Ensaio Sensual: Luana De Martini desmistifica as fotos e quebra ‘padrões de beleza’

http://www.minhasaojose.com.br
A fotógrafa também contou um pouco de sua carreira e da paixão pelas fotografia, que começou ainda na infância

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Os Ensaios Sensuais ou Ensaio Boudoir são tendências na fotografia e, embora muita gente ainda ‘torça o nariz’ a eles, principalmente por desconhece-los, eles são bem democráticos: podem ser feitos por mulheres, mas também por homens que buscam bom gosto, originalidade e personalidade nas poses. E engana-se quem imagina que eles sejam voltados apenas para as pessoas  esbeltas, aquelas tidas como ‘padrões’ de beleza. Ao contrário: “a idéia é desmistificar que fotografia sensual só pode fazer quem é magro ou que ela se baseia em fotos nuas. Não é nem uma coisa e nem outra!”, destacou a fotógrafa Luana De Martini, que está apostando neste tipo de ensaio até para quebrar tabus.

Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, ela contou detalhes de como é realizado o Ensaio Boudoir que, segundo ela, “as mulheres e homens deveriam passar por essa experiência principalmente porque aumenta a autoestima, despertando sensualidade e, claro, fazendo com que a pessoa fotografada tenha um momento único de bem estar”.

Luana, que é graduada em Publicidade e Propaganda, também falou de sua paixão pela fotografia, área que atua há nove anos e destacou alguns de seus trabalhos favoritos, o que inclui ensaio de gestantes, partos e um pré wedding de um casal homoafetivo, o qual ela descreve como um dos mais bonitos que já fez em sua trajetória profissional.

Confira, abaixo, a entrevista, que começa destacando o trabalho de Luana com a fotografia e depois os Ensaios Sensuais.

Fugindo dos ‘padrões’ midiáticos e quebrando tabus, um exemplo clássico de Ensaio Boudoir (créditos: Victoria BC Boudoir)

Luana, como surgiu essa paixão pela fotografia e o que você mais costuma fotografar?

Minha paixão começou quando eu era criança ao visitar um zoológico com a escola. Era também a minha primeira viagem “sozinha”, eu tinha uns nove anos de idade e foi lá que usei pela primeira vez uma câmera. As máquinas ainda eram analógicas, ou seja, equipamentos que usavam filmes, não existindo ainda essa praticidade que atualmente temos com as câmeras digitais, com as quais tudo é muito instantâneo. Meu amor pela fotografia começou quando registrava um momento feliz como este e tinha que esperar muito tempo para saber o resultado da foto, Isso para mim era uma poesia, existia certa beleza em esperar para ver, aquele suspense que demorava dias e talvez meses, porque também era caro revelar. Lembro-me de quando meu pai chegava com as fotos no envelope, já prontas. Era uma alegria, um retorno aos momentos de felicidade registrados para sempre em um pedaço de papel. Hoje, profissionalmente, fotografo de tudo: ensaio infantis, ensaios femininos, de casais, aniversários, casamentos, esportes, eventos em geral.

Há algo que você mais goste de fotografar?

Cada estilo de foto tem sua beleza. Eu amo a fotografia em geral, mas tenho um carinho especial por grávidas. Acho um momento muito importante para mulher, existe uma beleza ali, um amor puro, uma magia em torno das gestantes, que é realçada nas fotos. Também adoro fotografar tudo sobre o universo feminino e seus desafios históricos, como por exemplo, o ensaio Boudoir, que quebra um pouco a barreira do machismo estrutural e dá certa liberdade e poder às mulheres através da arte. Tudo o que tem uma história por trás das fotos ou que promove a representatividade dos grupos socialmente discriminados também é sempre um prazer registrar. Um exemplo disso foi um ensaio Pré Wedding que fiz de um casal homoafetivo.

O que é o Ensaio Boudoir? Qual o objetivo de oferecer esse tipo de ensaio às mulheres e também aos homens?

O boudoir é um ensaio sensual e essa palavra tem origem francesa que significa “quarto de mulher”, referindo-se ao local onde as mulheres no passado se arrumavam após o banho. O conceito desse tipo de fotografia é muito relacionado a momentos de intimidade feminina, que inspiram uma série de ensaios lindos e cheios de personalidade. A essência deste tipo de trabalho tem como mensagem principal que toda mulher tem uma beleza única. É importante ressaltar que um ensaio sensual não é necessariamente sinônimo de fotos nuas. Pode ter ou não a nudez presente, mas sempre respeitando os limites e os desejos de cada mulher a ser fotografada. É um trabalho disposto a valorizar a sensualidade da mulher, de uma forma delicada, artística e profissional. Os homens também podem fazer ensaio sensual, pois é uma arte aberta a todos.

Onde é realizado um Ensaio Boudoir e a partir de que idade ele pode ser feito?

Não existe um local específico para acontecer o ensaio. Geralmente ele é feito no próprio quarto da mulher, mas não é uma regra. A pessoa geralmente indica o local de desejo a ser realizado.Um ensaio sensual pode ser feito por qualquer mulher ou homem, em qualquer idade acima de 18 anos. Inclusive por aquelas que se consideram tímidas ou acham que não estão com o “corpo legal”.

Como fotógrafa, você ainda nota receio por parte das mulheres que não gostam de fotografar porque ‘fogem’ ao padrão de beleza?

Eu nasci nos anos 1990, onde já existia o famoso padrão de beleza. A mídia enaltecia como uma mulher deveria se portar perante a sociedade, as dicas para conquistar um marido e ser a dona de casa perfeita, qual o tipo de corpo ela deveria ter para ser considerada atraente ou ter um corpo perfeito, o que significa que ainda havia uma série de mensagens machistas que não trazia benefício nenhum para quem lia. Hoje em dia, em tempos de exposição e com a chegada das redes sociais, isso se agravou ainda mais, dando espaço para as dietas malucas e a busca de uma perfeição impossível de ser alcançada, criando um mundo “paralelo” onde todos são felizes e não possuem defeitos. Muitos preconceitos ainda estão enraizados de modo geral. Essa “veneração” às mulheres aparentemente perfeitas vem, na verdade, de anos, em que a sociedade sempre teve como referência “mulheres capa de revista”. Então por mais desconstruída que a pessoa se considere, sempre vai ter uma insegurança presente, uma herança ruim que recebemos com o passar dos anos.

Um dos ensaios mais bonitos que Luana já fez, do casal Camila e Marina

Como as mulheres podem enfrentar esse receio, medo, vergonha na hora de fazer uma fotografia, inclusive um Ensaio Sensual?

É um processo de desconstrução e está muito ligada a autoestima da mulher. Eu acredito que fazer um ensaio sensual, mesmo se você é alta, baixa, se está acima ou abaixo do peso, é uma maneira de redescobrir sua beleza, de empoderamento e também de entender, de uma vez por todas, que ninguém deve seguir padrões impostos pela sociedade. Cada mulher tem uma beleza única e não deve ser comparada. Mesmo com todos os receios, temos que lembrar que é um trabalho feito por um profissional, que está preparado para orientar os melhores ângulos e auxiliar para que a mulher se sinta o mais confortável possível, respeitando todos os limites de quem está sendo fotografado.

Para você, como fotógrafa, o que é um padrão de beleza?

A palavra padrão já me deixa muito desconfortável. Eu adoro a diversidade, o diferente, a liberdade. O momento em que mais sofri na vida foi quando escrevi o meu trabalho de conclusão de curso (TCC), que exigia todo um padrão proposto pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e que tinha que ser seguido. Até entendo a necessidade de existir um padrão em documentos, mas isso não se aplica às pessoas. As pessoas têm histórias de vida, culturas, formas, corpos, genética e DNA diferentes e aplicar um padrão a tudo isso não faz o menor sentido. Se eu tivesse que definir o que acho bonito, seria pessoas livres que lutam todos os dias para sobreviver em uma sociedade machista, homofóbica, preconceituosa, que apesar de todos os desafios, ainda conseguem sorrir e encarar os problemas do dia a dia.

Nesta quase uma década de carreira, qual foi o momento mais emocionante/marcante que vivenciou?

Foram muitos momentos! O ensaio de casamento de duas amigas queridas, que se mostraram inseguras com as fotos, por ser um casal homoafetivo, em uma cidade pequena como S.J.Rio Pardo. No início não íamos divulgar as fotos, mas no final do ensaio ficou uma coisa tão linda, tão única e verdadeira, que todos os envolvidos concordaram em tornar público aquele momento de amor. E teve uma repercussão muito bonita e cheia de carinho. O ensaio teve um bombardeio de elogios e acredito que quebrou um tabu. O amor venceu no final e isso me deixou muito feliz. Outro momento especial foi registrar o nascimento do meu sobrinho Mathias. Eu estava tão nervosa que apertar o botão da câmera foi um desafio, de tanta ‘tremedeira’ e amor que senti naquele momento. Mesmo com o nervosismo, as fotos ficaram incríveis!

Qual é o seu diferencial na fotografia aqui em São José?

Os profissionais da cidade são muito talentosos! Acho incrível poder trocar ideias e experiências quando tenho oportunidade, afinal, o sol brilha para todos e é sempre enriquecedor aprender mais e ter essa troca. O meu diferencial é que, além de fotógrafa, também sou publicitária, o que facilita a criação de conteúdos nas redes sociais, como a criação de vídeos e da divulgação dos serviços de forma personalizada. Não existe certo e errado na fotografia. O que existe são estilos diferentes e tem público para todos os fotógrafos, afinal, os gostos não seguem padrão nenhum. Ainda bem! A arte é incrível por isso!

Luana também gosta muito de fotografar gestantes. Este foi um dos ensaios que produziu, sempre com muito respeito às grávidas e originalidade

Para quem quiser conhecer mais sobre o Ensaio Sensual ou Boudoir, siga Luana nas redes sociais: Instagram: @luanademartinifotografia, Facebook: facebook.com/luanademartinifotografia, Youtube: Luana de Martini Fotografia e confira as fotos abaixo

Originais e sem vulgaridade: Assim são os ensaios sensuais propostos por Luana (crédito: Lari Dias)
O Boudoir objetiva mostrar muito além do corpo da mulher, mas quebrar tabus, enaltecendo a beleza da alma feminina (créditos: Rose Pauli Ensaios Fotográficos)
Além da modelo, há todo um cenário, que pode ser o próprio quarto, para a realização do Ensaio Boudoir, que também proporciona um contexto sensual às imagens (créditos: Lari Dias)

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br