Qual o segredo de trabalhar por 41 anos na mesma empresa?

http://www.minhasaojose.com.br

Em tempos onde o desemprego ainda assombra boa parte da população, em que não se tem estabilidade nos mesmos, ainda existem pessoas que praticamente passam a vida inteira trabalhando em um só lugar, como é o caso de Maria Isabel Marsula. Em entrevista ao site, Bel, como é popularmente conhecida no ambiente de trabalho, contou um pouco da sua rotina na empresa onde presta serviços há 41 anos.

Você deve estar se perguntando: Mas, como permacener durante uma vida inteira trabalhando na mesma empresa? A resposta, segundo Bel, é simples: “amor, dedicação e estar aberto ao novo, pois, em qualquer ambiente de trabalho, o aprendizado deve ser constante”. Confira a entrevista completa abaixo.

Natália Tiezzi Manetta: Bel, quando e como você começou a trabalhar na empresa?

Maria Isabel Marsula: Na verdade, comecei a trabalhar na Santa Casa em 1978, na área de faturamento, depois passei para o Departamento Pessoal. Em 1995, após um ano do início de suas atividades, fui convidada a trabalhar na Operadora SAVISA, que, à época, o Plano de Saúde estava crescendo muito na cidade. Aceitei a proposta e desde então permaneço aqui.

É dificil permanecer na mesma empresa durante tantos anos?

Acho que todo trabalho tem suas dificuldades, porém, o importante mesmo é trabalhar com amor, dedicação. Eu não consigo imaginar como seria a minha vida sem meu trabalho.

Como fez e faz para manter seu emprego?

Me considero uma colaboradora que sempre ‘vestiu a camisa’ da empresa. Além disso, acredito que trabalho sempre será sinônimo de aprendizado. Gosto de aprender, não importa se com aqueles colaboradores mais antigos ou os mais jovens. Tudo é aprendizado que faz a diferença na sua ‘bagagem’ dentro da empresa. Também acho que o colaborador tem que estar aberto a mudanças. Aqui, por exemplo, já tive inúmeros diretores e todos com sua visão de trabalho. Acho que o segredo é adaptar-se às mudanças.

E na questão colegas de trabalho. É difícil trabalhar em um local com muitos colaboradores como o hospital e a Operadora?

Sempre tem que haver respeito, pois ninguém é perfeito e todos temos defeitos. Tantas pessoas já passaram por aqui, algumas ficaram, outras por breves períodos, entretanto nunca tive problemas com meus colegas de trabalho. Repito: onde há respeito tudo flui melhor, principalmente no ambiente de trabalho.

Bel junto a seus colegas de trabalho na Operadora SAVISA, Vinícius e Maria do Carmo

Qual foi o seu maior aprendizado na empresa?

O trabalho em equipe. Aliás, desde quando comecei a trabalhar aqui essa questão do trabalho conjunto, a ajuda mútua, sempre me chamou a atenção e me ajudou muito. Se não houver colaboração de todos, a disposição ao trabalho em equipe para um mesmo objetivo, não funciona. E aqui na SAVISA funciona porque somos uma grande equipe!

Em todos esses anos de empresa, qual foi a sua maior conquista?

O trabalho me proporcionou a possibilidade de criar e estudar meus filhos. Se não fosse por ele eu não teria conseguido proporcionar tudo isso aos meus filhos.

Você passou por algum momento que te marcou na empresa?

SIm, foram muitos, mas um deles foi especial. Até hoje eu me emociono. Certa vez tive que fazer a transferência de um jovem de 16 anos para Ribeirão Preto, que iria passar por uma cirurgia no coração, pois tinha um problema gravíssimo. Por coincidência, era a mesma idade do meu filho à época. Enquanto providenciava a documentação, ouvi o relato da mãe daquele menino. Um depoimento desesperado de uma mãe que estava com medo de perder o filho e que me fez pedir licença à ela para que eu pudesse chorar no banheiro. Foi o momento que mais me marcou (e ainda marca) até hoje.

Conte-me um pouco da sua rotina de trabalho.

Atualmente sou responsável pelo setor Financeiro da Operadora. A rotina de trabalho é bem intensa, porém conto com o aoio e auxílio colaboradores muito queridos, que é a Maria do Carmo e agora o Vinícius, que está em processo de treinamento. Apesar da intensidade do trabalho no dia-a-dia, como disse, eu amo o que faço e ainda estou tentando me adaptar à ideia de que, um dia, terei que parar de trabalhar. É um processo natural dar lugar aos mais jovens, entretanto ainda pretendo ficar por uns bons anos aqui.

O que você acha que falta nas pessoas hoje em dia para permanecerem nos empregos?

Responsabilidade e dedicação. Tem colaborador que quer apenas o salário e não possui responsabilidade com o cargo que ocupa, muito pelo contrário: vive tirando licença, comprometendo o trabalho de seus colegas, que ficam sobrecarregados. Além disso não quererm aprender, pensam que jpa sabem tudo e não estão abertos às mudanças. Qual empresa que vai permanecer com um funcionário assim? Acho que nenhuma!

Para finalizar, que conselho você daria para aqueles que estão em busca de trabalho ou querem permanecer naqueles que já possuem?

Não desistir e sempre estar aberto às mudanças e aprendizado dentro da empresa. Além disso, claro, a responsabilidade, a dedicação e, principalmente, o amor naquilo que está desempenhando, não importa a função.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores minhasaojose@uol.com.br