FAZENDO A DIFERENÇA

http://www.minhasaojose.com.br

Voluntário arrecada cestas básicas e brinquedos para famílias carentes

Tornar o Natal de muitas pessoas um pouco mais digno e feliz. Com esse intuito o rio-pardense Gabriel Navega está promovendo um campanha de arrecadação de alimentos (cestas básicas) e brinquedos, que serão doados às famílias carentes de São José.

“Já recebi cerca de 300 pedidos de cestas básicas, mas, infelizmente, não vou conseguir atender a todos. Porém quero, mesmo assim, deixar uma família, uma criança mais contente neste Natal”, disse Navega.

Quem quiser ajuda-lo neste projeto cidadão e solidário, basta entregar os alimentos e, principalmente, brinquedos (novos ou em bom estado), à rua Luiz Spessotto, 455, no bairro João de Souza, no período da manhã ou após às 17h00, até sábado, dia 22.

“Domingo, dia 23, farei a entrega dos brinquedos e também balas às crianças, além das cestas básicas”, afirmou.

AJUDA AO PRÓXIMO: RETRIBUIÇÃO

Há seis anos, Navega já fez a diferença na vida de inúmeras famílias e pessoas carentes aqui da cidade. Aos 36 anos, ele viu no voluntariado uma forma de retribuir toda a ajuda que, um dia, também já recebeu na vida.

“Comecei todo esse trabalho voluntário em 2012, quando passei a me vestir de Papai Noel e visitar as creches distribuindo balas às crianças. A partir daí passei a receber inúmeros pedidos de pessoas que estavam passando por alguma necessidade básica, principalmente comida. Ajudar aos que realmente precisam foi uma forma de retribuir toda a ajuda que já tive na minha vida, principalmente vinda de minha mãe e minha avó, que, aliás, também sempre tiveram esse lado solidário com o próximo”, contou.

Gabriel tentava ajudar como podia: arrecadando alimentos ou tentando conseguir até mesmo eletrodomésticos para quem, aflito, lhe pedia ajuda. As redes sociais foram as principais ferramentas para o voluntário fazer as campanhas de arrecadação. “Me orgulho muito de ter ajudado cada uma dessas pessoas. Infelizmente não pude atender a todos os pedidos, mas continuei fazendo o que podia por essa população mais necessitada. Vejo isso como uma missão mesmo”.

SOLIDARIEDADE RIO PARDO

Os pedidos de ajuda tomaram uma grande proporção e Gabriel teve a idéia de criar um grupo de pessoas que pudesse ajuda-lo nesta linda missão. Assim aconteceu o ‘Solidariedade Rio Pardo’. “Além de tentar atender aos pedidos que chegavam de toda parte, o Grupo passou a levar comida para moradores de rua. Arrecadávamos os alimentos e preparávamos conforme o que recebíamos, mas a maioria das vezes servíamos sopas aos moradores de rua”.

Inclusive, a esposa de Gabriel, Mariana Risso Morelli, também é voluntária no Grupo. “Mariana é minha parceira até no voluntariado. Ela sempre me deu muita força e ajuda muito o Solidariedade”.

Atualmente, por questões de horário profissional, Gabriel já não faz parte do Grupo. “Mas a equipe é formada por pessoas muito boas e determinadas, que me enchem de orgulho e, graças a Deus, o trabalho voluntário continua”, concluiu.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br