Senhor Espresso: A coragem e a persistência que concretizaram um sonho

http://www.minhasaojose.com.br
O empresário Rodrigo Polachini Pereira e a esposa, Fernanda, criaram um novo conceito de cafeteria em São José (e que deu certo) (Foto: Roberta Simões – RS Fotografias)

Reportagem e Texto: Natália Tiezzi Manetta

Enfrentar a tudo e a todos em busca de uma nova perspectiva de vida para realização de um sonho não é nada fácil. Todavia, a coragem, a determinação e a persistência são fatores que, novamente, fizeram a difença, e dessa vez na vida de um jovem casal rio-pardense, que simplesmente revolucionou a forma de se apreciar um bom café na cidade, sozinho ou acompanhado por um cardápio de dar água na boca nos mais requintados paladares.

Estamos falando de Rodrigo Polachini Pereira e Fernanda Minussi Feltran Pereira, proprietários do Senhor Espresso, que neste ano completou 4 anos de atividades em São José e, em setembro, inaugurou sua 1ª filial, em Mococa.

Em entrevista ao site, ambos receberam a reportagem no belo e aconchegante Café, e contaram que para que a empresa se tornasse realidade tiveram que enfrentar muitos desafios. “Meu saudoso pai foi o pioneiro o ramo de água mineral em São José, entretanto, no início dos anos 2000, houve uma queda natural e alarmante nas vendas, principalmente devido à concorrência. Eu o ajudava na extinta “Aguabi”, mas, sinceramente, queria migrar para outro ramo comercial”, contou Rodrigo.

E quando expôs a todos que gostaria de substituir a água pelo café, a idéia não foi muito aceita. “Muitos diziam que eu era louco de não dar continuidade à Aguabi, mas hoje entendo que aquele receio era, também, por conta de ser uma empresa familiar de décadas e, claro, por medo do novo negócio não dar certo”, disse o empresário.

Rodrigo destacou que escolheu trabalhar com o café pois sempre foi um grande apreciador. “Fiz inúmeros cursos para me aprimorar e entender sobre o negócio que estava nascendo. Sou Mestre de Torra, Provador de Café e Barista, três profissões que são minha base e me proporcionaram todo conhecimento que, graças a Deus, está refletindo diretamente no êxito da empresa, bem como na satisfação dos clientes”.

No final do ano de 2013, a antiga empresa de águas da família foi vendida, sendo que Rodrigo acompanhou os trabalhos do novo proprietário por alguns meses. E, em fevereiro de 2015, inaugurou o Senhor Espresso.

“Além do gosto pelo café, minha esposa sempre teve um talento nato para a confeitaria. E aí surgiu a idéia: unirmos o ‘café com bolo’, ´porém com algo a mais: seja no paladar, seja na apresentação, no ambiente, enfim, não queríamos ser apenas mais um Café na cidade. Queríamos oferecer alguma coisa nova, que agradace tanto ao paladar quanto aos olhos, enfim, que mexesse com as sensações do público”.

E aquele sonho meio desacreditado por tanta gente se tornou real pelas mãos, literalmente, do casal. “A cozinha de minha casa foi o braço direito da empresa por mais de um ano. Depois é que tudo foi se adaptando, inclusive aqui no espaço, adquirimos todo o maquinário, etc”, informou Fernanda.

UM ‘SENHOR CAFÉ’, UM ‘SENHOR ESPAÇO’ E ‘UM SENHOR ATENDIMENTO’

A proposta do Senhor Espresso sempre foi oferecer novidades aos clientes, principalmente no tocante aos cafés especiais. “Oferecemos 12 variedades, sendo que o mais pedido é o Bourbon Amarelo. A empresa me proporcionou essa oportunidade incrível de apresentar o que é o café de verdade às pessoas, aguçando seus paladares e tornando essa bebida ainda mais popular entre os rio-pardenses”, observou Rodrigo.

E o empresário ainda pode criar e inovar: o Nitrochá, que faz grande sucesso, é uma receita de Rodrigo, que mistura basicamente nitrogênio nos chás. A marca já foi até patenteada.

Além de comercializar os cafés prontos, a empresa também fornece para demais estabelecimentos, inclusive máquinas com variedades exclusivas Senhor Espresso.

Além de conquistar pelo paladar, o casal trouxe um espaço em que o cliente realmente gosta de permanecer não apenas para degustar o vasto cardápio, mas para fazer uma boa leitura, trabalhar via Internet e, claro, reuniões, que variam entre as de amigos e as de trabalho.

Além disso, investiu e investe em sua equipe de 20 colaboradores que também são peças-chave para fidelizar os clientes. “Todas as pessoas que vêm trabalhar conosco seguem exatamente os lemas da empresa e fazemos questão de proporcionar treinamentos, bem como assegurar todos os direitos que possuem e um ambiente de trabalho o mais completo possível do ponto de vista estrutural”, afirmou o empresário.

CARDÁPIO ÚNICO: DAS RECEITAS DE FAMÍLIA AOS SABORES INTERNACIONAIS

Um dos diferenciais do Senhor Espresso também está no amplo e variado cardápio e até nele Rodrigo e Fernanda inovaram, mesclando receitas tradicionais das famílias com os consagrados sabores internacionais. “Temos saduíches de carne louca e salpicão, receitas da minha mãe, Heloísa, que marcaram minha infância e que são simples e deliciosas. Também temos doces bem familiares como a Torta Paulista dela, além dos bolos recheados da Fernanda, a bomba de chocolate, a Torta de Limão. E para quem quer conhecer sabores diferentes, temos os sanduíches “ovos benedict”, “croque monsieur”, “croque madame”, receitas francesas que aprendi nas minhas hospedagens a hotéis que presto consultorias, em parceria com o SENAC”, explicou Rodrigo.

Ao todo, são mais de 50 verdadeiras iguarias, todas produzidas na cozinha industrial, nas dependências do próprio Café. “Estabelecemos um padrão de qualidade e isso só seria possível se nossa produção saísse diretamente daqui para a mesa do cliente. Atualmente temos quatro confeiteiras, além da Fernanda, que gerencia a cozinha e ainda ajuda na produção quando é preciso”.

Além disso, Fernanda também administra as compras e estoque do Café. “Temos trabalhos distintos e fazemos questão de estar aqui presentes. A Fernanda mais na produção e eu na administração e também na torra do café, que é feita neste ‘pequeno’ maquinário”.

Para incrementar ainda mais o espaço, os clientes podem levar os cafés para casa, bem como outros produtos disponíveis na charmosa gôndola, como doces e até cachaças.

EXPANDINDO A EMPRESA E INVESTINDO NUM BOM BANHEIRO

Quando abriu a empresa em São José, um dos sonhos de Rodrigo era expandi-la, inclusive tranforma-la em uma franquia. E Mococa não foi escolhida por acaso para receber a primeira filial. “Estudamos a cidade por meses neste ramo de cafeterias e sentimos que o público merecia alguma coisa diferente, assim como aconteceu aqui em Rio Pardo, pois muitos mocoquenses vinham aqui somente para visitar o Senhor Espresso. Além disso, investimos na estrutura de um espaço que poucos comerciantes valorizam em seus estabelecimentos: o banheiro”, contou Rodrigo.

Como seu público, tanto rio-pardense, quanto mocoquense, é feminino, com idade entre 25 e 55 anos, Rodrigo fez questão de manter um baheiro nos padrões do próprio Senhor Espresso. “Mulheres gostam de banheiro e quando se deparam com um limpo de verdade automaticamente associam esse cuidado às demais dependências da empresa. É um marketing quase que gratuito e que funciona, pois quantas vezes já fomos em estabelecimentos no ramo de alimentação onde nem banheiros tinham. Tratando-se do público feminino, se isso acontecer, corre-se grande risco de perder a clientela. E, sim, por causa de um banheiro! Não adianta você ter o melhor atendimento, sabor, se o seu banheiro for péssimo”.

Para o futuro, Rodrigo não desistiu da ideia da franquia. “Mas, neste momento, nosso foco está em São José e principalmente Mococa. Daqui um ano, um ano e meio acredito que tenhamos novidades”, concluiu.

As fotos abaixo retratam detalhes do charmoso Senhor Espresso em Mococa

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br