“É tempo de cuidar de nossas vidas e uns dos outros”, afirma o Padre Rogério Moreira

http://www.minhasaojose.com.br

O www.minhasaojose.com.br entrevistou o Padre Rogério Moreira para saber se existe uma visão da Igreja Católica para essa pandemia que está assolando o mundo. Muitas coisas que envolvem a religião são ditas em tempos onde as pessoas, muitas vezes, se sentem impotentes, preocupadas e temerosas, como está acontecendo neste momento.

Além dessa questão, Padre Rogério destacou como podemos enfrentar essa situação conforme as próprias Leis de Deus, a importância da oração e o que esse ‘confinamento’ domiciliar pode nos ensinar.

“Agora é tempo de cuidar de nossas vidas, preciosidade que vem de Deus, e cuidar uns dos outros”, afirmou. Confira, abaixo, a entrevista na íntegra, realizada via whatsapp.

Padre Rogério, qual a visão da Igreja sobre tudo isso que está acontecendo no mundo com essa Pandemia?

Padre Rogério Moreira: A Igreja de Jesus tem por objetivo cuidar da vida, de uma forma plena. Por várias vezes encontramos, nas passagens dos Evangelhos, Jesus restaurando a vida dos mais necessitados, curando as enfermidades e dando dignidade social àqueles que eram excluídos da sociedade. Tudo isso, através da fé, elo de ligação dos filhos de Deus com o Criador, nos mostrando que Ele age em nossas vidas em plenitude. O Eclesiastes, livro do Antigo Testamento, nos diz que existe um tempo para cada coisa. Assim, entendemos que agora é tempo de cuidar de nossas vidas, preciosidade que vem de Deus, e cuidar uns dos outros. De encontro com o que estamos vivendo, a Campanha da Fraternidade deste ano tem como lema “viu, sentiu compaixão e cuidou dele”, extraído da passagem do “Bom Samaritano”. De que forma podemos então encarnar esta palavra em nossas vidas, se somos incentivados a viver o distanciamento social? A resposta é simples: Primeiramente colocando em prática as exigências dos poderes públicos e da Igreja, e somado a isso, mesmo cada um em seu lar, podemos rezar uns pelos outros e para que tudo isso passe o mais rápido possível, sem grandes danos. A oração é a via de contato mais perfeita que temos com Deus, e neste tempo, ela se torna essencial para nós que buscamos ser bons cristãos. Desta forma, assim como Jesus, estaremos cuidando da vida, a vida em plenitude.

Diante da situação, muitos dizem que essa doença poderia ser ‘castigo’ de Deus. Como podemos enfrentar tudo isso conforme as leis de Deus?

Temos que ter muito ciente em nós que Deus não castiga, não condena ninguém. Esta pergunta me fez lembrar do cego de nascença, presente no Evangelho de ontem, Quarto Domingo da Quaresma. Os discípulos de Jesus vão perguntar as causas de sua cegueira, se era resultado de seus pecados ou dos pecados de seus pais. Jesus, em sua autoridade divina, deixa claro, que não há culpados para o fato, isso acontece para que as obras de Deus se manifeste em sua vida.

Acreditemos, portanto, que tudo isso é para que Deus se manifeste em nossa sociedade, na Igreja, em cada um de nós.

Enfrentaremos tudo isso na fidelidade a Deus, trazendo cada vez mais Ele para o Seu verdadeiro lugar, como centro de nossa existência!

Qual a importância da oração neste momento?

Em 1 Tessalonicenses, livro do Novo Tratamento, nos é orientado ‘orai sem cessar’. Isso significa que não é apenas nos tempos de tribulação que devemos ter contato com Deus através da oração, é uma prática que deve sempre estar presente na vida do cristão. Muitas vezes encontramos pessoas com uma fé comercial, vai ao encontro de Deus apenas quando tem uma dificuldade, caso contrário vive uma fé morna.

Rezar não significa que tudo vai ser como planejamos, mas sim, que, mesmo em meio aos desafios da vida, Deus sempre se faz presente, nos sustentado na caminhada. Orar sem cessar é ter um coração voltado para Deus e para as coisas Deus, ter consciência de sua presença e convidá-lo a participar de nossas vidas.

O que esse ‘confinamento’ domiciliar pode nos ensinar?

Para tudo existe um propósito divino! Creio que este distanciamento social vai nos ajudar a parar um pouco e enxergar o tempo, pois em meio à correria frenética do dia a dia não percebemos, na essência, o que estamos vivendo!

Será uma oportunidade para convivermos com os familiares e refletir sobre o dom mais precioso que Deus nos deu, nossa vida! E porque não um tempo para termos mais contato com Deus? Não há motivos para desespero. A palavra de ordem é prevenção e equilíbrio! Como não sabemos ao certo quanto tempo isso vai durar, vamos viver cada dia como se fosse a única oportunidade que Deus nos dá para viver bem!

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br