Nutricionista alerta aos perigos das ‘dietas milagrosas’ para emagrecimento rápido

http://www.minhasaojose.com.br

“Emagrecer não é apenas fechar a boca. Nosso corpo é uma máquina e deve ser respeitado e estar sempre em equilíbrio”

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

Todo início de ano é quase a mesma coisa: as pessoas abusam um pouquinho nas festas de dezembro e correm atrás do ‘prejuízo’ tentando emagrecer a qualquer custo, principalmente em tempo recorde. O objetivo também é o mesmo: conseguir um corpo mais esbelto para o Verão e também para o Carnaval, que já se aproxima.

O problema é que boa parte dessas pessoas, sejam homens ou mulheres, optam por métodos alternativos, que na maioria das vezes não funciona e talvez ainda piore a questão do peso. Para falar sobre as dietas milagrosas, o www.minhasaojose.com.br entrevistou a nutricionista Marina Féchio, que alertou quanto aos perigos de tentar emagrecer sem um acompanhamento profissional.

Embora muita gente ainda faça essas famosas dietas, que a cada momento recebem um nome diferente, as pessoas estão mais conscientes que elas não resolvem o problema de estar acima do peso. Prova disso é que Marina teve um aumento considerável de pacientes neste último mês de janeiro. “Geralmente essas pessoas começam essas dietas absurdas que buscam na Internet, a vizinha ou alguém da família fez, e não conseguem mante-la, até porque, realmente, é impossível ter algum resultado positivo. O lado bom é que esses pacientes estão buscando o auxílio de um nutricionista para que realmente atinjam seu objetivo, que é emagrecer, mas de uma maneira saudável e que vai funcionar”, afirmou.

A nutricionista explicou que as dietas milagrosas não dão certo porque não existe milagre quando o assunto é perder peso. “O paciente consegue mante-la por até uns 2 meses. Como geralmente essas dietas restringem carboidratos, proteínas, etc, isso acaba gerando uma compulsão no paciente, ou seja, ele vai voltar a comer o que comia e às vezes em quantidades bem maiores por conta dessa compulsividade gerada pela restrição alimentar”.

Além disso, a restrição alimentar proposta por essas dietas desequilibram o organismo, inclusive os hormônios como o do prazer, o que pode gerar de ansiedade a estresse. “Nosso corpo é uma máquina e ela precisa ser cuidada e respeitada. Dietas milagrosas só servem para desequilibrarem o organismo e prejudicar ainda mais no processo de emagrecimento”.

Neste ínterim, Marina ressaltou a importância do nutricionista avaliar desde exames até a rotina de cada paciente. “Tenho que fazer praticamente um raio-x do paciente, analisar exames, saber qual é sua rotina, se ele dorme bem até mesmo se o intestino funciona de forma adequada. Para emagrecer não basta apenas fechar a boca”, observou.

Marina reforçou que além do acompanhamento com o nutricionista, os resultados no emagrecimento sempre são mais satisfatórios quando aliados à atividade física. “Alimentação e exercícios são dois grandes aliados no emagrecimento. Portanto, o ideal é manter ambos para melhores resultados, claro que para prática de atividade física também é necessário o acompanhamento de um professor ou personal”.

A nutricionista disse que o tempo sempre deve ser encarado como aliado e não como inimigo no processo do emagrecimento. “Emagrecer é exatamente isso, um processo, e pode levar mais tempo para algumas pessoas do que para outras e isso é normal. Anormal e perigoso é uma pessoa perder 20 quilos em 2 meses. Costumo dizer que tudo que conquistamos com rapidez perdemos na mesma intensidade. Com o peso também é assim. Portanto, respeite a máquina que é seu organismo e, principalmente, o tempo dele no processo de emagrecimento”, finalizou Marina.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br