Lavanderia da Santa Casa: Equipe cuida da lavagem de 550 quilos de roupas por dia

http://www.minhasaojose.com.br
Parte dos 11 colaboradores que trabalham na área, coordenados pela Irmã Maria Helena Silva

Reportagem, texto e fotos: Natália Tiezzi

Você, internauta, já se perguntou ou teve a curiosidade em saber como aqueles lençóis e demais peças que compõem o enxoval da Santa Casa são lavados, tudo para chegar aos diversos setores sempre limpos e desinfectados?

Nossa matéria especial de hoje contará um pouco do dia-a-dia da Lavanderia do hospital, uma das áreas onde o trabalho não pode parar e deve ser realizado com muita dedicação e atenção, características essenciais de uma equipe formada por 11 colaboradores, a qual também homenageamos nesta reportagem.

Atualmente, a Lavanderia é coordenada pela Irmã Maria Helena Silva. Ela afirmou que cerca de 550 a 600 quilos de roupas são lavados todos os dias, o que inclui os enxovais e vestimentas especiais, além dos chamados ‘laps’, compostos por campos (panos), aventais, compressas. “Somente de campos cirúrgicos realizamos a lavagem e desinfecção de cerca de 150 por dia”, destacou a Irmã.

A área onde funciona a Lavanderia também passou por reformas nos últimos anos. Ela está mais ampla, com nova estrutura. “A Lavanderia se divide basicamente em ‘área suja’, distinta do restante do espaço, onde todas as roupas são pesadas e separadas para a lavagem. Após essa etapa, a roupa, já lavada, é passada à ‘área limpa’, na lavanderia de barreira, onde a roupa passa pela centrífuga/calandra”, explicou Maria Helena.

Para realizar a lavagem nenhum colaborador manuseia os produtos químicos, que são apropriados para cada setor e tipo de roupa a ser lavada. “Os produtos químicos são dispensados por dosadores, com a quantidade exata para cada tipo de lavagem e sem nenhum contato manual da equipe. Além de proteger a saúde dos colaboradores, evitando possíveis acidentes, os dosadores também evitam o desperdício de produtos, que tem um custo bem elevado. Hoje a Lavanderia trabalha com o que há de melhor com relação à lavagem e desinfecção. Isso é cuidado e respeito, não apenas com os pacientes, mas com toda a equipe de profissionais do hospital”, destacou a coordenadora.

Depois de todas as etapas de lavagem e secagem, as roupas são dispensadas aos setores, entre eles o Centro Cirúrgico, Maternidade. Neste caso, as mesmas são separadas por Kits, compostos de camisa e calça, utilizados pelos médicos e enfermeiros, que também são separados por tamanho. “Aqui trabalhamos com cores para também facilitar a dispensa das roupas. Cada cor é correspondente a um setor. Portanto não há mistura de roupas e não há dispensa para setor errado, nem mesmo perda de peças. É um trabalho que exige muita atenção e cuidado. Tudo que é lavado e dispensado por aqui é anotado e verificado diariamente. O controle é minucioso”.

Colaboradores não têm contato com produtos químicos: tudo é feito por meio de dosadores para evitar acidentes e desperdício

O DIA A DIA: ORAÇÃO, MUITO TRABALHO E GRATIDÃO

Antes de começar as atividades diárias na Lavanderia, a Irmã reúne os colaboradores para um momento de oração. Após, cada colaborador vai para sua área, numa rotina que mistura muito trabalho, mas também gratidão.

Abaixo, o depoimentos de alguns colaboradores.

“Temos uma boa estrutura e agora tudo é com dosador. Antigamente era manual, mais difícil e arriscado de fazer. Vemos o empenho da Santa Casa em melhorar sempre esse setor, o qual tenho muito orgulho em colaborar” – Sônia Ferian Schiavon – 25 anos no setor.

“A equipe é muito boa e é uma satisfação trabalhar aqui. Tudo é feito com muita segurança, trabalhamos com EPIs, enfim, gosto muito do que faço, porque sei que também colaboro com os pacientes”, Paulo Alexandre Cipriano – 4 anos no setor.

“Gosto muito do meu trabalho e faço com muito amor. Esse setor é nossa vida e nos empenhamos sempre a fazer o melhor entre nós e para todos no hospital” – Reginaldo Fernandes – 5 anos no setor.

Sala de costura: pequenos reparos sendo realizados pela colaboradora

“Aprendi e ainda aprendo muita coisa aqui. É um setor muito especial para mim. Trabalhamos com muito amor e dedicação, pois sabemos de nossa responsabilidade nesta área”, Tânia de Pauli – 9 anos no setor.

“Trabalhar com amor é essencial aqui. Além disso tem que gostar do que faz. Graças a Deus gosto muito do meu trabalho. Já ensinei e aprendi muita coisa, que também levo daqui para a vida”, Beatriz Silva, 2 anos e meio no setor.

Ao final da entrevista, Irmã Maria Helena agradeceu a todos os colaboradores. “Essa é uma equipe muito empenhada, dedicada e comprometida, e não podia ser diferente. Roupa limpa, bem cuidada e desinfectada também contribui para uma boa recuperação dos pacientes, bem como é essencial para o desempenho das atividades pelos profissionais da Saúde”, concluiu.

União: antes das atividades diárias, equipe se reúne em oração na Lavanderia

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br