Prefeito eleito Márcio Zanetti e Câmara se mobilizam pela permanência do Pólo de Tatuí em São José

http://www.minhasaojose.com.br
Alunos e professores também estão se mobilizando para manutenção do Polo. Um Abaixo assinado virtual está ocorrendo pelas redes sociais

Abaixo assinado virtual também está ocorrendo pedindo a manutenção da instituição na cidade

A permanência do Pólo do Conservatório de Tatuí em São José foi um dos temas abordados durante o primeiro prounciamento do prefeito eleito, Márcio Zanetti, que esteve na Câmara Municipal na terça-feira, dia 17, acompanhado pela vice, Algemira Pinheiro de Souza.

“No início de novembro tomamos ciência de um edital que a Secretaria de Cultura do Estado publicou para substituir a organização social que faz a gestão do Conservatório de Tatuí. E esse edital prevê a possibilidade de fechamento do Polo local. Começamos uma ação política buscando a possibilidade de interrupção desse edital, mas tenho receio de que apenas essa movimentação seja insuficiente”

Uma audiência na Secretaria da Cultura deverá ser realizada nos próximos dias. “Gostaria que a Câmara fizesse parte dessa ação”, pediu Márcio.

O arquiteto Daniel Cobra, que é admirador do trabalho do Polo, se mostrou preocupado com o prazo. “O edital foi publicado em 5 de novembro e é concorrência pública, então são 30 dias. Precisamos ganhar tempo para negociação política e algo que dê segurança jurídica ao Polo. Não é a primeira vez que isso acontece, há dois anos tivemos o mesmo problema. A gente precisa rever o contrato que o município tem com o Estado e tomar atitudes para fortalecer o Polo. Peço em nome dos alunos que façam o possível.”

O coordenador pedagógico do Polo local, Juliano Marques Barreto, enfatizou a importância que a instituição tem para cerca de 200 crianças, jovens, adultos e idosos de São José do Rio Pardo e de outros 25 municípios. “Desde 2006 somos a única extensão do Conservatório; é uma forma de descentralizar as ações culturais musicais da cidade de São Paulo.”

Juliano se disse indignado com a maneira como tudo foi feito. “Tenho certeza de que a Prefeitura não foi consultada, os alunos também não. Peço a ajuda de vocês para tentar reverter essa situação.”

Em seu primeiro pronunciamento na Câmara, Márcio Zanetti pediu o apoio da Casa de Leis com relação à permanência do Polo na cidade (foto: Assessoria Parlamentar)

O presidente da Câmara, Luis Henrique Artioli Tobias, colocou a Procuradoria Jurídica da Casa à disposição para, em conjunto com os procuradores da Prefeitura, tentar uma alternativa. “Esta Casa estará empenhada em produzir requerimentos para que possamos obter o maior número de respostas possíveis sobre esta intenção. Peço ao líder do prefeito, vereador Rubinho Pinheiro, que entre em contato com o Jurídico da Prefeitura para dizer que a Câmara está à disposição para dialogar sobre a matéria”.

Além dos Poderes Executivo e Legislativo, os munícipes também se organizaram para pedir a permanência do Pólo em Rio Pardo. Por meio das redes sociais e da hashtag FicaPoloRioPardo iniciaram um abaixo assinado virtual à manutenção do Pólo. As pessoas podem assinar pelo link http://chng.it/WdqHHVfs

Com informações da Assessoria Parlamentar da Câmara. Texto final: Natália Tiezzi

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
Secured By miniOrange