Tiro de Guerra pretende retornar atividades presenciais gradativamente em julho

http://www.minhasaojose.com.br

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

O Tiro de Guerra 02-038 pretende retornar as atividades presenciais junto aos atiradores de forma gradativa em julho. Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, o 1º Sargento e Chefe de Instrução Lenildo Pereira da Silva disse que a entidade aguarda um documento, que já foi enviado à Vigilância Epidemiológica, para que ocorra o retorno, porém ainda não há uma data definida.

“Estou aguardando esse documento da V.E. para que possamos definir o dia do mês de julho que retornaremos. Importante mencionar que haverá um intercalação no número de atiradores, sendo 25 a cada dia. Além disso, respeitaremos a evolução do combate ao Covid-19 na cidade”, observou o Sargento.

Lenildo informou ainda que também será tomado o espaçamento mínimo de 1,5 m de distância entre os atiradores, a utilização das máscaras de proteção, uso de álcool gel em todas as atividades e está sendo adquirido um termômetro infravermelho (de testa) para aferir a temperatura de todos por ocasião da chegada ao TG. Entre as atividades que retornarão estão as práticas de orientação e atividades de tiro.

O Chefe de Instrução observou que mesmo diante do isolamento social, as atividades no TG não foram totalmente paralisadas. “Adotamos a forma de ministrar a instrução por EAD, para aquelas de cunho teórico, conhecido no Exército como ‘instruções de banquinho’”, destacou.

Ele concluiu dizendo que “este regresso será realizado com muita cautela e principalmente respeito ao Novo Coronavírus. Retornar as atividades não pode ser sinônimo de flexibilizar os cuidados e nem subestimar a doença”.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br