº 5.519/2018 acerca da fiscalização das queimadas no município, bem como a punição pelo ato criminoso.

“A Lei existe, mas precisa ser cumprida. Sabemos de vários pontos de incêndios e queimadas na cidade, zona rural e isso precisa ser punido. Qualquer cidadão pode denunciar, inclusive gostaria de questionar ao diretor de Meio Ambiente, que participará de Tribuna Livre nesta Casa nas próximas semanas, sobre a fiscalização e as punições. Acredito que só assim o problema será minimizado, pois já não podemos contar apenas com a conscientização e bom senso de algumas pessoas que insistem em promover queimadas”, disse o vereador.

Neste ínterim, a vereadora Thais Nogueira sugeriu à Secretaria Municipal da Saúde a divulgação de orientações sobre como manter a saúde respiratória neste período. “Algumas informações neste sentido serão muito válidas, principalmente para famílias que possuem pessoas alérgicas, bebês e idosos que requerem mais atenção com relação às doenças respiratórias”, finalizou.

Informações e foto: Assessoria Parlamentar da Câmara.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto: