Médicos falam sobre o câncer de Cabeça e Pescoço

http://www.minhasaojose.com.br
Dr. Uaderson Resende e Dr. Rafael Souza esclarecem dúvidas sobre a doença como causas, sintomas e tratamentos

Câncer de Cabeça e Pescoço. Talvez o nome não seja tão comum para grande parte da população, mas esse tipo de câncer acomete milhares de pessoas todos os anos. Ele pode ocorrer com mais frequência em homens, com mais de 40 anos, fumantes e também que fazem ingestão bebidas alcoólicas com frequência.

Para falar mais sobre a doença, a Operadora SAVISA convidou dois médicos credenciados, sendo otorrinolaringologista Rafael Felici de Souza e o oncologista e responsável pelo setor de Oncologia SAVISA, Uanderson Resende, que destacaram as causas, sintomas e tratamentos do câncer de Cabeça e Pescoço.

Dr. Rafael, o que é o Câncer de Cabeça e Pescoço ?

O câncer de Cabeça e Pescoço começa como uma pequena ferida, que pode surgir em locais visíveis como língua, lábio, céu da boca ou em regiões mais escondidas como na laringe (parte mais inferior da garganta). No início não causa dor e por isso muitas pessoas demoram para procurar ajuda.

Quais são os sintomas?

Os sintomas iniciais dependem da localização e podem ser rouquidão, dificuldade para engolir, um caroço no pescoço ou uma pequena ferida. Como o câncer não se cura sozinho a ferida vai aumentando de tamanho lentamente. Por isso o mais importante é procurar uma avaliação sempre que uma ferida, caroço ou sintoma durar mais de 20 dias.

E quais os fatores de risco?

Esse tipo de câncer costuma surgir entre 40 e 70 anos, é mais comum entre os homens, principalmente os que ingerem bebida alcoólica, que fumam e que tem má higiene oral. O cigarro associado ao álcool aumenta muito o risco de câncer.

Existe alguma forma de prevenção?

A maneira de prevenir o câncer é evitar os seus fatores de risco (principalmente cigarro e álcool) e procurar uma consulta sempre que notar alguma ferida ou sintoma que persiste por mais de 20 dias. Importante lembrar que dor forte, grande dificuldade para engolir ou perda de peso são sinais de câncer avançado. Um câncer descoberto logo no início tem grandes chances de cura, mas a maioria dos casos são diagnosticados tarde demais.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito com uma biópsia, que consiste em tirar um pequeno pedaço da lesão para ser avaliada por um patologistas em microscópio. Para fazer a biópsia o médico tem que encontrar a ferida, o que muitas vezes é feito já na consulta através do exame físico. Caso isso não seja possível alguns exames são necessários para procurar a lesão ou ao menos descartar a presença de câncer. O mais comum é fazer uma nasofibrolaringoscopia, um exame em que um aparelho muito fino (de 3mm) entra pelo nariz e permite a visualização das estruturas internas até o final da garganta. Em alguns casos são realizados tomografia, ultrassom ou ressonância magnética.

Qual é a sua recomendação quanto ao câncer de Cabeça e Pescoço?

Caso alguém da sua família é homem, tem entre 40 e 70 anos, bebe quase diariamente e fuma tem alto risco de desenvolver câncer. Essa pessoa deve ficar muito atenta a qualquer ferida, alteração na voz, caroço ou incômodo na garganta.

TRATAMENTO

Dr. Uanderson, quais são os tratamentos para esse tipo de câncer?

O câncer de cabeça e pescoço geralmente necessita de tratamento multidisciplinar com médico, enfermagem, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia. O tratamento multidisciplinar é muito relevante pelas graves sequelas que podem ocorrer de natureza mental, na fala, na respiração, na deglutição, na possibilidade de aspiração de alimentos do estômago, na psicopatia associada ao uso abusivo do álcool ou do cigarro, entre outros. Quanto ao tratamento médico, geralmente a cirurgia é a principal modalidade de tratamento. Se o tumor é grande ou localmente avançado, infelizmente a cirurgia pode ser muito extensa, até mutiladora pelas sequelas que pode proporcionar. Em caso de impossibilidade cirúrgica, o tratamento envolvendo quimioterapia e radioterapia é a opção terapêutica principal. Em caso de tumor avançado, com metástases, infelizmente somente a quimioterapia ou terapia biológica podem tratar o paciente.

Quais são as chances de cura?

A grande maioria dos tumores de cabeça e pescoço é curável quando se tem uma doença localizada. Tratamento com quimioterapia, radioterapia ou terapia biológica podem diminuir o risco da doença rescindir. Infelizmene, nos pacientes com doença avançada, a quimioterapia é apenas uma opção paliativa.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br