Chocolates na Páscoa: De portas fechadas, mas de coração muito mais aberto

http://www.minhasaojose.com.br

Mariana Giantomassi Della Torre, empresária da Cacau Show Rio Pardo, se emocionou falando das adaptações na comercialização dos ovos devido à Pandemia

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

A Páscoa, indiscutivelmente, será diferente para todos este ano. Seja do ponto de vista pessoal ou econômico, muita coisa já mudou. E o que dizer das empresas especializadas em chocolate? Este é um dos períodos mais aguardados do ano para garantia de boas vendas, principalmente ovos, mas em 2020 nada será como era antes…

Diante dos novos desafios impostos pela Pandemia, empresários do setor tiveram que reorganizar suas equipes, atendimento e logística para atender à demanda, que relativamente diminuiu em virtude das portas fechadas das lojas, mas que ganhou um novo olhar, uma nova maneira de vivenciar a real essência da Páscoa: a mudança, a reflexão, o renascimento.

Para falar como está enfrentando esse momento, a reportagem entrevistou uma das empresárias do setor, Mariana Giantomassi Della Torre, da Cacau Show Rio Pardo. Ela falou sobre a tristeza de ter que trabalhar a portas fechadas, já que é uma comerciante que vivencia o dia-a-dia junto a seus clientes, das novas adaptações e como o delivery está sendo útil nas últimas semanas.

Mas, o que chamou a atenção nas respostas de Mariana foi a emoção que sentiu ao fazer algumas entregas e notar que, frente a uma Pandemia, muitos sentimentos e tradições, até um pouco esquecidos, voltaram à tona nos lares. Querem saber quais são? Acompanhem a entrevista completa da empresária abaixo.

Mesmo em meio às mudanças e adaptações nas vendas, Mariana falou com carinho das orientações da Cacau Show e do comércio delivery

Mariana, você imaginava que iria passar por uma situação inusitada dessa em pleno período de Páscoa?

Mariana Giantomassi Della Torre: Nunca! Tudo isso que estamos vivendo é muito novo, complicado de se lidar. Conversei com outros comerciantes mais antigos que já passaram por outras crises e isso acaba nos confortando um pouco, pois sabemos que vai passar. O brasileiro, que geralmente está acostumado com imprevistos, inclusive econômicos, acho que nunca imaginou passar por uma Pandemia assim.

Como está lidando, do ponto de vista profissional, com tudo isso?

Um dia de cada vez! A prioridade neste momento é a saúde de nossa equipe de trabalho. Reestruturamos a forma de atendimento para mante-la segura, reforçando as medidas de higiene e tivemos todo o respaldo da Vigilância Sanitária para nos orientar neste sentido. Sempre temos em mente que tudo isso é uma fase e vai passar rápido.

Como está sendo a comercialização de ovos e de chocolates neste ano?

Acho que essa está sendo a parte mais difícil, não do ponto de vista da adaptação às vendas, mas do contato com meus clientes. Gosto de casa cheia e, infelizmente, neste ano não poderei abrir as portas da Cacau Show, a qual considero minha casa, aos meus amigos e clientela. É muito triste não poder recebe-los dentro de casa, mas é necessário que seja assim. Estamos trabalhando apenas com delivery, inclusive na região, por meio do Whatsapp 9-7106-1944 e também pelo e-commerce www.cacaushow.com.br, onde os clientes podem conhecer as novidades, ofertas e tudo que a empresa preparou com muito carinho para essa Páscoa.

Houve algum treinamento específico da Cacau Show para o enfrentamento dessa fase?

Há comunicados diários, além de consultorias, lives com o próprio Alê Costa, proprietário da marca, que nos tranquiliza frente a tudo que está acontecendo e nos orienta a fazer tudo, desde atendimento a entregas, da melhor forma possível.

Equipe que não pára: devidamente protegidas, as meninas da Cacau Show separando as encomendas para a Páscoa

Você acredita que dará para equilibrar as vendas ou terá uma redução na comercialização?

Antes da Pandemia, de acordo com pesquisas, esperávamos um crescimento nas vendas, portanto investi 5% a mais nas compras de chocolate. Entretanto, nas últimas semanas, as mesmas pesquisas apontaram uma redução significativa na intenção de compra. O que fizemos e ainda estamos fazendo foi antecipar as promoções e optamos pelo trabalho no delivery, que está dando bons resultados. São formas que encontramos de pelo menos equalizar as vendas.

Com relação aos preços, eles estão acessíveis? Como estão as formas de pagamento?

O custo benefício da Cacau Show é excelente. Estamos com muitos lançamentos, promoções. Além disso ampliamos o parcelamento em seis pagamentos, com parcela mínima de R$ 30,00.

A loja vai fazer sua campanha solidária este ano? Quais instituições serão beneficiadas?

Essa é a melhor parte de tudo isso! Sim, vamos! Infelizmente não poderei fazer pessoalmente as entregas nas entidades, mas cada uma se encarregou de entregar os ovos no Asilo Lar de Jesus, na Casa Bom Pastor e CEU – Centro Educacional Luce, que são as instituições beneficiadas com a campanha solidária da Cacau Show neste ano.

Para finalizar, você acredita que, mesmo diante de todas as dificuldades que o comércio em geral está passando, há algo de positivo em tudo isso?

Sim, há muita coisa positiva nisso tudo. Acredito que seja um momento de aceitação, de reflexão, de revermos muitas coisas. De refazer nossa vida e refazer melhor. Pude confirmar um pouco desses ‘novos tempos’ durante algumas entregas. As famílias querem resgatar aquele domingo de Páscoa unido, com brincadeiras como a tradicional ‘caça aos ovos’, tradições até um pouco esquecidas, assim como alguns sentimentos, como a união. Esse é um momento de pensarmos em nossos objetivos e, principalmente, de renascimento, que é o real sentido da Páscoa. Neste caso específico que estamos vivendo, renascer para um novo tempo.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br