“Sarau do Grito”: Movimento comemora 1 ano com programação especial neste final de semana

http://www.minhasaojose.com.br

O Sarau do Grito, cuja Mobilização Cultural está completando 1 ano de atividades em São José, promove a partir desta quinta-feira, 30 de janeiro, até domingo, dia 2 de fevereiro, uma série de atividades e manifestações artísticas para fomentar a discussão acerca de temas relevantes à sociedade, a exemplo da Educação.

Formado por dezenas de jovens, o Sarau do Grito surgiu a partir da necessidade que sentiram em poder se expressarem sem nenhum preconceito, bem como ser um espaço para que muitos talentos possam mostrar suas artes. “O Movimento Cultural surgiu porque sentíamos falta de um espaço para que as pessoas pudessem se expressar sem ser rotuladas ou oprimidas, um espaço que seria para todas as tribos e idades totalmente desprovido de qualquer tipo de preconceito e também porque aqui na cidade temos muitos artistas que não são valorizados, e esse espaço é para que esses artistas possam mostrar e divulgar seus trabalhos.Estamos crescendo de uma forma muito boa”, explicou Leiliana Martins, que faz parte do Movimento.

A programação em comemoração ao 1º ano do Sarau do Grito terá início nesta quinta-feira, dia 30, no Epidauro, a partir das 19h30, com o Cine Sarau. “Conseguimos apoio de uma plataforma que se chama Taturanamobi para apresentarmos documentários que são de produção independente, sendo que um deles chama-se “Espero Tua Revolta”, que fala sobre o caso das ocupações nas escolas no ano de 2013, mostrando o quanto a educação, entre outras questões que são de extrema necessidade e importância, não tem o devido valor, apoio e reconhecimento no Brasil”, observou.

Já no dia 31, no mesmo local e horário, será a vez da Escola Laís Viana, Samba do Chicão, Gui e Pérola Negra se apresentarem. Após será promovido um debate sobre a Arte e a Cultura em São José.

No sábado, dia 1º de fevereiro, será realizado mais um Sarau do Grito, que deve reunir participantes rio-pardenses e de toda a região para compartilharem vivências, experiências e, claro, mostrar seus talentos e artes no palco do Epidauro, também a partir das 19h30.

A programação encerra-se domingo, dia 2, a partir das 14h00, na Praça XV de Novembro (Matriz), com “O Dia do Hip Hop”, que terá dança urbana, discotecagem, batalhas de MC´s, entre outras atrações.

“Convidamos toda a população, independente de idade, religião, enfim, para participar conosco deste primeiro ano de muita reflexão, arte e debates sobre estes assuntos tão importantes para nossa sociedade. Aqui o espaço é, realmente, democrático”, convidou Leiliana.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br