Construção do Hospital da Unimed entra na fase de acabamento

http://www.minhasaojose.com.br
Diretoria reuniu a imprensa local para informar detalhes da obra, cuja previsão é que esteja concluída em junho de 2021

Texto: Natália Tiezzi Manetta. Fotos: Leandro Manetta

A Diretoria da Unimed Rio Pardo reuniu a imprensa local na manhã de sábado, 21, para informar sobre o andamento da construção do hospital da cooperativa médica. A reunião aconteceu na própria obra, onde os presentes puderam acompanhar in loco as explicações relatadas pelo Presidente e médico Edmilson Rocha de Souza.

Além dele, também estiveram presentes ao encontro os médicos Roberto Penhalbel e Hamilton Torres, que fazem parte da Diretoria, colaboradores do setor administrativo e a assessoria de imprensa da Unimed.

“As obras, que tiveram início em 2014, estão entrando na fase de acabamento e a previsão é que a construção esteja concluída em meados de 2021, para que o hospital comece a funcionar no mês de junho daquele ano”, disse o presidente.

Ele ressaltou que sejam investidos R$ 25 milhões na totalidade da obra, sendo que desta quantia a Unimed já investiu R$ 7 milhões (recursos próprios). “Estamos pleiteando um financiamento de R$ 12 milhões para investimento nesta fase de acabamento, bem como para aquisição da aparelhagem do hospital, que contará com uma área construída de 16 mil metros quadrados, 12 alas e 85 leitos”, explicou Edmilson.

O médico também destacou algumas exclusividades do hospital como uma área exclusiva para Pronto Atendimento; ala da maternidade, que contará com um quarto somente para partos normais; área de 300 metros quadrados para abrigar aparelho de Ressonância Magnética; área exclusiva para acesso de colaboradores, sendo que prestadores de serviço, inclusive carga e descarga, terão acesso por uma rua lateral ao hospital. “O prédio contará ainda com três reservatórios de água, sendo um exclusivo para o Corpo de Bombeiros, conforme exigências, sistema de aquecimento solar, bem como será construída uma área para tratamento de esgoto dos resíduos do hospital. O prédio também contará com captação de água da chuva para manutenção externa (jardins, etc), além de uma farmácia para suprir as necessidades hospitalares”.

Edmilson salientou que mesmo com a construção do hospital, a Unimed manterá seu convênio com a Santa Casa.

ESPAÇO TAMBÉM ABRIGARÁ CENTROS DA UNIMED

O espaço que compreenderá o hospital também abrigará Centros da Unimed, o que facilitará os atendimentos dos beneficiários, já que boa parte dos serviços será concentrando no mesmo local. A previsão é que sejam deslocados para a área a Oncologia Clínica, o Centro de Referência (CRU), Ambulatório de Quimioterapia, o Centro de Especialidades (CEU) e o Centro de Diagnóstico por Imagem. As demais dependências, como a Sede Admistrativa, por exemplo, ainda estão sendo estudadas para possíveis mudanças.

Apenas a Farmácia e o Laboratório devem continuar no mesmo local, sendo à rua Campos Sales e rua Rui Barbosa, respectivamente.

GERAÇÃO DE EMPREGOS

A construção do hospital da Unimed está sendo realizada pela Morar Construtura, que é especializada em obras hospitalares. Boa parte da mão de obra é formada por rio-pardenses, que foi contatrada por meio da construtora. “Também demos prioridade ao comércio local para aquisição de materiais”, disse o presidente.

Com relação à geração de emprego, Edmilson disse que atualmente a Unimed conta com 150 colaboradores e que este número tenderá a aumentar após a conclusão das obras no hospital, porém não há um número exato de contratações.

Ao final do encontro e apresentação das instalações do hospital, a diretoria da Unimed ofereceu um churrasco aos presentes.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br