Rio-pardenses se mobilizam para ajudar Santa Casa, Pronto Socorro e alunos carentes

http://www.minhasaojose.com.br

Recursos em dinheiro, cestas básicas e até máscaras fazem parte de algumas das muitas ações solidárias

Reportagem e texto: Natália Tiezzi Manetta

Sim, o rio-pardense continua sendo um povo solidário, que arregaça as mangas e faz o que está ao alcance para ajudar! E, ao invés de notícia ruim, que, por vezes se torna inevitável diante da situação de Pandemia que o mundo vive, o www.minhasaojose.com.br traz também boas notícias, para inspirar e fazer acreditar que tudo vai melhorar.

Exemplo desse otimismo não faltam: sejam por grupos de whatsapp, redes sociais, boca a boca, enfim, a solidariedade está rompendo fronteiras e alcançando quem mais precisa.

Há semanas um grupo de empresários e comerciantes rio-pardenses se uniram no “Juntos Somos Mais Fortes”, via whatsapp, para promover principalmente a conscientização perante a um tema polêmico: o isolamento social. Até adesivos foram confeccionados para esse objetivo, onde muitas lojas aderiram à campanha. Além disso, o grupo também se mobilizou em uma campanha para arrecadar recursos para a Santa Casa por meio da chamada ‘vaquinha virtual’. O objetivo é que esse recurso seja utilizado na aquisição de álcool gel, toucas, entre outros materiais para o hospital.

Sabendo da dificuldade na aquisição de máscaras e da alta demanda no Pronto Socorro, empresárias também se uniram para adquirir material para confecção das mesmas em TNT. Inclusive muitas costureiras aceitaram costurar as máscaras voluntariamente. Toda a produção, que provavelmente chegará a 3.000 unidades, será doada ao P.S.

Quem também está se mobilizando para ajudar alunos carentes é a equipe escolar da Escola Estadual Conjunto Habitacional “Natal Merli”. De acordo com o relato da

Diretora da instituição, muitos alunos, vindos de famílias muito necessitadas, faziam suas refeições apenas na escola por meio da merenda escolar. Mas, como as aulas foram suspensas temporariamente à prevenção do Covid-19, o grupo está se mobilizando para aquisição de cestas básicas, que serão entregues a essas famílias, que chegam a ter entre 6 a 8 crianças cada uma.

COMO AJUDAR?

* Para quem quiser ajudar na vaquinha virtual em prol à Santa Casa, o link é https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajudar-a-santa-casa-de-sao-jose-do-rio-pardo

* Para auxiliar nas cestas básicas aos alunos carentes da Escola Natal Merli, o contato é (19) 998867-3687, com Renata Siqueira. Entregas das cestas também podem ser feitas diretamente na Clínica SiqueiraMed ou na Bikepoint.

* Com relação às máscaras, a equipe já conseguiu material e mão de obra suficientes para essa demanda

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
Secured By miniOrange