UNIP realiza lives sobre o curso de Direito e sobre mulheres em situação de violência

http://www.minhasaojose.com.br

Nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, as redes oficiais da UNIP no Facebook, Linkedin e Youtube transmitirão duas grandes lives aos internautas.

A primeira delas – em 30 de setembro, às 21h – será “Curso de Direito e Carreiras Jurídicas”.

Conduzida pelo Prof. Sérgio Vallim – Mestre em Direito Processual Civil, especialista em Direito Civil e Direito Empresarial, coordenador-geral dos 26 Cursos de Direito presenciais e dos 10 em Pós-Graduação EAD da UNIP, a live vai apresentar a história da criação dos cursos de Direito no Brasil, sua evolução até os dias atuais, as carreiras jurídicas existentes, as especializações e as novas áreas do Direito.

“Além da vasta área do Direito tradicional e até das novas carreiras, há ainda algumas como a de Officer no Compliance, a do gestor de áreas jurídicas, a da docência, a da administração judicial, a das perícias técnicas para o Judiciário, entre outras. Creio que elucidaremos muitas dúvidas de quem ainda não se decidiu pela profissão e também dos já estudantes do Direito”, explica Vallim. 

Já em  de outubro, às 19h, acontece a live “Apoio psicológico para mulheres em situação de violência”, que será conduzida porCarla Pontes Donnamaria – psicóloga judiciária do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, facilitadora em Justiça Restaurativa e supervisora de Estágio de Psicologia Jurídica da UNIP Campinas.

A professora contará que, para ajudar as vítimas da violência, a UNIP Campinas e a 1ª Delegacia Seccional da cidade estão prestes a renovar a assinatura de um termo de cooperação para estágio de estudantes de Psicologia. O convênio já existe com as Delegacias de Defesa da Mulher (DDMs), mas precisa ser renovado anualmente. A intenção é formalizar a parceria com aval do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior 2 (Deinter 2) e da Delegacia Geral da Polícia Civil, para que o serviço seja contínuo, e também para que se estenda para a Delegacia da Infância e Juventude (DIJU).

“Essa parceria auxilia a vítima de violência. Notamos que quando a vítima procura ajuda é porque chegou no ápice do ciclo: quer desabafar, narrar sua história e ser ouvida. Esse convênio é muito bom para a universidade, porque traz experiência para os alunos. Para a população, o atendimento psicológico complementa a atenção à vítima para além do que o sistema de Justiça pode fazer por ela, para ser reconhecida, para organizar os pensamentos, para reconectar-se com os recursos e encontrar possibilidades para seguir adiante”. explica a Profa. Carla Pontes.

A psicóloga conta que geralmente a vítima não quer a mera punição do agressor, mas sim que a violência deixe de acontecer. “O que a vítima almeja é o rompimento da violência e o seu reconhecimento pessoal. Em um determinado momento, ela percebe que só com ajuda especializada conseguirá identificar suas necessidades e buscar segurança para si”, conclui.

As mediações das lives ficarão por conta de Sílvia Vinhas e Malu Mota, jornalistas e apresentadoras do educativo “Duas na Tri”, da Rádio Trianon.

Não dá mesmo para perder. Para assistir, basta acessar:

https://www.youtube.com/user/UNIPOficial

https://www.instagram.com/_unipoficial/?hl=pt-br

https://www.linkedin.com/school/unip/

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br