Raquel Andrade: 20 anos de voluntariado junto ao Rotary Clube Oeste

http://www.minhasaojose.com.br
Ela, que já chegou à presidência da instituição, destacou alguns momentos marcantes e confessou que ainda se sente uma rotaractiana

Reportagem e texto: Natália Tiezzi

Um sentimento de doação, vontade de auxiliar a comunidade e a certeza de aprendizados para muito além de uma instituição, mas para a vida pessoal e profissional. Foram essas as motivações que levaram a rio-pardense Raquel de Paula Andrade a ingressar no Rotary Club Oeste cerca de 20 anos atrás.

Ainda adolescente, Raquel começou vivenciando experiências no Interact Club e Rotaract Club. Talvez por isso tenha desenvolvido uma grande facilidade para falar e lidar com o público adolescente e também infantil, com o Rotakids. “Apesar de ter passado por muitas fases, ainda me sinto rotaractiana”, confessou.

Raquel também já presidiu o Rotary Club Oeste e contou um pouco dos momentos que marcaram sua trajetória na instituição, inclusive campanhas e projetos, que visam sempre melhorar a qualidade de vida da população mais vulnerável.

Raquel também falou da satisfação em participar da entidade e explicou como as pessoas podem auxiliar o Rotary Club Oeste nessas ações perante à sociedade. Conheça um pouco mais sobre ela, nossa entrevistada destaque de hoje, e também como você pode cooperar com a instituição de renome mundial na reportagem completa abaixo.

Raquel, como começou sua participação no Rotary? Desde quando você atua na instituição?

Quando o Interact Club foi reativado, se não me engano na gestão 1999/2000, fui convidada  por uma amiga, Maria Claudia, para participar das primeiras reuniões de reativação.  Logo no primeiro mês realizamos uma campanha de arrecadação e doação de alimentos. Sem entender o tamanho do Rotary,  saber todos os trabalhos que realizava pelo mundo,  senti que queria aquela sensação para minha vida, um sentimento de doação, de entrega sem querer nada em troca.  Morei por um tempo fora de São José e quando voltei  reativamos o Rotaract juntamente com alguns amigos ex-interactianos. O Rotary Oeste é o club padrinho do Rotaract, como acontece com o Rotakids e Casa da Amizade, todos os Clubes têm uma relação muito estreita, como costumamos dizer Família Rotary Oeste. Acredito que por esse motivo minha ingressão no Rotray foi natural e, assim que completei a idade, em 2013, fui convidada, tendo como padrinho companheiro José Ruy Andreoli .

Raquel, a primeira à esquerda, ao lado das companheiras do Rotary nas inúmeras participações da entidade em eventos locais

Durante todos esses anos, qual foi a atividade ou ação que mais te marcou?

Difícil escolher uma  ação, um projeto, parece clichê, mas tenho um carinho e amor por todos os projetos que me envolvo. Penso que se conseguirmos fazer a diferença de alguma forma na vida de uma pessoa já valeu a pena . Mas sempre me toca mais os projetos que temos contato direto com pessoas. Vou citar um deles, o projeto “Dia da Alegria”, foi realizado durante 1 semestre todos os sábados e consistia em  passar o dia em uma instituição (visitamos asilos, clínicas de recuperação, orfanatos, hospitais, casas abrigo) e fazer um dia diferente, desde o preparo do café da manhã, almoço, lanche da tarde, sempre buscando um cardápio diferente do habitual da instituição, passando por atividades elaboradas para cada tipo de público, com palestras ou  com a ajuda de dois palhaços da Casa de Cultura (na época) e com alguns companheiros vestidos também de palhaços, dança ou um simples bate papo. Durante todo o projeto tivemos lições e momentos muito especiais.

Você já trabalhou muito com crianças e adolescentes. De onde vem essa facilidade em tratar cm elas?

Pode ter sido pelo fato de ter passado pelo Interact e Rotaract, pois existe um canal de comunicação mais fácil e natural com eles (crianças e adolescentes). Me coloco sempre à disposição deles, pois, na verdade, ainda me considero Rotaractiana! (risos).

Quais foram suas atribuições no Rotary em todos esses anos de entidade?

Logo após minha entrada no Rotary, atuei por 3 gestões na comissão distrital  de Rotaract como conselheira e coordenadora de Rotaract, e presidente da Comissão de Serviços a Juventude Novas Gerações .  Hoje  estou como coordenadora do Rotakids do Cem e continuo  aprendendo com eles em todas ações e projetos. Acredito que os jovens que passam pelos clubes Rotakids, Interact e Rotaract têm uma oportunidade única de  aprimorar  a capacidade de liderança, desenvolver projetos humanitários e ter um outro olhar para sua comunidade, assim como aconteceu comigo.

Como surgiu o convite para presidir o Rotary Club Oeste?

Estive presidente na gestão 2018/2019 e fui indicada pelos companheiros Luiz Ricardo Muradi (atual Presidente) e José Ruy Andreoli, (nosso decano) e meu padrinho de Rotary, dois grandes exemplos de Rotarianos. Nesta gestão 2019/2020 estou como coordenadora do Rotakids e na próxima gestão estarei como secretária. A presidente 2020/2021 será a Terezinha Presti  da Silva. Os cargos são trocados todas as gestões que vão de julho a junho.

Raquel, à época presidente do Rotary Club Oeste, em um dos eventos da instituição

Como as pessoas (jovens e adultos) podem participar das ações do Rotary? É preciso algum convite?

Para ingressar no Rotaract( jovens de 18 a 30 anos) e Rotakids ( crianças de 6 a 12 anos) é só entrar em contato através de nossas redes sociais (facebook/ instagran) que marcamos uma reunião de apresentação. Para ingressar no Rotary é necessário  um convite , mas as pessoas que tiverem interesse em participar de alguma ação ou projeto é só entrar em contato conosco através do e-mail rotarysjriopardooeste@gmail.com .

O que o Rotary mudou em sua vida?

Sempre tive dentro de casa (família) exemplos de trabalho voluntário e ajudar ao próximo. Minha mãe  é voluntária a muitos anos em várias quermesses da nossa cidade . O Rotary me deu a oportunidade de me capacitar, desenvolver a liderança, na elaboração e gestão de projetos.  É uma avenida para aprender, reaprender e desaprender algumas coisas, através do trabalho como voluntários. Agradeço a Deus por essa oportunidade e por me capacitar sempre.

Você usa essas lições que aprendeu e aprende no rotary no seu dia-a-dia, no seu trabalho?

Não sei se consigo mensurar em palavras , mas com certeza muita coisa! A cada gestão um novo cargo, um novo desfio, treinamentos, desenvolvemos  habilidades e atuamos em comissões que talvez nunca teríamos oportunidade se não em Rotary, como tesouraria, secretaria,  protocolo etc. Em tudo que faço busco aplicar a prova quádrupla, os princípios que norteiam  um rotariano, sendo ele “É a VERDADE?” “É JUSTO para todos os interessados?” “Criará BOA VONTADE e MELHORES AMIZADES?” “Será BENÉFICO para todos os interessados?”

Para finalizar, sei que é uma pessoa muito otimista e positiva. Gostaria que deixasse uma mensagem para todos os rio-pardenses neste momento difícil de Pandemia.

Juntos podemos fazer a diferença! Essa frase reflete o momento que estamos vivendo enquanto sociedade. Mais do que nunca é muito importante todos seguirmos na mesma direção, a da solidariedade coletiva, para que possamos atravessar essa crise da melhor forma possível. E juntos e com as graças de Deus. Neste momento em que o Brasil e o mundo vivem a pandemia do coronavírus, todos nós precisamos fazer nossa parte para fortalecer a solidariedade e o apoio social , assim, proteger a sociedade como um todo. Uma rede de solidariedade e fico feliz que podemos notar isso  acontecer aqui em São José. As recomendações da Organização Mundial da Saúde e das autoridades sanitárias, como a higiene individual e o confinamento, devem ser seguidas com seriedade para evitar a propagação rápida da doença e não sobrecarregar os serviços de saúde. Enfim, acho que solidariedade e doação são as palavras neste momento!

Durante participação do Rotary no Desfile de Abertura da Semana Euclidiana, onde a entidade sempre se faz presente
http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br