Centenas de Alunos participaram do encerramento do projeto “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola”

http://www.minhasaojose.com.br
Cerimônia aconteceu no salão do Júri do Fórum e também reuniu autoridades, professores e a participação do Projeto Guri

Reportagem e Texto: Natália Tiezzi Manetta. Fotos: Leandro Manetta

O salão do Júri do Fórum Municipal “Dr. Jovino de Syllos” ficou tomado por alunos, professores e coordenadres de 8 escolas públicas e municipais, entre elas a E.E. “Tarquinio Cobra Olyntho”, EMEIF “Profª Stella Maris Barbosa Catalano”, E.E. Profª Laudelina de Oliveira Pourrat”, E.E. “Dr. João Gabriel Ribeiro”, E.E. “Dr. Cândido Rodrigues”, E.E. “Euclides da Cunha”, E.E. “Profª Stella Couvert Ribeiro” e EMEIF “Profª Sylvia Portugal Gouvêa de Syllos”, que prestigiaram a cerimônia de encerramento das atividades de 2019 do Projeto “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola”.

Além deles, autoridades também estiveram presentes, entre elas a Promotora de Justiça, dra. Júlia Alves Camargo Butzer, a Supervisora de Ensino da Diretoria de Ensino de São João da Boa Vista, Rosa Helena Marquiti, da presidente da 14ª Subseção da OAB, dra. Ana Cláudia Junqueira Franchi, da secretária municipal de Educação, Cátia Gomes de Alencar, do Sargento Gilmar Donizeti da Cruz, dos vereadores Rubens Pinheiro Lobato e Rafael Kocian e da dra. Patrícia Frigo, que auxilia na execucação do Projeto nas escolas.

A cerimônia foi presidida pelo Juiz de Direito da Primeira Vara de São José do Rio Pardo, dr. Wyldensor Martins Soares, um dos idealizadores do Projeto, que neste ano completou 3 anos, e tem como objetivo promover o exercício da cidania por meio do conhecimento da Constituição, informar sobre as funções dos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), explicando as ações dessas esferas na sociedade.

“Nestes 3 anos o Projeto cresceu, pois as escolas estão mais participativas. Prova disso é o envolvimento cada vez maior não apenas dos alunos, mas também dos professores, coordenadores que, juntos, nos auxiliam a desenvolve-lo e a difundi-lo perante ao âmbito escolar e à comunidade”, disse dr. Wyll.

Ele lembrou que mais de 2.000 alunos já participaram do Projeto, sendo 700 somente este ano. “Gostaria de agradecer também aos nossos parceiros, entre eles a Câmara Municipal, a Ordem dos Advogados do Brasil e a Polícia Militar, pois enriquecem o conteúdo com a vivência profissional em cada área citada”, observou o Juiz.

Um dos idealizadores do Projeto, Dr. Will, não escondeu a satisfação e o carinho de promove-lo por mais um ano na cidade, juntamente com os parceiros que o auxiliaram nas visitas às escolas para difundir o importante e essencial conteúdo proposto aos jovens

O início da cerimônia contou com uma linda, emocionante e empolgante apresentação musical dos alunos do Projeto Guri, sob coordenação do professor Guilherme Bianchin. Após, todas as escolas presentes promoveram apresentações, por meio dos alunos, sobre o conteúdo explanado durante o ano pelo Projeto.

Músicas em flauta doce, RAP, poesias, jograu e até mesmo uma apresentação musical em libras chamaram a atenção do público para assuntos relevantes, inclusive a discriminação racial. Os alunos também puderam expressar os conhecimentos sobre o Projeto por meio de redações e desenhos, que foram expostos no saguão e no próprio salão do Júri.

Ao final da cerimônia, dr. Will foi homenageado pelo alunos, agradeceu a todos pela participação e destacou como pretende realizar o “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola” em 2020. “Acredito que, por mais um ano, o objetivo do Projeto foi alcançado. Os alunos expressaram de forma brilhante o que aprenderam e pudemos sentir o conhecimento e a emoção de cada um deles nos trabalhos apresentados. Que em 2020 nossas parcerias sejam mantidas e que demais ocorram para que possamos dar continuidade a ele, sendo que no ano que vem, o mesmo será antecipado devido às eleições”, finalizou.

CONFIRA ALGUNS MOMENTOS DA CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br