Dia Mundial do Combate ao Câncer: Dr. Uanderson Resende desmistifica a doença

http://www.minhasaojose.com.br

A data de 8 de abril é lembrada como o Dia Mundial do Combate ao Câncer e a Operadora SAVISA, referência em São José do Rio Pardo no acolhimento e tratamento da doença, traz, em seu próximo Informativo, uma entrevista especial com o médico oncologista Dr. Uanderson Resende, a qual você, internauta, também acompanha pelo nosso site.

Atualmente, o Setor de Oncologia SAVISA atende 74 pacientes, sendo 7 em quimioterapia endovenosa e dispõe de equipe multidisciplinar formada, além do médico oncologista, de psicólogo, fisioterapeuta e nutricionista para melhor acompanhamento e garantia de qualidade de vida a todos os beneficiários que fazem o tratamento.

Ao longo da entrevista, Dr. Uanderson explicou o que é o câncer, a evolução dos tratamentos nos últimos anos e destacou que a doença já não deve ser vista como uma sentença de morte, uma vez que ela tem tratamento e, em inúmeros casos, a cura. “É essencial lembrarmos que o principal a fazer frente à doença é prevenir-se e buscar orientações diretamente com o especialista”, disse.

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Dr. Uanderson, o que é definido como câncer?

Dr. Uanderson Resende: Câncer é uma doença provocada por uma lesão maligna que surge em um órgão do corpo humano como mama, próstata, intestino, fígado, pulmão, etc.

É verdade que ele também pode acontecer por tristeza, ansiedade, depressão?

Não há qualquer relação comprovada cientificamente entre o câncer e o quadro psicossomático. O que pode ocorrer é que pessoas depressivas, por exemplo, possam ter atitudes menos atenciosas às alterações do seu corpo, negligenciando lesões tumorais numa fase inicial.

O câncer ainda é visto como ‘sentença de morte’?

Muitas pessoas estão mal informadas sobre o diagnóstico e o tratamento do câncer. Há milhares de casos de câncer ao longo do ano no Brasil e mundo, e não vemos milhares de mortes pela doença. Isto ocorre porque temos alta taxa de cura do câncer. Câncer tem cura, sobretudo se é descoberto numa fase inicial. Portanto, prevenção é tudo.

Quais são os tratamentos que mais evoluíram nos últimos anos e para quais tipos de câncer?

Nos últimos anos surgiram inúmeras novas drogas no tratamento do câncer decorrente de enormes avanços científicos. São alguns exemplos desses novos tratamentos a hormonioterapia, imunoterapia, os anticorpos monoclonais, novas técnicas de radioterapia, entre outras. O câncer de mama, próstata, coloretal e pulmão são os tumores que mais se beneficiaram destes novos tratamentos.

“Temos alta taxa de cura do câncer. Câncer tem cura, sobretudo se é descoberto numa fase inicial. Portanto, prevenção é tudo”, destacou o oncologista do SAVISA, Dr. Uanderson

Boa alimentação, atividade física e mente sã ajudam a preveni-lo?

Não há dados científicos que comprovem inequivocamente o benefício dessas práticas em evitar o câncer. Entretanto, há vários dados retrospectivos que indicam que a atividade física adequada e constante e alimentação com baixo nível de oxidantes se correlacionam com menos chance de ter câncer. Em relação ao quadro mental há dados sugerindo melhor performance no tratamento oncológico, pois os pacientes conseguem tolerar mais as situações adversas do tratamento.

Além do tratamento com medicamentos, o que mais um paciente com câncer precisa?

Orientamos o paciente sempre ter um tratamento multidisciplinar com a psicologia, fisioterapia, enfermagem, nutrição e outras que se fizerem necessários. O tratamento oncológico é dirigido para uma visão holística procurando ofertar diversos atendimentos conforme suas deficiências ou debilidades.

O câncer também pode ser visto como uma nova oportunidade de vida, já que muitas pessoas que passam por ele sobrevivem e mudam suas vidas?

Pessoalmente, acredito que o câncer é um diagnóstico muito difícil para o paciente. Trata-se de uma doença grave e se não tratada precocemente ou adequadamente pode levar a sérias complicações ao paciente. Como todo diagnóstico difícil, muitos pacientes entendem que se trata realmente de uma nova oportunidade na vida.

Como o Dr. lida diariamente com esses pacientes? É muito difícil do seu próprio ponto de vista psicológico?

De um modo geral, pessoalmente, lido bem fisica e psicologicamente com transtornos psicossomáticos junto aos pacientes. Em algumas circunstâncias, temos uma situação complicada de lidar com o sofrimento dos pacientes e/ou familiares, mas precisamos lidar da melhor forma possível com esta situação, pois o paciente e a família esperam o melhor tratamento possível. E nisto, não podemos falhar.

Para finalizar, que mensagem o Dr. deixaria neste mês dedicado ao combate do câncer?

CÂNCER TEM CURA. CÂNCER TEM TRATAMENTO. O PRINCIPAL É PREVENIR-SE E BUSCAR ORIENTAÇÕES DIRETAMENTE COM O ESPECIALISTA.

As informações e fotos são da Assessoria de Comunicação da Santa Casa/SAVISA.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
Secured By miniOrange