Projeto quer conscientizar a população sobre a importância da Saúde Mental

http://www.minhasaojose.com.br

Trabalho já é desenvolvido em algumas escolas nas áreas de Direito, Psicologia e Saúde

Tudo começou com o olhar profissional, cidadão e de mãe da advogada Priscila Fernandes Pires Sampaio sobre uma questão de extrema importância para a sociedade: a conscientização sobre os Direitos e Deveres do cidadão.

A experiência do dia-a-dia fez a advogada desenvolver um projeto que levasse informação, principalmente nas escolas, bem como para demais entidades que lidam no cotidiano com situações muitas vezes extremas, o que inclui o trato com as crianças, adolescentes e famílias.

O trabalho era desenvolvido por meio de palestras e encontros, onde Priscila e demais profissionais abordavam e informavam sobre assuntos voltados à qualidade de vida familiar no âmbito do Direito.

Porém, após alguns meses, Priscila começou a notar outra necessidade, principalmente no ambiente escolar: a conscientização sobre a importância da Saúde Mental. Neste ínterim, a advogada conheceu a psicóloga Thaís dos Santos Domingos e ambas iniciaram mais uma fase do projeto, sendo esta voltada especificamente à Psicoeducação.

“As atividades ainda estão no início. Na verdade estamos adaptando-a à realidade que nos rodeia. Mas a idéia é expandir o projeto para as escolas que realmente tenham interesse. O trabalho será promovido com os grupos de pessoas que formam a comunidade escolar, sendo os alunos, professores, coordenadores, colaboradores, além da família destes alunos”, explicou Thaís.

OUTROS PROFISSIONAIS TAMBÉM PODEM PARTICIPAR E COLABORAR

Embora esteja sendo conduzido pela psicóloga, o projeto é aberto a outros profissionais que queiram participar. “Queremos agregar outros profissionais da área da Saúde para que possam levar seus conhecimentos através de palestras, reuniões, entre outras atividades voltadas à comunidade sobre o tema da importância da Saúde Mental”, destacou Thaís.

Ela afirmou ainda que o projeto também apoia a Campanha Janeiro Branco, que é centralizada no 1º mês do ano, mas que suas ações são promovidas durante os demais, inclusive com a ação social de vários profissionais que buscam uma cultura da Saúde Mental na Humanidade. “É imprescindível esse olhar à saúde mental da sociedade em todos os âmbitos. Estamos enfrentando novas realidades na família, principalmente pais que não aprenderam a lidar com suas emoções e, consequentemente, não estão sabendo lidar com as emoções de seus filhos, entre outros problemas que estão refletindo em outro local tido, até então, como seguro: a escola. E é exatamente por isso que estamos chamando o projeto para dentro das mesmas com o intuito de alertar, informar e auxiliar no que diz respeito à Psicoeducação e que envolva a todos”, concluiu Thaís.

Profissionais da Saúde que quiserem participar do projeto poderão entrar em contato com Priscila (19 9283-1996) ou Thaís (19 99356-6183).

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br