Necessidade diária: A “Ciência da Gentileza” será abordada em live da UNIP

http://www.minhasaojose.com.br

Gentileza traduz comportamento que carece ao mundo. A vida moderna, a correria do dia-a-dia e o individualismo têm deixado para trás o ato de ser gentil para com o outro, o olhar humanizado para com o próximo.

A temática hoje em dia ganhou vulto: os benefícios da gentileza tornaram-se objetos de estudos e ganharam até grupos que investigam o assunto. Em suas pesquisas, os especialistas pretendem fornecer maior caráter científico ao tema da gentileza, do auxílio, da prestação de serviço, do apoio em geral, observando suas perspectivas históricas e seus efeitos sociais.

Defendem que estas ações de gentileza são extremamente positivas, pois podem funcionar como elementos multiplicadores, uma vez que as pessoas que são por elas atingidas se tornam elementos difusores das mesmas atitudes, criando assim, uma coletividade gentil sempre crescente. Para isso, dizem os pesquisadores, o ambiente universitário é ideal para a geração de ações positivas e transformadoras. 

Assunto amplo e de uma delicadeza sem igual será escopo da live “Ciência da Gentileza”, que acontece nesta segunda-feira (9), às 19h, pelas redes oficiais da UNIP.

Especialistas pretendem fornecer maior caráter científico ao tema da gentileza, do auxílio, da prestação de serviço, do apoio em geral, observando suas perspectivas históricas e seus efeitos sociais

A live contará com as professoras doutoras Ana Maria Ramos Sanchez Varella e Laura Ancona Lopez Freire. Ana Maria é doutora em Educação, líder e fundadora do Gentilezas – Centro de Estudos e Pesquisas e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinaridade: Movimento e Transformação da UNIP, enquanto Laura, pesquisadora do grupo, é diretora de Internacionalização Acadêmica da UNIP, mestre em Comunicação e doutora em Artes Visuais.

“Estamos vivendo um momento único de abertura de sentidos, para transformar o que nos rodeia. É o despertar do nosso olhar, das nossas vivências. É a retomada das nossas histórias para que possamos respeitar as histórias dos que convivem conosco. Aceitar as diferenças, os aprendizados, os momentos de desenvolvimento de cada um e, acima de tudo, de nos desligarmos da arrogância de que tudo sabemos. A gentileza pede respeito e generosidade a tudo que é do outro. Independentemente da profissão, da área do conhecimento, o ser humano deseja ser olhado e ter trocas de gentilezas, de delicadezas, esse é o momento para pensarmos em um novo modelo de sociedade”, explica Varella. 

Laura Ancona complementa que “neste momento de atualização em todos os sentidos, a gentileza, potencialmente presente em todos nós, pede para ser evidenciada. Ela estabelece e fortalece os laços entre as nações numa forma generosa de convivência respeitosa da diversidade”, conclui.

A live será transmitida pelos canais:

https://www.youtube.com/user/UNIPOficial

https://www.instagram.com/_unipoficial/?hl=pt-br

https://www.linkedin.com/school/unip/

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br