Passei no Vestibular! As expectativas de um jovem de 17 anos com a nova vida em Itajubá/MG

http://www.minhasaojose.com.br

Rafael Cardozo Frontera ingressou no curso de Engenharia da Computação pelo SISU por meio da excelente nota que obteve no ENEM

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

Aos 17, 18 anos, boa parte dos jovens está se preparando para os vestibulares e escolhendo as carreiras que vão seguir no futuro. Muito estudo, preocupações e mudanças, muitas mudanças, principalmente com relação à rotina para aqueles que vão mudar de cidade e enfrentar a vida sozinhos, na maioria dos casos pela primeira vez.

Essa nova realidade já está fazendo parte da vida de Rafael Cardozo Frontera. Um jovem alegre, muito querido por todos, e que neste ano ingressará no curso de Engenharia da Computação na UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá/MG. Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, ele contou sobre as expectativas e está otimista, tanto com o curso, quanto com a mudança de cidade.

Curiosamente, Rafael, que sempre estudou em colégio particular, neste caso o Unigrau, disse que sempre procurou estudar diariamente, sem aumentar sua rotina de estudos na época do vestibular, como a maioria dos jovens costuma fazer. “Minha rotina escolar consistia em prestar o máximo de atenção possível nas aulas. Depois, ao chegar em casa, dava uma revisada na matéria (algo em torno de 30 min) para fazer as lições/trabalhos”, destacou.

Rafael junto aos professores orgulhosos do Colégio Unigrau: novos desafios à vista

O Curso de Engenharia da Computação foi escolhido pelo jovem devido à paixão pela tecnologia. “Confesso que até o 9° do Ensino Fundamental eu pensava em prestar Engenharia Civil, porém ao começar a pesquisar sobre as engenharias, a que mais me agradou foi a Engenharia da Computação, porque gosto desse meio mais tecnológico”.

Antes da UNIFEI, Rafael disse que prestou o vestibular da UNICAMP, mas não obteve êxito. “Na UNIFEI entrei através do SISU. “Ao meu ver o ENEM é extremamente importante pelo fato de que garante acesso a diversas faculdades por todo o país sem ter que fazer vários vestibulares em datas separadas e cidades diferentes. Isso facilita para os vestibulandos, pois é bem prático e ajuda muito a entrar em uma boa faculdade, como no caso da UNIFEI”.

Mesmo muito jovem, Rafael está otimista em morar fora. “Minha expectativa para morar fora é positiva, principalmente por ser longe de São José, porém é algo que eu acredito estar preparado e devo conseguir me virar muito bem”, ressaltou.

Tal qual à nova morada, Rafael está otimista também para o curso e disse que vai aproveitar os anos acadêmicos para decidir as próximas etapas estudantis. “Espero que eu possa fazer um bom curso e desfrutar ao máximo tudo que a faculdade tem para me oferecer, principalmente no quesito de matérias eletivas, quero tentar fazer o máximo de eletivas possíveis. Ainda não decidi o que farei depois da graduação, porém acho que seria muito interessante um mestrado e, quem sabe, chegar até ao doutorado, mas ainda preciso analisar mais calmamente e pretendo fazer isso durante os meus anos na faculdade”.

E como lidar com os pais na hora de dar adeus à família para estudar? Rafael também comentou sobre isso e disse que foi difícil, tanto para ele, quanto para seu pai e mãe. “Eles ficaram muito felizes com a notícia e pelo fato de que consegui dar mais um passo em direção a me tornar um profissional, entretanto, ao mesmo tempo, eles ficaram um pouco tristes, afinal estou indo embora de casa e as despedidas sempre são tristes. Mas tenho certeza que sempre estarão ao meu lado, mesmo de longe, torcendo por mim, me incentivando nesta nova etapa da minha vida”, concluiu.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br