Na Câmara: Iluminação Pública, rondas em praças e Ilha São Pedro foram alguns assuntos abordados pelos vereadores

http://www.minhasaojose.com.br

A 37ª sessão ordinária, realizada na tarde de terça-feira, dia 28, na Câmara Municipal foi marcada por abordagens dos vereadores principalmente no tocante à iluminação pública, manutenção no Distrito Industrial, limpeza e rondas mais efetivas nas praças, além de projetos do Executivo que estão em andamento como a ressignificação da Ilha São Pedro. 

Além dessas, destacadas principalmente durante o Expediente Livre, a vereadora Thais Nogueira solicitou ao Executivo Municipal informações sobre medidas implementadas visando evitar abusos contra servidoras e cargos comissionados da Prefeitura.  

Ela também solicitou informações junto ao DEC – Departamento de Esportes e Cultura, quanto aos projetos culturais voltados à cultura afro, entre outros que foram anunciados pela autarquia meses atrás. 

REVITALIZAÇÃO DE PRAÇA NO BAIRRO VALE REDENTOR 

O vereador Gabriel Navega solicitou ao deputado estadual Murilo Félix informações sobre a possibilidade de destinação de verba para investimento na revitalização de praça localizada no bairro Vale do Redentor. “Esse é um pedido antigo dos moradores, que sugeriram o plantio de gramas e flores no logradouro, instalação de brinquedos às crianças, enfim, para que o local possa voltar a ser frequentado pelas famílias do bairro”, justificou. 

Navega aproveitou para também anunciar que o Executivo havia adquirido uma camionete, que será destinada à Guarda Municipal, para auxiliar no patrulhamento rural. 

“Além disso, informo, ainda, que o município está credenciado ao Programa Melhor Caminho, sendo que a ‘estrada do Barreirinho’ receberá manutenção, como alargamento, entre outras melhorias”, disse o vereador. 

EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO TAMBÉM NAS ESCOLAS 

O vereador Moraci Bállico agradeceu o empenho da Prefeitura e Câmara para realização da campanha de conscientização no trânsito, promovida na última semana no município pelo Sest-Senat. “Agradecimentos também aos vereadores, secretários, diretores, escolas e, em especial, ao prefeito Marcio Zanetti pelo apoio e disposição em ampliar as abordagens com relação ao trânsito, tão essenciais e que podem salvar muitas vidas”, observou o vereador. 

Moraci informou também que as escolas municipais devem receber o Programa, que é desenvolvido pelo Sest-Senat sem nenhum custo à cidade. “A ideia é que todas as escolas da rede municipal recebam o programa para fomentar e difundir informações acerca da conscientização no trânsito”. 

LIMPEZA, RONDAS E MONITORAMENTOS EM PRAÇAS 

Os vereadores Henrique Torres e Rafael Kocian foram procurados por munícipes que relataram a falta de limpeza e monitoramento em praças da cidade. “Na Praça Juscelino Kubitschek, por exemplo, os usuários ‘enfeitaram’ árvores com epeendorfs (pinos) de cocaína – um deboche às autoridades. Fui pessoalmente ao local e constatei não apenas isso, mas a falta de limpeza. Aquela praça, como as demais, são locais de convivência entre os moradores, mas do jeito que estão não há como servir de passeio para as famílias rio-pardenses”, justificou o vereador, que sugeriu ao Executivo a limpeza e monitoramento daquele espaço público. 

Kocian também sugeriu à Prefeitura a limpeza e a realização de rondas mais efetivas na praça da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, na Vila Formosa. “É praticamente o mesmo problema relatado pelo colega Henrique, com muitos pinos de drogas espalhados, sujeira e os moradores estão assustados, principalmente pelo consumo dessas substâncias entorpecentes no local”. 

RECAPEAMENTO NO DISTRITO INDUSTRIAL 

O vereador Henrique Torres visitou o Distrito Industrial e trouxe à Câmara problema recorrente no local: a falta de manutenção, principalmente nas ruas e avenidas. “Contei mais de 270 buracos apenas em avenidas principais, além disso é preciso realizar roçamento em diversos pontos, enfim, o Distrito Industrial precisa urgentemente de manutenção, pois da forma como está jamais vai atrair empresários para instalação de novas empresas na cidade”, observou o vereador. 

Henrique sugeriu o recapeamento no Distrito, bem como o adiantamento de serviços de tapa buracos, anunciados pelo Programa Mais Asfalto da Prefeitura. “No cronograma é provável que o Distrito seja contemplado no final do ano, período de chuvas. Poderiam otimizar esses serviços lá – os empresários agradeceriam”. 

PROBLEMAS NA ILUMINAÇÃO PÚBLICA 

Os vereadores também abordaram os problemas na iluminação pública nas últimas semanas. O contrato da Prefeitura com a empresa que prestava o serviço de manutenção, inclusive a substituição de lâmpadas encerrou-se e uma nova licitação será aberta para novo contrato. 

Várias indicações e requerimentos foram encaminhados ao Executivo sobre a iluminação pública, inclusive o vereador Paulo Sérgio Rodrigues relatou que moradores de diversos bairros o procuraram para cobrar a substituição de lâmpadas queimadas. 

“A Prefeitura está com um contrato emergencial para substituição de cerca de 80 lâmpadas, cujo serviço deve ocorrer até a próxima semana. Esse contrato visa suprir o tempo para que a nova licitação ocorra e uma nova empresa fique encarregada dos serviços”, informou o vereador Pedro Giantomassi, que é o representante do governo na Câmara. 

RECONHECIMENTO ÀS EQUIPES DOS ESFs 

O vereador Pedro Giantomassi aproveitou o Expediente Livre para enaltecer e reconhecer o trabalho que vem sendo feito nas Unidades Estratégia Saúde da Família (ESFs) da cidade. “Além das equipes, muito dedicadas e comprometidas, gostaria de parabenizar também o secretário municipal de Saúde, Paulo Boldrin, e a Andréia Estevão pelo apoio e incentivo à promoção da saúde por meio das hortas comunitárias, programa à prática de atividades físicas e extensão dos horários de atendimento que estão ocorrendo nas unidades”, destacou Pedro. 

Ele observou que essas mudanças nos ESFs estão aproximando cada vez mais os munícipes das unidades, sendo que muitos começaram a frequenta-las e realmente tendo seus problemas de saúde resolvidos. 

Pedro destacou, ainda, o retorno da Corporação Musical ao coreto, ocorrido no domingo, dia 26. “Mas não foi apenas o retorno da ‘banda’. O coreto passou por uma revitalização, onde pessoas em situação de rua foram retiradas do espaço e levadas à Casa Esperança, ou seja, é um trabalho conjunto que contou com o apoio da Secretaria de Assistência e Inclusão Social, o próprio PEVI, e a vontade do prefeito Marcio Zanetti em devolver à população esse cartão postal, um agradável local de convívio”, destacou. 

RESSIGNIFICAÇÃO DA ILHA SÃO PEDRO 

Pedro Giantomassi também informou sobre o projeto de ressignificação da Ilha São Pedro e trouxe detalhes da obra, que prevê que a primeira etapa esteja concluída até o final do mês de dezembro, e compreende a retirada do IMVL do barracão, onde será instalado um café e espaço para atividades socioambientais. 

“Com o início das obras no Canil Municipal, o objetivo é retirar o IMVL deste barracão até novembro”, disse. 

Já a segunda fase da obra prevê, segundo Giantomassi, a construção de um deck de madeira com visão privilegiada ao rio Pardo e ponte Euclides da Cunha, orquidário, playground, que será instalado do lado de fora da área da Ilha para otimizar os espaços internos, além de paisagismo, introdução de esportes como a tirolesa e a canoagem, sendo que este já está acontecendo com aulas no local.  

“E a terceira fase, que é mais ambiciosa, visa a construção de uma piscina flutuante natural. Sem dúvida um projeto muito bem elaborado e que devolverá aos rio-pardenses uma Ilha São Pedro ressignificada para momentos de entretenimento, tranquilidade, educação ambiental e esportes”, concluiu. 

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br