Na Câmara: Confira alguns assuntos abordados pelos vereadores nesta semana

http://www.minhasaojose.com.br

Durante a 12ª Sessão Ordinária da Câmara, realizada na tarde de terça-feira, dia 12 de abril, os vereadores destacaram alguns assuntos em plenário, que foram temas de suas proposituras, principalmente encaminhadas ao Executivo Municipal.

O vereador Antônio José Quessada Neto solicitou à Prefeitura  informações sobre Comunicado da Secretaria Municipal de Educação referente a animais domésticos, o qual proíbe a manutenção/criação dos mesmos no perímetro escolar. Ele questionou se o Executivo Municipal entende que a matéria poderia ser regulamentada pela secretaria específica, dentro das normas vigentes, bem como apreciação pela Câmara.

Já a vereadora Lúcia Libânio solicitou ao prefeito informações sobre o CAE – Conselho de Alimentação Escolar, questionando sobre a lista de convidados a participar do Conselho, cópia do edital, cópia da ata relativa à reunião, datas de publicações do edital, entre outras informações.

A vereadora também solicitou ao CAE as datas de visitas feitas no ano de 2021 até o momento e a cópia das atas elaboradas de 2020 até o momento, justificando as proposituras à função fiscalizadora que compete ao vereador.

As obras do Canil Municipal, bem como as manutenções na Escola Municipal Profª Zélia Maria Zanetti foram temas de requerimentos do vereador Eduardo Ramos ao Executivo. Ele questionou os motivos que concorrem para as paralisações nas obras em ambos locais.

O vereador Moraci Bállico direcionou diversas indicações à SAERP para reparos em vazamentos de água, entre eles na rua Estevão, no bairro João de Souza, na rua Padre Paulo, na Vila Brasil, na rua Carlos Botelho e avenida Independência, na região central. Os pedidos foram para atender a demanda de moradores desses locais.

Os alunos em situação de vulnerabilidade social foi tema de requerimentos da vereadora Thais Nogueira, que foram direcionados às escolas públicas municipais, bem como à Secretaria Municipal de Assistência e Inclusão Social. Ela questionou quais são os procedimentos adotados quando da verificação da possível situação de vulnerabilidade destas crianças e adolescentes.

As multas aplicadas no trânsito foram temas de indagações do vereador Paulo Sérgio Rodrigues ao Executivo Municipal. Ele questionou quais são os trâmites sobre as mesmas, já que alguns condutores que foram multados no município reclamaram que já efetuaram o pagamento das multas, porém o setor responsável ainda não deu baixa, o que os prejudica, pois ficam impedidos de realizarem vários serviços, como transferências, por exemplo. Um dos condutores relatou ao vereador que pagou uma multa em 8 de março, mas até o final da semana passada sua dívida ainda constava aberta no Detran como não quitada.

O vereador Henrique Torres, em uma de suas proposituras, solicitou à empresa Dohler informações sobre o encerramento das atividades da fábrica no município. Entre os questionamentos, ele indagou se foi feita alguma reunião este ano com autoridades com o intuito de evitar o fechamento da empresa; se foi solicitado, por parte da empresa, algum incentivo para manter as atividades; se há possibilidade que dependa das autoridades locais que faça a empresa voltar atrás na decisão de encerrar as atividades e se já foram feitos acordos com os sindicatos para amenizar os prejuízos dos cerca de 200 colaboradores que perderão seus empregos.

A instalação de mais lixeiras na Praça Barão do Rio Branco, entre outras praças, foi tema de indicação do vereador Gabriel Navega ao Executivo Municipal. Ele observou que em dias de eventos de maior porte, como o que ocorreu no último final de semana, as lixeiras existentes não suportam a demanda e, muitas vezes, o lixo fica amontoado próximo a elas ou esparramados pelo gramado da praça – situação que também foi relatada por munícipes que frequentam o espaço.

Moradores da rua João Bergamasco, no bairro Santo Antônio procuraram o vereador Pedro Giantomassi e relataram a situação de um terreno que, segundo eles, está com mato muito alto e contribuindo à proliferação de animais peçonhentos como escorpiões, aranhas e até cobras, conforme foto enviada por um dos munícipes. O vereador sugeriu à Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente que efetue a limpeza urgente do espaço, que fica próximo ao nº 145 daquela rua.

Para finalizar, o vereador professor Rafael Kocian solicitou informações ao Executivo Municipal sobre o tíquete alimentação dos servidores públicos municipais, indagando sobre quais são os estabelecimentos credenciados para receber o tíquete; se há reclamações formalizadas junto à Prefeitura por parte de estabelecimentos comerciais por falta ou dificuldade de recebimento à empresa contratada, e quantos e quais são esses estabelecimentos. O vereador justificou a propositura para atender demanda de questionamentos de alguns servidores e estabelecimentos comerciais da cidade.

Texto e fotos: Natália Tiezzi – Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br