Dia do Hospital: Santa Casa é sinônimo de excelência na Saúde rio-pardense e da região

http://www.minhasaojose.com.br

Centenária, a entidade é referência também em atendimento, acolhimento e tratamento de seus milhares de pacientes

Texto: Natália Tiezzi

Amigos internautas. Nossa reportagem especial de hoje é em alusão ao Dia do Hospital, comemorado no último 2 de julho, onde o www.minhasaojose.com.br homenageia a nossa Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Pardo – Hospital São Vicente).

Milhares de pacientes já foram acolhidos, assistidos e tiveram sua saúde reestabelecida nestes mais de 107 anos, desde que a Santa Casa iniciou suas internações, conforme histórico em janeiro de 1907, sendo, posteriormente inaugurada oficialmente em 10 de junho daquele mesmo ano.

Além dos rio-pardenses, a Santa Casa atende atualmente a pacientes de outros municípios que fazem parte do colegiado Rio Pardo, entre eles de Caconde, Tapiratiba, Mococa, Itobi, Casa Branca, São Sebastião da Grama e Divinolândia. Não apenas pela população de São José, mas dessas demais cidades, o hospital é reconhecido e tido como um dos melhores da região.

Investimentos constantes em infraestrutura, aliado a um excelente Corpo Clínico, formado por mais de 100 membros, além das equipes de Administração, Enfermagem e dezenas de outros setores garantem um atendimento de excelência. Para isso, a Santa Casa também investe no aprimoramento de seus profissionais através do setor de Educação Permanente.

Atualmente, a Santa Casa tem como provedor o senhor Edson Roberto Furlan, além da diretora Jane Lúcia Santurbano. Ambos vêm desempenhando uma administração e gerência cautelosas, ‘com muito pé no chão’, como o próprio provedor descreve, primando pela qualidade nos inúmeros serviços prestados, sem deixar de investir na estrutura, sempre em busca da eficiência no atendimento a seus pacientes.

Nesta época de Pandemia, a Santa Casa passou por uma readequação para receber pacientes suspeitos e positivos à Covid-19, inclusive com espaços isolados em leitos e também na UTI, aquisição de Equipamentos de Proteção Individuais, insumos, medicamentos, etc, tudo para garantir a não contaminação dos pacientes, mas também de seus profissionais e visitantes.

Diante deste cenário, onde essas medidas e práticas de prevenção já estão sendo adotadas há meses, a Santa Casa recebeu diversos auxílios, seja por meio de verbas, alimentos e até mesmo equipamentos, como o caso dos respiradores artificiais, que foram emprestados ao hospital por meio da Secretaria Estadual da Saúde.

Não poderíamos esquecer de mencionar a solidariedade, o comprometimento, o carinho e o respeito da sociedade rio-pardense com a Santa Casa, que sempre prestigia em eventos onde ela se faz presente ou por meio de doações.

ALGUMAS CURIOSIDADES DA ROTINA DA SANTA CASA

O grande sonho de São José do Rio Pardo ter sua própria Santa Casa, o que já era uma necessidade naquela época, começou em 21 de outubro de 1906, quando foi assentada a pedra fundamental referente à construção da Santa Casa. Em julho de 1907 foi composta sua primeira diretoria.

De lá para cá, os atendimentos aumentaram, assim como a quantidade de profissionais para desempenharem seus trabalhos. Atualmente, 365 colaboradores fazem parte da equipe do hospital.

E não são apenas os médicos que desempenham a função de cuidar e curar. Esses cuidados também passam por centenas de mãos, sejam elas de enfemeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem, sempre pautados pela empatia, acolhimento e atenção ao paciente.

Os cuidados e o restabelecimento da saúde dos pacientes também passam pelos funcionários do Centro de Nutrição e Dietética, Lavanderia e Limpeza. E por falar neles, a Santa Casa também é conhecida pela limpeza e organização, seja nos seus 143 leitos, centros cirúrgicos e demais departamentos; pelos enxovais e roupas cirúrgicas, que passam por lavagem e desinfecção diárias, além, é claro, das refeições, sempre muito elogiadas pelo carinho que as cozinheiras e copeiras têm em prepara-las e servi-las aos pacientes.

Nesta rotina frenética para que mais uma vida seja salva ou a saúde plenamente recuperada, cerca de 10.000 refeições são preparadas e servidas por mês, mais de 550 quilos de roupas são lavadas todos os dias, além de centenas de litros de produtos de limpeza especiais são utilizados para manter os ambientes sempre limpos e desinfeccionados.

O trabalho em equipe nunca se fez tão presente como no hospital. Essa verdadeira ‘máquina’ de cuidar e de salvar vidas só funciona devido à dedicação e empenho de cada colaborador, em sua respectiva área.

À nossa Santa Casa, os parabéns pela excelência nos serviços prestados e nosso muito obrigado aos mais de trezentos colaboradores e médicos que fazem parte desta grande equipe!

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br