Saúde: Juliana Flausino destaca ações frente à Covid-19 e Dengue

http://www.minhasaojose.com.br

Ciente da responsabilidade da Pasta, nova Secretária Municipal de Saúde, disse que conta com o apoio de sua equipe e população

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

Nomeada faz algumas semanas, a nova secretária municipal de Saúde, Juliana Flausino, assumiu a pasta frente a dois grandes desafios: a pandemia do Novo Coronavírus e a epidemia de Dengue na cidade. Com uma experiência de mais de duas décadas na área, sendo seis anos dedicados à Coordenadoria das ESFs, ela está encarando a nomeação com muita motivação, porém destacou que é um momento novo e de muita mudança na Saúde, não apenas no âmbito municipal, mas mundial, devido à Covid-19.

Durante a entrevista, Juliana também falou sobre as ações de combate à Dengue, outra doença que preocupa o município, já que neste ano os números de casos positivos estão bem acima do que era esperado. “Inclusive, essas ações para eliminação de criadouros, trabalhos a campo (casa a casa) e mutirões devem continuar nos meses de inverno”, declarou.

A nova secretária da Saúde disse ainda que São José está com um número de casos positivos relativamente baixo de Covid-19 frente a outros municípios, porém, medidas de prevenção precisam continuar, como o isolamento social e a higienização pessoal.

Ela explicou como a Saúde Municipal promove o monitoramento de pacientes positivos que não precisaram de internação, bem como aqueles que estão com sintomas, mas permanecem em isolamento.

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Juliana, gostaria que falasse um pouco dessa nova experiência. Qual está sendo seu maior desafio no momento?

Estou muito motivada e feliz com a indicação ao cargo. Sei da responsabilidade de estar à frente da secretaria da saúde, mesmo após 20 anos de experiência na área. Estamos enfrentando um momento de mudança por conta da Pandemia e resolvendo muitas coisas de maneira imediata, inclusive com relação à Covid-19, que necessitam de ações rápidas. Neste sentido estou tendo apoio de minha equipe e também da população.

Quantos profissionais a Saúde Municipal possui hoje sob sua coordenação?

Em torno de 600 profissionais, sendo funcionários estatutários, seletistas, credenciados, contratados (médicos, por exemplo), servidores terceirizados e aqueles que prestam serviço no Laboratório e áreas como Imagem e Diagnóstico.

Sobre a Dengue, quais ações de combate estão sendo realizadas e elas continuarão nos meses de inverno?

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses está passando por um processo de estruturação, que compreende a capacitação dos agentes para um trabalho a campo mais efetivo, além dos mutirões de limpeza, que têm o intuito de eliminar os criadouros do mosquito Aedes Aegypti. As ações que já vínhamos desempenhando desde o início do ano serão mantidas nos meses de inverno, pois a Dengue está apresentando características diferentes ano a ano.

Os casos positivos da doença estão dentro do que era esperado para esse ano, apesar de o município já enfrentar uma epidemia?

Os números de casos não estão dentro do que era esperado, mesmo sabendo que esse ano os números seriam diferentes de 2019. Entretanto, eles estão bem acima do que a Saúde estava considerando para o primeiro semestre.

Sobre a Covid-19, gostaria que esclarecesse uma dúvida: Todos os pacientes internados que aparecem no quadro publicado diariamente pela V.E. são positivos de Covid-19?

Geralmente quando o paciente está internado ele será submetido a exame para o diagnóstico de Coronavírus, pois só são submetidos ao teste os casos graves e essa comprovação é somente por meio do exame. Portanto, não é porque está internado que já está com diagnóstico fechado de Covid-19. Nestes casos de internação, esse paciente aguardará o resultado do exame ou a melhora do quadro que apresenta. Já tivemos casos de internação que testaram positivo e também aqueles que testaram negativo para o Coronavírus.

Como é realizado o monitoramento de casos confirmados, mas que não necessitaram de internação e suspeitos?

Quando a pessoa é suspeita de Covid-19, mas apresenta um quadro com sintomas leves, ela permanecerá sob isolamento domiciliar, assim como os casos positivos que não precisaram de internação. Esse monitoramento é realizado por uma equipe de saúde da área mais próxima onde esse paciente reside, que entra em contato, via telefone, com o mesmo para saber como está a evolução ou não dos sintomas ou se esse paciente apresentou algum novo sintoma. Esse acompanhamento domiciliar é muito importante e está sendo realizado por telefone por meio de nossas equipes de saúde.

A Saúde Municipal recebeu testes rápidos para a Covid-19? Eles já estão sendo aplicados?
Sim, recebemos testes rápidos, porém insuficientes, então, seguimos o protocolo do Ministério da Saúde, para pacientes classificados como graves e profissionais de saúde. O teste é muito específico, pode dar falso negativo e só pode ser colhido a partir do 8 dia de sintomas

Já se pode dizer que há pacientes positivos que estão recuperados no município?

Sim. Pelo menos 7 pacientes já estão recuperados.

As medidas de isolamento estão sendo eficazes? Quais os principais cuidados que ainda temos que tomar além do isolamento social?

Sim, essas medidas estão sendo muito eficazes visto o número de pacientes positivos aqui em São José comparados à região. E isso se deve ao isolamento social, o qual a população está colaborando, bem como às demais medidas de prevenção como uso de máscaras. A tomada antecipada dessas medidas pelo município também fez e está fazendo a diferença de forma positiva. Entretanto, ainda não é momento deixarmos de lado tudo isso. O isolamento social é fundamental, bem como a higienização pessoal, principalmente das mãos com água e sabão, o uso do álcool gel, e, claro, evitar tocar a boca, os olhos e o nariz. Para isso contamos sempre com a colaboração da população, que também se viu preocupada diante do panorama mundial da doença e está, de maneira geral, colaborando com as medidas de prevenção.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br