Cardiologista Marcelo Raddo já atende em Rio Pardo: médico destacou o acolhimento dos rio-pardenses 

http://www.minhasaojose.com.br
Dr. Marcelo é graduado há 10 anos pela USP de Ribeirão Preto e possui Residências em Clínica Médica, Cardiologia e Ecocardiografia, também pela USP

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Amigo internauta, como anda o seu coração? Cuidar deste órgão é essencial e vital. Para contribuir com os cuidados com os corações dos rio-pardenses, o cardiologista Marcelo Raddo Venâncio de Souza já está atendendo em São José do Rio Pardo, em clínica médica própria, localizada à rua Itororó, 375, na Vila Pereira. 

O médico é graduado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto USP, possui Residências em Clínica Médica, Cardiologia e Ecocardiografia também pela USP de Ribeirão Preto, além de Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC. 

E a partir deste mês, Dr. Marcelo Raddo fará parte da equipe de colunistas parceiros do www.minhasaojose.com.br e abordará, em matérias, assuntos relevantes à Cardiologia, inclusive sobre a prevenção e tratamento de doenças que acometem o coração como a hipertensão arterial, arritmias e insuficiência cardíaca.

“Hoje as doenças cardiovasculares, como infarto do coração e o acidente vascular encefálico (AVC) são as doenças que mais matam no mundo. No Brasil essa realidade não é diferente, superando com grande margem de folga todos os tipos de cânceres somados”, observou o médico. 

Nesta primeira entrevista ao site, Dr. Marcelo, que é natural de Votuporanga, destacou um pouco de sua carreira de 10 anos na Medicina, falou sobre os atendimentos e serviços realizados em sua clínica, além dos momentos profissionais marcantes e, claro, o que o levou a escolher São José do Rio Pardo para exercer a profissão.

“As pessoas aqui em Rio Pardo são muito acolhedoras e nossa família foi muito bem recebida. Já me sinto em casa!”, afirmou. 

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra. 

Dr. Marcelo, gostaria que falasse sobre sua cidade natal e por que optou em residir e trabalhar em São José. 

Dr. Marcelo Raddo: Nasci no município de Votuporanga-SP, porém estava morando em Ribeirão Preto desde 2007, onde realizei minha graduação e especialização em Cardiologia e Ecocardiografia. Decidi me mudar com minha esposa para São José há mais ou menos um ano, depois de conhecer a cidade através de um grande amigo que residia aqui. Gosto demais do ritmo de vida que temos aqui e da facilidade em realizar as atividades do dia a dia. A região também é muito bonita e o clima agradável. As pessoas são acolhedoras e fomos muitos bem recebidos. Realmente Já me sinto em casa! 

Por que escolheu a Medicina como profissão? Há algum médico na sua família ou alguém que lhe incentivou ou inspirou?   

Foi uma escolha difícil, feita durante o último ano colegial, porém já tinha uma inclinação para área de ciências biológicas. Lembro que fomos visitar a faculdade de medicina com alguns colegas do colegial e naquele momento eu pensei: “É aqui que eu quero estar!”. Na minha família não havia nenhum médico, meus pais eram bancários e honestamente não pensava muito sobre a profissão antes do ensino médio. 

“Hoje as doenças cardiovasculares, como infarto do coração e o acidente vascular encefálico (AVC) são as doenças que mais matam no mundo. No Brasil essa realidade não é diferente, superando com grande margem de folga todos os tipos de cânceres somados”, observou o médico

E por que se especializou em Cardiologia?  

Durante a faculdade você se depara com várias áreas e cada uma com sua beleza e suas peculiaridades. Durante residência de clínica médica comecei a ter um olhar diferenciado pela cardiologia e com o passar dos meses a admiração se transformou em paixão. Então decidi a me especializar na área. Sou graduado desde 2012 pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, onde também concluí minhas especializações. 

Qual foi o momento mais importante de sua carreira nestes 10 anos?  

Acho que não consigo relatar um único momento. A formatura sempre é especial, porém me lembro com carinho das amizades feitas durante a faculdade e a residência, dos ensinamentos dos mestres e das dificuldades superadas. Gosto de pensar que o momento mais importante sempre está por vir… 

Há alguma história curiosa ou emocionante envolvendo o Dr. e algum paciente que tenha lhe marcado e possa contar?  

Me lembro de um caso raro em um jovem que havia se cortado com um facão acidentalmente e por não estar vacinado desenvolveu um quadro grave de tétano. Ficou internado na UTI por semanas apresentando quedas e aumento repentinos de pressão e febre praticamente constante. Utilizamos tudo que tinha disponível no momento para ajudar, apostando sempre na sua melhora. Quase acabamos com estoque de relaxantes musculares do hospital (os anestesistas já estavam ficando desesperados com isso – risos). Surpreendentemente ele se recuperou com poucas sequelas após algumas semanas internado. Fiquei sabendo, meses mais tarde, que seu primeiro filho tinha nascido e naquele momento surgiu aquela sensação agradável de felicidade por ter participado em algum grau da sua melhora. 

Vamos falar um pouco sobre sua clínica médica. Quais são os tipos de exames realizados e o que a MRCardiologia tem a oferecer a seus pacientes? 

O consultório da MRCardiologia tem o foco no atendimento em clínica médica e cardiologia, prezando pela promoção de saúde de forma humanizada, diagnóstico e tratamento das principais cardiopatias e doenças do adulto. Realizamos exames de holter 24 horas, MAPA, eletrocardiograma e ecocardiograma. 

A Clínica atende apenas pacientes particular ou conveniados? Quais os convênios atendidos?   

No atual momento atendemos pacientes particulares e também dos convênios SAVISA, Nosamed, Prefeitura Municipal. Também temos parceria com o Sincopar e Sincomerciários. 

Como a pandemia também afetou a saúde do coração?

Com a pandemia a tendência geral foi descuidarmos de algumas questões relacionados ao autocuidado como prática de atividade física e alimentação saudável. Isto pode ter consequências que podem levar ao descontrole de alguns fatores de risco que são responsáveis pelo surgimento de doenças cardíacas ou mesmo de agravamento de uma doença já existente. Um exemplo é o ganho de peso que contribui com o descontrole pressórico, de diabetes e do colesterol no sangue. 

Gostaria que o Dr. mencionasse alguns temas que vamos abordar nas matérias aqui no www.minhasaojose.com.br 

Hoje as doenças cardiovasculares, como infarto do coração e o acidente vascular encefálico (AVC) são as doenças que mais matam no mundo. No Brasil essa realidade não é diferente, superando com grande margem de folga todos os tipos de cânceres somados! Gostaria de poder comentar um pouco sobre prevenção e tratamento de doenças que acometem o coração como a hipertensão arterial, arritmias e insuficiência cardíaca. 

O cardiologista atende em consultório próprio, à rua Itororó, 375, na Vila Pereira
http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br