Secretário destaca realização de Mutirão de Catarata para diminuir fila de espera

http://www.minhasaojose.com.br
Secretário destacou que fila de espera tem mais de 340 pessoas neste momento

Durante sua participação na sessão da Câmara na terça-feira, dia 9, o secretário municipal de Saúde, Dr. Paulo Eduardo Boldrin, destacou que a pasta tem o intuito de realizar um Mutirão de Catarata para diminuir as filas de espera por esse tipo de cirurgia.
“As cirurgias são feitas pelo Conderg, porém, estamos analisando a possibilidade de promover um Mutirão para diminuir uma lista de espera que possui mais de 340 pessoas no momento. Inclusive temos uma verba impositiva de pouco mais de R$ 81.000,00 que será destinada à realização de cerca de 70 a 75 olhos operados”, destacou.
O pedido para uma atenção especial aos portadores de catarata fez-se através de indicação do vereador Dr. Romano Cassoli, que contou com o apoio dos demais vereadores nesta questão.

TRANSPORTE NA SAÚDE
Além deste assunto, Boldrin também abordou a questão do Transporte na Saúde, onde mencionou que aos poucos estão investindo na recuperação de veículos, bem como implantando a busca de pacientes em suas residências para tratamento fora de São José. “Esse tipo de serviço conta com uma média de 60 pacientes por madrugada e é realizado com todo cuidado e dedicação de nossa equipe de motoristas”, disse.
Boldrin também desmentiu boatos que o município cancelaria o convênio com o SAMU. “Muito pelo contrário. Vamos otimizar os trabalhos com o SAMU, usufruindo de maneira a contemplar a população, portanto o SAMU não será extinto aqui. Além disso temos a intenção de ter nossa própria UTI Móvel, objetivando diminuir os custos com transferência de pacientes e investir esse montante em outras áreas da saúde”.

AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
O secretário enalteceu o trabalho dos agentes comunitários de Saúde, que prestam serviços por meio dos ESFs (Estratégia Saúde da Família) e disse que eles serão cada vez mais essenciais para trabalhos de conscientização junto aos munícipes. “Os agentes já são fundamentais na difusão de informações e agora ainda mais por conta da Covid-19, entre outras doenças que também continuam sendo abordadas pelos ESFs, principalmente para prevenção”.
Além dos ESFs, Boldrin disse que a Educação em Saúde também já está sendo implantada nas escolas, com projeto específico. “As crianças e jovens também são potenciais difusores de informação, principalmente no âmbito familiar. A intenção é investir uma pequena verba de R$ 11 mil neste projeto e fazer com que os alunos sejam nossos parceiros na conscientização sobre a promoção da saúde e qualidade vida”, finalizou

Fonte: Câmara Municipal de São José do Rio Pardo

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br