Covid-19: Comitê aponta relaxamento indevido por parte de comerciantes e população

http://www.minhasaojose.com.br

O não cumprimento das regras pode fazer com que haja um aumento nos casos positivos da doença e uma regressão nas atividades comerciais, entre outras na cidade

Texto: Natália Tiezzi. Entrevista: Silvio José (Imprensa Prefeitura)

O Comitê de Crise do Covid-19 se reuniu na noite desta quarta-feira, dia 17, no auditório da Santa Casa, para discutir e avaliar situação atual da doença em São José do Rio Pardo. Um dos principais pontos abordados foi quanto ao relaxamento indevido por parte de alguns comerciantes e população aos cuidados e prevenção do Coronavírus.

“A população e alguns comerciantes precisam entender que ainda não passou o perigo da Covid-19. Esse relaxamento indevido é preocupante e pode colocar a perder todo esforço que fizemos até aqui com relação ao isolamento e ao número de casos”, observou o médico e diretor do Pronto Socorro, Eliezer Gusmão, em entrevista à Assessoria de Imprensa da Prefeitura.

Eliezer ressaltou que se esse relaxamento indevido, além de poder ocasionar um aumento no número de casos positivos, também poderá fazer com que haja uma regressão nas atividades comerciais e outras nem mesmo acontecerem, como é o caso da abertura das academias e também das igrejas e templos.

“Se esse relaxamento indevido continuar pode ser que tenhamos uma disparada nos casos positivos, ou seja, tudo que não queremos, pois as atividades comerciais poderão regredir e outras nem acontecerem. Portanto, saliento que ainda não é hora para deixar de lado a prevenção à essa doença”.

Eliezer pediu para que a população e os comerciantes tenham consciência e bom senso neste momento. “Temos que continuar usando máscaras, mantendo distanciamento, evitando aglomerações (festas, reuniões), além de manter sempre a higiene das mãos. E se as pessoas notarem que os comércios não estão seguindo as regras de prevenção, chamem a atenção, obviamente com educação, deles e uns dos outros. Corrigir, orientar não é errado. Errado é relaxar com a prevenção neste momento. Reafirmo: se as pessoas e alguns comerciantes relaxarem e não cumprirem essas regras vamos dar um passo para trás com o aumento dos casos e a regressão das atividades comerciais, religiosas, etc”, concluiu o médico.

O vídeo completo com a entrevista de Eliezer pode ser acessado na página oficial da Prefeitura no Facebook.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br