Eloisa e Arthur: Casal conta sua história de quase 40 anos de união

http://www.minhasaojose.com.br
O namoro começou pela curiosidade dela em conhece-lo, o que aconteceu no início de 1980, e logo depois iniciaram o relacionamento

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Doze de junho. Uma data especial para quem está apaixonado e ainda mais relevante para duas pessoas que já passaram mais de 40 Dia dos Namorados juntas! Em homenagem a todos os casais, o www.minhasaojose.com.br conta um pouco da história de Eloisa Elena Franzé Alciati e Arthur Alciati, um casal tido como exemplo não apenas no relacionamento amoroso, mas no companheirismo, cumplicidade e respeito que fizeram com que ambos constituíssem uma base familiar muito sólida, assim como a empresa da família, onde ambos também trabalham juntos.

A forma como os dois se conheceram é bastante curiosa. Aliás, a curiosidade foi o que inspirou Eloísa a conhecer um rapaz que uma amiga havia se relacionado. “Essa amiga, que já havia namorado o Arthur, falava sempre dele. O chamava de “Túio”, um apelido que tinha na juventude. E certo dia ela mesma o apresentou a mim, pois nessa época ele morava em São Vicente e vinha passear em São José. Confesso que me encantei com o bom papo dele”, contou Eloisa.

E desta primeira paquera iniciou-se um namoro, em janeiro de 1980. Pouco tempo depois, em janeiro de 1982, Arthur e Eloísa se casaram. “Éramos muito jovens. Eu tinha 19 anos! Mas foi um dos momentos mais felizes de nossa vida. Tomamos a decisão correta, tanto que cá estamos, juntinhos, até hoje”, destacou Eloísa.

Um ano após o casamento, ambos se tornaram pais de André, o primogênito, e dois anos depois, em 1985, também de Karina. “Digo sempre que Deus nos presenteou com nossos filhos, pois são pessoas dignas, batalhadoras, honestas e que também estão proporcionando a nós a bênção de sermos avós”, disse o casal.

Carinho e respeito: Um costume de ambos é assistirem televisão e também dormirem de mãos dadas

LUTAS E CONQUISTAS A DOIS

Eloisa e Arthur receberam a jornalista Natália Tiezzi na residência do casal. Durante a entrevista, ambos olhavam com muito carinho e gratidão à bela casa, porém, confessaram que nem sempre os tempos foram de estabilidade, principalmente financeira na vida de ambos, que destacaram momentos difíceis, sem nenhum receio ou vergonha.

“Quando nos casamos não tínhamos nem carro. Tivemos que vender o título de um clube para comprar berço e demais móveis para o quarto das crianças. Um dos momentos que mais me marcou nesta época foi quando a Eloísa estava grávida e passamos pela calçada de uma lanchonete e ela visivelmente ficou com vontade comer um lanche. Eu disse a ela que não tinha dinheiro para comprar… São situações que marcam a vida da gente, mas não de forma negativa, ao contrário. Todo esse ‘sufoco’ no início da vida de casado nos fortaleceu”, afirmou Arthur.

E Eloisa complementou a fala do marido. “É por isso que jamais sentiremos receio de contar esses momentos. É nossa história e períodos difíceis também fazem parte dela. Sentimos orgulho de tudo que passamos juntos, aprendemos juntos e pudemos passar esses valores aos nossos filhos”.

Por falar neles, Arthur e Eloisa educaram ambos com muita dedicação e zelo. “Dediquei-me a eles quando crianças e não me arrependo disso. Fui (e sou) uma mãe mais enérgica, rígida na educação deles e não negava umas chineladas no bumbum quando era necessário. Já o Arthur tinha mais paciência para conversar!”, comentou Eloisa.

Além disso, o que também nunca faltou na educação de André e Karina foram limites e respeito ao próximo. “Ambos sempre nos respeitaram e isso fez com que tivessem respeito pelas pessoas também. Impúnhamos limites e eles acatavam. Hoje, pela falta de limite dos pais, muitas vezes os filhos crescem sem essas referências, sem valores e, consequentemente, sem nenhum respeito pelo próximo”, observou Arthur.

Tanto André quanto Karina aprenderam as lições e têm nos pais exemplos, principalmente de amor e de caráter. “É muito bom ouvir de um filho que você é seu exemplo de mãe e pai. Graças a Deus e a educação que demos para ambos eles nos dizem isso”, afirmou Eloisa.

Assim como tratam os filhos, o casal também considera muito a nora, Letícia, e o genro Áureo. “Essa forte base familiar que temos também foi ‘transferida’ para nossa nora e nosso genro. Pessoas de qualidades ímpares, que só agregaram ações e sentimentos maravilhosos à nossa família”, destacaram.

E já que o assunto é família, se a vida de ambos foi marcada por momentos um pouco turbulentos, o casal também destacou que um dos mais felizes foi o nascimento dos netos. “Começando pela Luisa, depois o Lucca, o Henry e o Noah. Somos abençoados por termos essas crianças em nossas vidas”.

Na primeira foto, o casamento civil e na segunda, o casamento religioso, que aconteceu dia 16 de janeiro de 1982

O TRABALHO A DOIS

Antes de trabalharem juntos, situação que ocorre desde 1992, Eloisa cursou o Magistério e ministrou aulas por um curto período. Já Arthur começou a trabalhar aos 13 anos nas Casas Pernambucanas à época. Ele também trabalhou na Coca-Cola por sete anos.

“Em 1990 iniciamos a Arthur Auto Peças e em 1992 a Eloisa já começou a trabalhar comigo. É uma grande companheira também de trabalho, que me auxilia e aconselha muito além da área financeira, a qual administra. E ela gostou tanto desse trabalho que nunca mais parou”, disse Arthur.

Quem também seguiu os passos de Arthur na empresa da família foi André. “Ele começou a me ajudar na loja aos 8 anos. E acredito que começar a trabalhar cedo também contribuiu à formação de seu caráter, em faze-lo valorizar desde as pequenas até as grandes conquistas profissionais. E eu tenho muito orgulho em dizer que ele aprendeu, realmente, a importância do trabalho em nossa vida”, ressaltou Arthur.

Já Karina preferiu os estudos e graduou-se em Fisioterapia pela Universidade Barão de Mauá, de Ribeirão Preto, profissão que exerce com muita dedicação. “Falando nela, me lembrei de um momento difícil que vivemos anos atrás. Karina estudou em Ribeirão e quando fomos leva-la ao apartamento e a ‘deixamos’ por lá foi de cortar meu coração. Uma sensação de abandono mesmo, mas que depois passou! Após o nascimento dos filhos, Karina conseguiu conciliar a maternidade e a profissão. É uma mãe enérgica, presente e que sabe dizer não às crianças. Acho que aprendeu direitinho com os pais. Também tenho nela um exemplo de mãe, assim como a minha nora, Letícia, bem como o André e o Nino como grandes exemplos de pais”, declarou Eloisa.

O primogênito, André, junto à esposa, Letícia e os filhos Henry e Noah
A filha Karina com o marido, Áureo (Nino), e os filhos Luísa e Lucca

CONSELHOS PARA UM RELACIONAMENTO DURADOURO

Eloisa e Arthur foram enfáticos dizendo que filhos e bens materiais não ‘salvam’ nenhum casamento. “Acreditamos que uma relação duradoura precisa ter, além de amor, muito diálogo, companheirismo, paciência, admiração um pelo outro, além de pequenos gestos, pequenas demonstrações de carinho”, disse o casal.

Esses pequenos gestos de carinho foram presenciados pela repórter ao longo da entrevista. “Hoje mesmo, o Arthur me mandou uma mensagem tão carinhosa pela manhã. Às vezes ele me traz flores sem nenhuma data especial. Eu tenho um amor e um carinho por esse homem que não sei explicar. Além de tudo, Arthur é muito bondoso”, destacou Eloisa, com olhar fixo e de admiração ao amado.

Já Arthur destacou que uma das principais qualidades de Eloisa é a fé e também a bondade que dispensa ao próximo. “Eloisa é muito família. Cuida da mãe como ninguém, aliás, da família inteira. Sua fé é comovente e fez até com que eu me voltasse mais à religião. Se eu tivesse que casar novamente, seria com ela de novo!”

E será que após mais de quatro décadas de um avida em comum, o casal ainda tem algum sonho para realizar? “Temos muita gratidão a Deus por tudo que nos foi e é proporcionado. Sonho mesmo é ver nossos filhos e netos sempre unidos, com saúde, obtendo êxito na vida”, finalizou o casal.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange